Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Juiz de Fora > Bacharelado em Sistemas de Informação recebe quatro estrelas do Guia da Faculdade
conteúdo

Ensino

Bacharelado em Sistemas de Informação recebe quatro estrelas do Guia da Faculdade

publicado: 27/10/2021 11h32, última modificação: 28/10/2021 11h37
Esta avaliação é anual e mostra a evolução do curso ofertado no Campus Juiz de Fora, que completa 10 anos de existência em 2021.

O Bacharelado em Sistemas de Informação (BSI) do Campus Juiz de Fora do IF Sudeste MG recebeu a avaliação de quatro estrelas pelo Guia da Faculdade 2021, parceria entre a Quero Educação e o jornal O Estado de São Paulo. Esta é uma avaliação anual e demonstra a qualidade do curso ofertado no campus, que evoluiu sua qualificação em relação aos anos anteriores.

O Guia da Faculdade avalia as instituições de ensino superior convidadas, que estão devidamente cadastradas no Ministério da Educação (MEC). Os avaliadores dão notas de um a cinco para cada curso, nos quesitos de qualidade do corpo docente, do projeto pedagógico e da infraestrutura oferecida pela instituição. Em seguida é feita uma média numérica que as notas recebidas nos dois anos anteriores.

De acordo com o coordenador do curso, o professor Emerson Augusto Priamo Moraes, o BSI completa 10 anos de existência e atingiu a maturidade esperada.  Ele explica  que o diferencial do curso de Sistemas de Informação ofertado pelo Campus JF vêm “dos trabalhos desenvolvidos pelos professores junto aos alunos, não somente em termos de conteúdo programático, mas também nos projetos que temos de ensino, pesquisa e extensão”.

Além disso, o professor do Núcleo de Informática destaca que, apesar das dificuldades impostas pela pandemia, a área de Tecnologia da Informação gerou um mundo de oportunidades e que os alunos do bacharelado ofertado pelo nosso campus estão preparados para buscar estas chances oferecidas pelo mercado. “Temos alunos trabalhando para empresas estrangeiras e a procura é cada vez maior por esta mão de obra. Existe déficit de trabalhadores especializados no mercado de tecnologia e estamos contribuindo consideravelmente nesta questão”, conclui Emerson.

registrado em: