Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Juiz de Fora > Blitz distribui cartas educativas sobre o trânsito em frente ao Campus
conteúdo

Geral

Blitz distribui cartas educativas sobre o trânsito em frente ao Campus

Iniciativa do projeto Transitar, em parceria com Settra/PJF, entregou a motoristas e pedestres cartas escritas por alunos e servidores do Campus Juiz de Fora.
publicado: 04/12/2019 17h02, última modificação: 06/12/2019 11h33
Exibir carrossel de imagens
  • ">
  • ">
  • ">
  • ">
  • ">
  • ">

Uma blitz educativa do projeto Transitar, coordenado pela professora Yvonne Massucate, do curso Técnico em Transporte Rodoviário; em parceria com a Secretaria de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Juiz de Fora (Settra/PJF), distribuiu cartas a motoristas e pedestres na rua Bernardo Mascarenhas, em frente ao Campus Juiz de Fora, na tarde desta quarta-feira, dia 4, O conteúdo educativo sobre a situação do trânsito foi escrito por alunos e servidores da instituição.

A região no entorno do Campus conta com uma escola estadual, uma empresa de grande porte e comércio, gerando  um enorme fluxo de veículos e pedestres na via principal do bairro Fábrica. Segundo a agente da Settra que participou da blitz, Danielle Loures, diariamente há veículos que andam em alta velocidade pela rua Bernardo Mascarenhas, sendo esse um dos motivos para a escolha da via para receber a blitz.

Aluna do segundo período do curso de Transporte Rodoviário, Giovanna Oliveira, que participou da distribuição das cartas, destaca a falta de conscientização por parte dos motoristas, que não param diante das faixas de pedestre, quando há pessoas querendo atravessar a via. “Existem várias faixas na via, mas se vê poucos veículos que param para que os pedestres possam atravessar.” O comerciante Cristiano Simão, que trabalha na região, concorda com Giovanna e diz que a blitz é importante para melhorar a educação do trânsito no bairro.

A supervisora da Settra para projetos educativos de mobilidade urbana, Renata Viana, vê a blitz educativa como uma importante ferramenta para educar os atores do trânsito, além de mostrar a preocupação com assunto por parte do poder público e dos educadores. Destaca, ainda, o diferencial da iniciativa para outras campanhas de educação no trânsito. “A abordagem da blitz educativa aproxima mais o educador com o usuário do trânsito”.

Yvonne Massucate, coordenadora do projeto Transitar, concorda com Viana e destaca  que a educação no trânsito começa na educação de base. “As crianças também tem que vivenciar essa educação. Não adianta só falar, tem que demonstrar com ações a importância de você respeitar as normas de trânsito”.

 

registrado em: