Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Juiz de Fora > Equipe Corsários Baja adapta as atividades durante a quarentena
conteúdo

Extensão

Equipe Corsários Baja adapta as atividades durante a quarentena

Os estudantes fazem reuniões de gerência semanalmente, com o intuito de discutir as mudanças para melhoria do protótipo.
publicado: 05/05/2020 14h19, última modificação: 07/05/2020 16h35
Equipe Corsários Baja. Imagem cedida pelo entrevistado

Equipe Corsários Baja. Imagem cedida pelo entrevistado

Com o período de isolamento, alguns projetos tiveram que mudar a forma de realizar suas atividades, mas seguem a todo vapor, como é o caso do Corsários Baja, projeto criado em 2012. O objetivo é projetar e construir um veículo para competições, sendo vinculado à  Sociedade de Engenheiros da Mobilidade, que organiza essas competições.

O projeto consiste em um time de estudantes técnicos e engenheiros do Instituto, em um total de 28 membros, divididos em nove áreas (gestão, marketing, frenagem, powertrain, cálculo estrutural, design, eletroeletrônica, suspensão e direção), sendo cada uma responsável por uma parte importante do veículo. Todo o projeto é discutido em reuniões e planejado previamente para a execução. Cerca 80% das peças são fabricadas no Campus Juiz de Fora, o que confere à equipe um “Know-how” de fabricação em mecânica e eletroeletrônica. Além disso, em parceria com outros projetos da instituição, como o IFly AeroDesign, desenvolvem-se atividades beneficentes, como o jogo beneficente que contou com a arrecadação de alimentos, os quais foram destinados a uma instituição.

 Com o período de isolamento social o projeto segue em atividade.  A equipe faz reuniões de gerência semanalmente, com o intuito de  discutir as mudanças para melhoria do protótipo e, também, discussões pertinentes a execução, envolvendo cronograma e pesquisas para o desenvolvimento de novos componentes. Atualmente, estão em fase final de planejamento para a próxima competição e já definiram todas as mudanças.

O estudante Leonardo Almeida, do curso de Engenharia Mecatrônica e atual capitão da equipe, destaca que a maior dificuldade tem sido reunir todos os membros por meio de chamadas online e realizar algumas tarefas do projeto que depende de estar com o veículo ao alcance. Porém, a pandemia se encaixou no período que eles usam para realizar o planejamento anual, após a competição nacional, com menor movimentação nas oficinas.

 Ele explica que o projeto é importante para a comunidade acadêmica, uma vez que os alunos conseguem aplicar na prática todos os conhecimentos adquiridos em sala de aula, o que inclui simulações em softwares como o SolidWorks, técnicas de soldagem, utilização de equipamentos e máquinas como os tornos e fresadoras. “Através do projeto é possível aprofundar os estudos em, como por exemplo, dinâmica veicular e seleção de materiais adequados para um melhor desempenho do projeto. Na comunidade externa, o projeto impacta os estudantes de fora através da participação da equipe em feiras de profissões e apresentações em salas de aulas, contribuindo para despertar o interesse dos alunos principalmente na área de engenharia.”

 Para os estudantes que se interessam pelo projeto, o processo seletivo 2020.1 está aberto até o retorno das aulas. O aluno deve estar matriculado nas modalidades de cursos de graduação ou técnicos. As inscrições estão sendo feita de forma online. Para mais informações, só acessar o link

 

 

 

registrado em: