Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Juiz de Fora > Professor discute contexto da ciência no Brasil em artigo publicado em revista internacional
conteúdo

Destaque

Professor discute contexto da ciência no Brasil em artigo publicado em revista internacional

publicado: 31/03/2021 13h34, última modificação: 31/03/2021 15h17
Wagner Tadeu Jardim, do Núcleo de Física, é um dos autores do trabalho publicado na revista Science & Education, que divulga pesquisas usando abordagens históricas, filosóficas e sociológicas para melhorar o ensino, a aprendizagem e os currículos em ciências e matemática.

"History of Science in Physics Teaching: Possibilities for Contextualized Teaching?" é o título do artigo escrito pelo professor Wagner Tadeu Jardim, do Núcleo de Física, em parceria com os professores Andreia Guerra e Hermann Schiffer, do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ). O trabalho é fruto dos estudos do Núcleo de Investigação em Ensino, História da Ciência e Cultura do CEFET/RJ, na área da “História Cultural das Ciências”, que tem os objetivos de discutir em sala de aula, não somente conceitos científicos específicos, mas também práticas científicas (presentes nas ciências, todavia, muitas vezes não relacionadas a elas) em diversos contextos.

Segundo Wagner, o objetivo mais específico do artigo veio, principalmente, das diferenças entre a estrutura disponibilizada para se fazer ciências no Brasil. em relação a diferentes países, e o contexto de cada instituição/estudante. “Além disso, viemos sofrendo muitos cortes em investimentos nas Ciências e convivendo com um discurso negacionista infundado. Essas reflexões impactam não somente o estudante que seguirá uma área científica, mas toda uma sociedade que se posiciona a favor ou contra uma vacina (para tomar um exemplo contemporâneo), sem uma discussão adequada”.

O estudo investigou quais compreensões sobre as práticas científicas podem ser desenvolvidas pelos alunos, a partir de discussões de classe inspiradas na abordagem da História Cultural da Ciência, com foco em um contexto histórico e social dos próprios alunos. O episódio histórico escolhido para ser introduzido, em suas aulas de física, foi o desenvolvimento da jarra de Leiden, uma espécie primitiva de capacitor, dispositivo capaz de armazenar energia elétrica, na Europa, no século XVIII, com foco nas práticas e hábitos cotidianos que possibilitaram a construção e o uso desse artefato.

O trabalho conclui que as aulas desenvolvidas a partir da abordagem da História Cultural, pareceram permitir aos alunos compreender que a ciência foi desenvolvida por diversos atores sociais, em locais que extrapolam o laboratório e por ações realizadas em várias dimensões. Estes achados sugerem que essa abordagem no ensino de ciências, pode ser uma estratégia para contextualizar historicamente o desenvolvimento da ciência e, ao mesmo tempo, permitir que os alunos reflitam sobre a produção científica em seu contexto social.

Os frutos advindos da publicação deste trabalho na revista Science & Education já começam a ser colhidos. O professor foi convidado para falar sobre o tema na conferência “Euro Vaccines” que vai ser realizada em julho deste ano, em Valência, na Espanha. Wagner destaca, também, o significado que uma publicação como esta tem para ele e para a a instituição. “É muito satisfatório, pois veio de um trabalho árduo de pesquisa e seu processo de construção e as dificuldades até a publicação refletem exatamente aspectos que devemos passar para os estudantes sobre as ciências. Para o Instituto, além de contribuir para a avaliação do curso de graduação em Licenciatura em Física, futuras parcerias podem advir deste tipo de divulgação”.

registrado em: