Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > 2020 > Agosto > Conheça as diversas “faces” da C5, a comissão que cuida dos alunos do IF Sudeste MG
conteúdo

Destaque

Conheça as diversas “faces” da C5, a comissão que cuida dos alunos do IF Sudeste MG

Trabalho da equipe no Reencontro vai muito além dos auxílios. Planos para retomada das aulas incluem acolhida e continuidade do acompanhamento socioemocional.
publicado: 25/08/2020 15h33, última modificação: 25/08/2020 15h52
#pratodosverem: a imagem é uma fotografia de duas mãos unidas, segurando um coração vermelho em sinal de oferta de carinho.

#pratodosverem: a imagem é uma fotografia de duas mãos unidas, segurando um coração vermelho em sinal de oferta de carinho.

Auxílios para aquisição de internet e equipamentos de informática são um diferencial do IF Sudeste MG, que está sempre buscando ampliar o acesso à educação de qualidade, prezando ainda pela equidade. Estas duas iniciativas, bem como a continuidade e expansão do Auxílio Emergencial direcionado a alunos de baixa renda, são algumas das responsabilidades da C5, a comissão do Projeto Reencontro que se destina aos cuidados com os alunos.

Mas esta comissão sabe que cuidar não significa apenas oferecer possibilidades de estudos. “Cuidar é zelar, é querer bem, é responsabilizar-se”, na definição do vice-presidente da C5, Benedito de Carvalho. Assim, os servidores incumbidos de atuar nos cuidados com os alunos dividiram-se em subgrupos, que estão atuando e se planejando de acordo com dois diferentes momentos.

Atualmente, as ações estão voltadas à aproximação virtual com os alunos dentro do contexto do Ensino Remoto Emergencial (ERE), buscando acolhê-los nas suas demandas estudantis, assim como nas demandas socioeconômicas e da saúde física e mental. O objetivo é proporcionar interação dialógica e colaborar para o bom êxito do processo ensino/aprendizagem.

Para um segundo momento, de retomada das aulas presenciais, a C5 planeja a acolhida dos alunos nos espaços físicos dos diversos campi do IF Sudeste MG, com a finalidade de auxiliá-los na adaptação aos novos procedimentos de biossegurança (uso de máscaras, higiene das mãos, distanciamento mínimo etc). Da mesma forma, a comissão se compromete a “manter um olhar atento sobre as demandas estudantis, socioemocionais, de ações inclusivas, e ainda na frequência dos discentes, na busca de evitar a evasão escolar”, segundo Benedito.

Confira abaixo como a C5 se organizou para cumprir seus compromissos com os discentes:

Eixo 1 
Subgrupo 1 - Discentes público-alvo da Educação Especial: trabalha na implementação das ações de inclusão que possibilitem aos estudantes com necessidades especial o acesso aos ambientes virtuais e aos conteúdos das
disciplinas, respeitando a individualidade e as diferenças.

Eixo 2 - Acompanhamento Socioemocional
Sub-grupo 2 - Apoio psicológico: já em execução, por meio de rodas de conversa com os alunos e atendimentos individuais online. O objetivo é ofertar suporte emocional aos estudantes nesse período de atividades não presenciais. Atua, ainda, no planejamento de atividades de suporte aos estudantes para o início do ERE.

Subgrupo 3 – Acolhimento: trabalha as formas de interação com os discentes dentro de uma abordagem capaz de gerar informações no campo da saúde física para a elaboração de orientações e possíveis encaminhamentos. Também neste subgrupo estão sendo planejadas ações de integração, de cultura, de pertencimento e
entretenimento. 

Subgrupo 4 – Assistência Estudantil (editais): promove ações direcionadas aos estudantes em baixa condição socioeconômica. Tem como prioridades: o Benefício Emergencial; o Benefício de Inclusão Digital para Aquisição de Serviços de Internet e para Aquisição de Equipamento de Informática para viabilizar o acesso dos alunos ao ERE.

Eixo 3
Subgrupo 5 - Acompanhamento da frequência dos discentes: responsável por traçar estratégias para acompanhar a regularidade da participação dos estudantes nas atividades remotas durante o ERE, assim como as formas de realização de busca ativa do discente na tentativa de evitar a evasão escolar.

A interação que subsidia o trabalho da C5 

As estratégias para os cuidados com os estudantes têm sido permanentemente pensadas e colocadas em prática em todas as unidades do IF Sudeste MG não apenas no momento epidemiológico, mas desde a criação da instituição. Assim, compõem a C5 dois alunos representantes do corpo discente, na proposta de enriquecer os debates e levar à comissão os reais anseios dos alunos com relação às atividades acadêmicas. A C5 reitera que a participação desse segmento também é viabilizada nas subcomissões locais. 

A interação com os alunos ainda vem sendo feita através das inscrições para os editais da Assistência estudantil e questionários que o IF Sudeste MG envia aos alunos. O apoio psicológico e a atuação dos núcleos de ações inclusivas, setores pedagógicos e registro acadêmico, que acolhem constantemente as demandas dos alunos, também permitem à C5 compreender melhor as necessidades e desejos do público-alvo. “A delicadeza de pensar o cuidado com os estudantes nos faz ocupar o olhar para as diversas necessidades trazidas por eles, que são a razão principal a existência do IF Sudeste MG.” 

Para Benedito, a pandemia da Covid-19 e a necessidade da prevenção através do isolamento social impuseram o desafio de exercitar o cuidado à distância e ele acredita que a instituição tem se empenhado nesse sentido. “Sem dúvida, percebemos a grande importância da Comissão C5, assim como todas as demais Comissões que compõem o Projeto Reencontro. Entendemos a boa formação profissional e cidadã dos estudantes como sendo o produto final do nosso trabalho como servidores desta Instituição. E essa boa formação passa, inevitavelmente, pelos cuidados que todos nós, alunos e instituição nos dispensamos mutuamente”, detalhou.

Imagem: Freepik