Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > Às vésperas do Seminário de Internacionalização, vamos viajar neste assunto?
conteúdo

Destaque

Às vésperas do Seminário de Internacionalização, vamos viajar neste assunto?

Se em 2019, a internacionalização do IF Sudeste MG apresentou crescimento e consolidação, em 2020, a pandemia impõe novos desafios.
publicado: 02/09/2020 13h14, última modificação: 03/09/2020 16h24
#Pratodosverem: Imagem de divulgação do seminário. Tons de azul e verde predominam. Em cima, a expressão "IX Seminário de Internacionalização IF Sudeste MG". Abaixo, o tema desta edição: "Perspectivas e desafios contemporâneos para a Internacionalização". No canto inferior esquerdo, a data e o horário e as logos do Instituto, da Proex e da DRIIT. No canto inferior direito, a logo do youtube, onde será feita a transmissão, e um globo com a logo do IF Sudeste MG, símbolo da DRIIT.

#Pratodosverem: Imagem de divulgação do seminário. Tons de azul e verde predominam. Em cima, a expressão "IX Seminário de Internacionalização IF Sudeste MG". Abaixo, o tema desta edição: "Perspectivas e desafios contemporâneos para a Internacionalização". No canto inferior esquerdo, a data e o horário e as logos do Instituto, da Proex e da DRIIT. No canto inferior direito, a logo do youtube, onde será feita a transmissão, e um globo com a logo do IF Sudeste MG, símbolo da DRIIT.

O IF Sudeste MG viveu, em 2019, um ano de crescimento e consolidação no que tange às relações internacionais e interinstitucionais: “O ano de 2019 foi de crescimento e aprendizado, em que caminhamos rumo à consolidação de nossas ações”, afirma o Diretor de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Daniel Augusto de Oliveira.

Entre estas ações, destacam-se editais de mobilidade acadêmica, incentivos ao aprendizado de outros idiomas e a ampliação de parcerias interinstitucionais, expandindo assim, o alcance das ações do IF Sudeste MG em iniciativas de Ensino, Pesquisa e Extensão. 
Os editais de mobilidade acadêmica dos anos de 2018 e 2019, para os cursos de graduação e mestrado, e os estágios viabilizados através de parcerias internacionais, permitiram que 91 alunos do Instituto realizassem, em 2019, parte de seus estudos no exterior.
Atividades de ensino de idiomas na instituição foram consolidadas, o que, segundo Daniel, é parte essencial do processo de ampliação dos horizontes da comunidade acadêmica. Dentre estas atividades, destaca-se o Centro de Línguas, instituído em 6 unidades do IF Sudeste MG. A inciativa contou, em 2019, com 5 bolsistas e alguns voluntários no ensino de 4 idiomas: “As ações descentralizadas do Centro de Línguas possibilitaram o atendimento de centenas de pessoas entre discentes, docentes e comunidade externa, afirma o Diretor.
A aplicação de testes de proficiência, para servidores e alunos de todas as unidades acadêmicas, também merece destaque. Ao longo do ano, houve 13 aplicações de testes, oferecendo certificação e ajudando no encaminhamento dos estudos da comunidade acadêmica. 

Em 2019 também foi inaugurado o Escritório de orientação educacional para estudo superior nos EUA, o EducationUSA, o segundo do Brasil e o primeiro de Minas Gerais entre os Institutos Federais. Na ocasião, o Diretor de Relações Internacionais e Interinstitucionais explicou que  ter um escritório EducationUSA, torna o Instituto um centro de aconselhamento oficial do governo dos Estados Unidos para estudo superior no país. 

Abaixo falamos mais detalhadamente de uma das vertentes de crescimento da internacionalização do Instituto: o Programa IF Sudeste MG Internacional. 

Mobilidade Acadêmica: Do IF para o mundo

O IF Sudeste MG sabe e valoriza a importância do intercâmbio para o crescimento pessoal e profissional do estudante. Pensando nisso, a instituição implementou o Projeto IF Sudeste MG INTERNACIONAL, através do qual estudantes tiveram a oportunidade de vivenciar a experiência de viver e estudar em outros países.

“O Programa IF Internacional foi o ponto crucial para a minha aprovação no mestrado. E, além da oportunidade do intercâmbio, no IF eu sempre tive muitas oportunidades que me capacitaram para o mercado de trabalho e me tornaram, além de profissional, uma pessoa melhor”, é o que afirma Bruna Rocha, que é graduada em Educação Física pelo Campus Barbacena e fez intercâmbio no Instituto Politécnico da Guarda, em Portugal, no ano de 2017.

Daniel concorda com Bruna e acredita que a mobilidade internacional capacita para o mercado de trabalho e, além disso, favorece o desenvolvimento humano do aluno: “Um programa de mobilidade acadêmica internacional permite ao aluno respeitar o sistema de valores, de crenças e de interações de outras comunidades. Com o desenvolvimento do respeito às diferenças culturais, o participante pode, assim, conscientizar-se sobre a importância da sua comunidade local e sobre a medida em que poderá fazer a diferença nela, tornando-se, a partir disso, mais crítico, mais ético e mais solidário. Além disso, o estudante desenvolve a sua cidadania global, tornando-se competente para transitar em diversos contextos culturais. Paralelamente a esse processo, em uma experiência como o IF Sudeste MG INTERNACIONAL, o aluno tem a oportunidade de se preparar para o mercado de trabalho, por meio de uma formação acadêmica integral, participando de projetos de ensino, de pesquisa e inovação , e de extensão, em cooperação internacional, e de aprimorar o seu conhecimento em línguas adicionais”.

Em 2017, aconteceu a edição piloto do Programa IF Sudeste MG Internacional. Neste ano, foram selecionados 28 alunos de graduação para desenvolverem atividades de ensino, pesquisa e inovação, e de extensão na Argentina (Universidade Nacional de La PLata), na Bélgica (Wervel) e em Portugal (Instituto Politécnico de Bragança, no Instituto Politécnico da Guarda, no Instituto Politécnico do Porto e na Universidade do Porto).

Para a segunda edição do Programa, em 2019, com o intuito de incrementar o eixo de mobilidade do processo de internacionalização institucional, foram selecionados 84 alunos de graduação para desenvolverem atividades de ensino, pesquisa e inovação, e de extensão na Argentina (na Universidade Nacional de La PLata) , na Bélgica (na Wervel), em Portugal (no Instituto Politécnico de Bragança, no Instituto Politécnico da Guarda, no Instituto Politécnico do Porto e na Universidade do Porto) e na Rússia (na Universidade Pedagógica do Estado de Tomsk).

Ainda em 2019, por meio do IF Sudeste MG INTERNACIONAL Mestrado, iniciativa-piloto para os cursos de pós-graduação do IF Sudeste MG, foram selecionadas 5 alunas dos três mestrados profissionais do IF Sudeste MG, para desenvolverem atividades de pesquisa em instituições parceiras portuguesas (no Instituto Politécnico de Bragança, no Instituto Politécnico da Guarda e no Instituto Politécnico do Porto).

Todas as edições configuram mobilidade de curta duração, por isso, as atividades foram desenvolvidas, em sua maioria, durante o período de 5 semanas. A exceção fica por conta para os da Universidade Nacional de La Plata, na Argentina, onde os alunos permaneceram por 4 meses.

"Apesar do cenário de inseguranças e incertezas que a gente está vivendo agora, logo, logo isso tudo vai passar e novas oportunidades estarão aí para vocês poderem participar desta oportunidade, que é única e vale muito à pena". Laíza Nilia da Silva, Administração, Rio Pomba.

Como disse Laíza, as oportunidades virão. Inclusive, neste momento, a DRIIT está trabalhando na elaboração de um edital de mobilidade virtual sobre o qual traremos mais informações em breve.

Confira um vídeo com os depoimentos da Bruna, da Laíza e de outros alunos que participaram do IF Sudeste MG Internacional. 

2020: Ano de desafios

O ano de 2020 começou com a expectativa de manter o crescimento da Internacionalização no IF Sudeste MG. Porém, a pandemia de coronavírus impôs uma diminuição do ritmo num primeiro momento, e uma adaptação à nova realidade num segundo momento. 

"Se, por um lado, o reduzido fluxo de pessoas e a suspensão temporária de atividades acadêmicas no mundo ocasionaram o decréscimo na mobilidade acadêmica presencial, afetando o deslocamento de estudantes do IF Sudeste MG a instituições parcerias internacionais e o acolhimento de alunos em nossos campi, por outro, surgiram oportunidades para fortalecer também dimensões outras da internacionalização", pondera Daniel. 

Segundo o Diretor, adaptando-se à nova realidade, a DRIIT vem trabalhando para fortalecer a avaliação e o acompanhamento de acordos e traçar estratégias para a expansão, a diversificação e o balanceamento de parcerias internacionais, adotando-se uma perspectiva de internacionalização crítica que seja emancipatória, sustentável e, paralelamente, abrangente. 

Ademais, a Rede e o IF Sudeste MG têm implementado políticas de formação linguística de professores e de alunos por meio de programas remotos, em interlocução com parceiros públicos e privados, permitindo que os estudantes e os servidores continuem sua educação em línguas adicionais. Como exemplos, Daniel cita os programas de formação continuada em ensino-aprendizagem de espanhol, ofertados pela Embaixada da Espanha a professores do IF Sudeste MG, e o curso de inglês preparatório para o exame de proficiência TOEIC Bridge, oferecido pela Mastertest.

Tudo isso está também vinculado à ferramenta "internacionalização em casa", que consiste em um processo de estruturação de programas, projetos e ações locais, com interlocução internacional, permitindo que a comunidade acesse conhecimento sem, necessariamente, deslocar-se para outras comunidades. Para ilustrar, Daniel cita a organização de seminários internacionais virtuais para a divulgação científica como exemplo. Esse tipo de evento permite intercâmbios de perspectivas teóricas, metodologias e análises entre professores de diferentes países. 

Para discutir as perspectivas e os desafios contemporâneos para a Internacionalização, o IF Sudeste MG vai promover, amanhã, dia 3, um seminário online. 

2020: “PERSPECTIVAS E DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO”

O IX Seminário de Internacionalização do IF Sudeste MG, que este ano acontecerá inteiramente online, com transmissão pelo Canal do IF Sudeste MG no YouTube, terá duas sessões, às 9 e às 14 horas.

Esta edição tem o tema “PERSPECTIVAS E DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO”. Para compartilhar experiências e caminhos para o momento em que vivemos, o evento contará com palestrantes que são referência no assunto internacionalização. São eles: 

- LUCIANE STALLIVIERI - Professora da Universidade Federal de Santa Catarina
- ROSSANA DE SOUZA E SILVA - Diretora Executiva do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras
- NELCI PERES CAIXETA - Coordenador Geral de Cooperação Técnica para África, Ásia e Oceania do MRE
- CARLOS RAMOS - Professor do Instituto Politécnico do Porto
- ANA SOFÍA PRINCIPI - Professora da Universidad Nacional de La Plata

Os participantes receberão certificados.