Imprimir

Pró-Reitorias

Versão para impressão

Pró - Reitorias

As Pró-Reitorias do IF Sudeste de Minas Gerais, dirigidas por Pró-Reitores nomeados pelo Reitor, são órgãos executivos que planejam, superintendem, coordenam, fomentam e acompanham as atividades referentes às seguintes dimensões:

I – À Pró-Reitoria de Ensino compete atuar nas políticas de ensino, articuladas à pesquisa e à extensão.

II – À Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação compete atuar nas políticas de pesquisa, integradas ao ensino e à extensão, bem como promover ações de intercâmbio com instituições e empresas na área de fomento à pesquisa, ciência e tecnologia e inovação tecnológica.

III – À Pró-Reitoria de Extensão compete atuar nas políticas de extensão e relações com a sociedade, articuladas ao ensino e à pesquisa, junto aos diversos segmentos sociais.

IV – À Pró-Reitoria de Administração compete atuar nas políticas de planejamento, administração, gestão orçamentária, financeira e patrimonial.

V – À Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional compete atuar nas políticas de desenvolvimento e a articulação entre as Pró-Reitorias e os Campi.

Acesse o conteúdo de cada pró-reitoria utilizando a barra de navegação no topo desta página.

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Administração

A Pró-Reitoria de Administração, dirigida por um Pró-Reitor nomeado pelo Reitor, é o órgão executivo que planeja, superintende, coordena, fomenta e acompanha as atividades e políticas de planejamento, administração, gestão orçamentária, financeira e patrimonial.

 

Compete ao Pró- Reitor de Administração:

I. Atuar no planejamento das políticas institucionais, com vistas a garantir a execução dos planos estratégicos e operacionais do Instituto Federal;

II. Elaborar anualmente o plano de trabalho, o relatório de gestão e a prestação de contas da Instituição;

III. Elaborar e consolidar, junto ao Ministério da Educação, a proposta orçamentária anual do Instituto Federal;

IV. Estabelecer e supervisionar a implementação de políticas e diretrizes voltadas á economicidade e á eficácia administrativa, no âmbito da Reitoria e dos Campi;

V. Garantir a manutenção das instalações da Reitoria;

VI. Supervisionar os trabalhos da Comissão Permanente de Licitações;

VII. Supervisionar o uso e a conservação dos recursos alocados aos Campi, bem como acompanhar a execução das ações das áreas de orçamento e finanças, material e patrimônio do Instituto Federal;

VIII. Representar o Instituto Federal nos foros específicos da área, quando se fizer necessário;

IX. Zelar pela adequação dos procedimentos administrativos às necessidades acadêmicas;

X. Executar outras funções que, por sua natureza, lhe estejam afetas ou lhe tenham sido atribuídas;

 

Perfil do Pró-Retor de Administração

Charles Okama de Souza possui graduação em Ciências Contábeis (2004) e Mestrado em Administração (2007) pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Atualmente é professor efetivo na área de contabilidade e finanças e ocupa o cargo de Pró-Reitor de Administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais. Também foi Diretor Administrativo Financeiro da Fundação de Apoio ao Ensino Tecnológico e Profissionalizante de Rio Pomba (FUNDEP/RP).

 

Contato

Email: proadplan@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4130

 

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Administração - Transporte

 

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Administração - Equipe e Contatos

Pró-reitor de Administração: Charles Okama de Souza
E-mail: proadplan@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4130

Diretor Geral de Administração: Nélio Germano de Paula
E-mail: nelio.germano@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4107

Coordenador de Contratos: Rafael Leite
E-mail:rafael.leite@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4108

Assistente em Administração: Tiago Vidal de Campos 
E-mail: tiago.vidal@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4106

Administradora: Iandra C. Mariano Carvalho
E-mail: iandra.carvalho@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4108

Administradora: Juliana Godinho de Oliveira 
Telefone: (32) 3257-4156
E-mail: juliana.godinho@ifsudestemg.edu.br

Diretor Geral de Execução Orçamentária: Alexandre da Fonseca Botelho
E-mail: alexandre.botelho@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4127

Administrador: Fabrício Tavares de Faria
E-mail: fabricio.tavares@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4128

Assistente em Administração: Alice Aleixo Fonseca
E-mail: alice.aleixo@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32)3257-4132

Coordenação de Contabilidade: Janicrelia da Fonseca
E-mail: contabilidade@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4158

Contador: Bráulio Augusto Brunelli Farjado 
E-mail: braulio.brunelli@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4158

Contador:  Vitor Hugo Souza de Deus
E-mail: vitor.souza@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4158

Coordenação de Apoio Administrativo: Rafael Dal Sasso Lourenço
E-mail: rafael.dalsasso@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4152

Seção de Gerenciamento de Materiais: John Henrique Souza Lopes 
E-mail: john.lopes@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4162

Coordenação Geral de Manutenção de Veículos: Márcio Valentim Fernandes Arede
E-mail: marcio.valentim@ifsudestemg.edu.br
Telefone:  (32) 3257-4150

Motorista: José Rodrigues Madeira 
E-mail: jose.madeira@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4150
 

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional

A Pró-reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRODI tem por objetivo acompanhar as atividades e políticas de desenvolvimento e atuar na articulação entre as Pró-Reitorias e os Campi, visando a melhoria da gestão pedagógica e administrativa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais.

 

Versão para impressão

PRODI - Áreas de Atuação

Integração dos Reitores, Pró-Reitores e Diretores de Campi

Com a criação de 38 Institutos Federais pela Lei nº 11.892 tivemos uma nova configuração e denominação para os gestores federais da educação, onde diretores alçaram à condição de Reitores e Pró-Reitores. É preciso manter um diálogo constante entre esses administradores públicos, de modo a integrar todos os Reitores, Pró-Reitores e Diretores de campi para que consigam compartilhar as boas práticas de gestão e encontrar soluções para os problemas que se apresentam.

Implantação da nova sede da Reitoria

A nova sede irá abrigar as instalações da Reitoria do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais para atender às necessidades de infra-estrutura às atividades inerentes ao trabalho de uma Reitoria, com mais espaço, conforto e equipamentos para o bom funcionamento de nossa instituição.
O projeto é moderno, arrojado e visa atender às necessidades físicas do Instituto e de seu futuro crescimento, para atender à acessibilidade e ainda houve o cuidado de propor um projeto ecologicamente correto, com reaproveitamento de água, aquecimento solar e plantio de um grande número de árvores. Além disso, há uma preocupação com o conforto térmico, acústico e de iluminação.”

Participação em Reuniões, Colegiados e Comissões

A PRODI tem a responsabilidade de participar dos principais espaços coletivos da instituição, como o Colégio de Dirigentes e as reuniões da Reitoria. São normativos e consultivos e, portanto, importantes na construção do rumos do IF Sudeste MG, bem como na afirmação das políticas implementadas e estratégias tomadas. No Colégio de Dirigentes, especialmente, a PRODI tem condições de estar com todos os Campi representados e trabalhar na realização na sua principal missão: a articulação Campi-Reitoria, conhecendo as demandas, anseios e problemas de cada um deles.

Avaliação e apoio no desenvolvimento dos regimentos das unidades e do IF Sudeste MG

Os conselhos normativos e consultivos, bem como outros colegiados criados para apoiar as atividades administrativas e acadêmicas, tanto do IF Sudeste MG como dos campi, têm regimentos internos próprios aprovados pelo Conselho Superior, respeitadas as disposições da legislação federal aplicável, do Estatuto e do Regimento Geral. Portanto, cabe a PRODI colaborar na elaboração destes regimentos internos.

Participação no processo de planejamento institucional

A PRODI deverá participar do Planejamento Anual do IF Sudeste MG e do Relatório de Avaliação dos resultados, e disponibilizá-los na Internet, com o objetivo de compartilhar com toda a comunidade acadêmica quais são as ações priorizadas em cada ano. Para realização do acompanhamento das atividades, são realizados encontros presenciais em cada campus. Nesses momentos para que seja realizado uma análise detalhada das dificuldades encontradas em cada campus para execução do planejamento anual. Com essas informações é possível a definição de estratégias conjuntas entre os campi e a Reitoria para superação das dificuldades.

Informatização de Processos

A PRODI atuará na informatização dos processos, com atribuições de conhecer as potencialidades dos módulos disponibilizados pelo SIEP; analisar os fluxos dos processos a serem informatizados; capacitar servidores do IF Sudeste MG na implementação dos módulos gerenciais e analisar os resultados da implementação e propor soluções para o programa.

Disseminação do uso de novas tecnologias para uso dos gestores escolares

A Coordenação de Gestão de Tecnologia de Informação, entre outras atribuições, deve propor e acompanhar a implantação de projetos de melhoria de infraestrutura e sistemas relativos à área de informatização da Instituição. Portanto, compete à PRODI acompanhar e apoiar estes projetos para que possam ser usados pelos gestores escolares, visando o constante aperfeiçoamento do processo de gestão do IF Sudeste MG.

Desenvolvimento de sistemas de apoio à gestão pedagógica e administrativa

O modelo de gestão do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais está em processo de construção. Portanto, cabe a PRODI colaborar no desenvolvimento de sistemas de gestão escolar e administrativa, a partir dos princípios básicos que regem a criação dos Institutos, mantendo-se transparente, respeitando a diversidade cultural, social e organizacional de cada campi, porém, permanecendo no papel de orientador e articulador nesse processo de transformação da educação profissional e tecnológica.

Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação, Plano de Metas e Política de Segurança da Informação

O Plano Diretor de Tecnologia da Informação, Plano de Metas e Política de Segurança da Informação são instrumentos de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa a atender às necessidades de informação do Instituto para um determinado período. Ele abrange as necessidades de informação, alinhadas à estratégia do Instituto, plano de investimentos, contratações de serviços, aquisição de equipamentos, quantitativo e capacitação de pessoal, gestão de risco;dentre outros. 

Versão para impressão

PRODI - Competências

São competências da PRODI:

  • Atuar na articulação da Reitoria com os Campi;
  • no planejamento estratégico do Instituto Federal, com vistas à definição das prioridades de desenvolvimento dos Campi;
  • colaborar com a Reitoria na promoção de eqüidade institucional entre os Campi, quanto aos planos de investimentos do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais;
  • propor alternativas organizacionais, visando o constante aperfeiçoamento da gestão do IF Sudeste MG;
  • promover a articulação e o compartilhamento de experiências entre os gestores do IF;
  • disseminar as melhores práticas de gestão dos Campi;
  • supervisionar as atividades de gestão da tecnologia da informação, infra-estrutura, e planos de ação da Instituição;
  • representar o Instituto Federal nos foros específicos da área, quando se fizer necessário;
  • zelar pelo cumprimento das metas definidas nos planos do Instituto Federal;
  • zelar pelo funcionamento e transparência dos órgãos colegiados superiores – Colégio de Dirigentes e Conselho Superior;
  • executar outras funções que, por sua natureza, lhe estejam afetas ou lhe tenham sido atribuídas.

 

Versão para impressão

Diretoria de Expansão Institucional

Competências da Diretoria de Expansão Institucional:

I. coordenar a elaboração de editais relativos à contratação de empresas para execução de serviços e obras.
II. coordenar e supervisionar a fiscalização e a execução de obras e serviços, no âmbito do Instituto Federal;
III. coordenar a elaboração de projetos básicos e orçamentários de obras e serviços de engenharia, bem como relatórios, no âmbito do Instituto Federal;
IV. emitir parecer técnico sobre as propostas apresentadas para obras e serviços a serem executados;
V. propor a implantação de projetos de melhoria na área de engenharia e infraestrutura na Instituição;
VI. representar o Instituto Federal nos foros específicos da área, quando se fizer necessário;
VII. realizar outras atividades afins e correlatas.

Competências da Coordenação de Projetos:

I. coordenar e elaborar estudos preliminares e projetos técnicos de construções e reformas de edificações do IF Sudeste MG;
II. coordenar as equipes de execução e fiscalização do desenvolvimento de projetos de obras, no âmbito do Instituto Federal;
III. acompanhar a implantação de projetos de melhoria na área de engenharia e infraestrutura na Instituição;
IV. manter atualizado o registro dos projetos de construções e instalações;
V. representar o Instituto Federal nos foros específicos da área, quando se fizer necessário;
VI. realizar outras atividades afins e correlatas.

Competências da Coordenação de Obras

I. subsidiar a Diretoria de Expansão Institucional na elaboração e aberturas de editais relativos à contratação de empresas para execução de serviços e obras;
II. Fiscalizar a execução de obras e serviços, no âmbito do Instituto Federal;
III. emitir e assinar termos de recebimento de obras;
IV. participar da elaboração e acompanhar a execução do plano diretor de infraestrutura da Instituição;
V. representar o Instituto Federal nos foros específicos da área, quando se fizer necessário;
VI. realizar outras atividades afins e correlatas.

Competências da Coordenação de Manutenção

I. subsidiar a Diretoria de Expansão Institucional na elaboração e aberturas de editais relativos à contratação de empresas para execução de serviços e obras;
II. Acompanhar a execução de obras e serviços, no âmbito do Instituto Federal;
III. atuar junto à administração dos Campi no tocante ao desenvolvimento do plano urbanístico e de obras civis;
IV. avaliar as construções existentes e desenvolver plano para manutenção ou recuperação das mesmas;
V. representar o Instituto Federal nos foros específicos da área, quando se fizer necessário;
VI. realizar outras atividades afins e correlatas.

Contatos:

Email: grupo.expansao@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32)3257-4140

 

Versão para impressão

Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação

A Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação tem como objetivo auxiliar os demais segmentos acadêmicos e administrativos do Instituto, sendo um instrumento estratégico no desempenho das atribuições destes segmentos.

Competências:

À Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação compete (Cf Regimento Geral Art.57) :

I. controlar e orientar a aplicação e uso de softwares na Instituição;
II. administrar o e-mail institucional;
III. elaborar, desenvolver e orientar a operação dos sistemas de informação do Instituto Federal;
IV. elaborar projetos e relatórios necessários ao bom funcionamento das tecnologias da informação no Instituto Federal;
V. propor e acompanhar a implantação de projetos de melhoria de infraestrutura e sistemas relativos à área de informatização da Instituição;
VI. coordenar a manutenção e a atualização dos sítios da Instituição;
VII. supervisionar a execução da política de informatização da Reitoria e dos Campi;
VIII. realizar outras atividades afins e correlatas. 

Para a realização do seu trabalho, a DGTI conta com a Coordenação de Redes e Infraestrutura e com a Coordenação de Sistemas de Informação.

Competências da Coordenação de Redes e Infraestrutura

I. planejar e prover os serviços de administração da rede, disponibilizando e otimizando os recursos computacionais para os usuários;
II. controlar e definir permissões de acesso a rede a aos recursos disponibilizados por esta;
III. pesquisar, estabelecer e disseminar normas de segurança da informação e do uso dos recursos disponíveis na rede;
IV. gerenciar o funcionamento da infraestrutura de Tecnologia da Informação no âmbito do Instituto;
V. prover suporte técnico aos usuários, no que diz respeito a instalação de softwares e manutenção de equipamentos de hardware;
VI. manter atualizado o cadastro dos equipamentos existentes;
VII. configurar, monitorar otimizar e zelar pelos servidores e banco de dados;
VIII. gerenciar as solicitações de aquisição de hardware e software.

Competências da Seção de Manutenção e Suporte ao Usuário

I. conferir equipamentos de informática adquiridos, emitindo os termos de recebimento para o setor responsável;
II. prover suporte técnico aos usuários no uso de recursos de Tecnologia da Informação;
III. planejar e realizar a manutenção de equipamentos de informática;
IV. diagnosticar, consertar, substituir componentes de equipamentos de informática, reinstalar sistemas operacionais/aplicativos de estações de trabalho, efetuando backups dos dados das estações de trabalho em manutenção;
V. enviar os equipamentos em garantia para assistência técnica, arquivando toda a documentação do procedimento;
 

 Competências da Coordenação de Sistemas de Informação

I. realizar a gerência administrativa do setor.
II. elaborar a Proposta de Especificação de Software, que engloba: análise de requisitos, proposta de especificação, declaração do escopo.
III. definir de todos os elementos do Plano de Desenvolvimento de Software.
IV. elaborar a documentação dos sistemas e dos diagramas UML.
V. elaborar relatórios de acompanhamento dos projetos, no que tange a escopo, qualidade, tempo e riscos.
VI. receber e administrar as prioridades de desenvolvimento de novos sistemas.
VII. atribuir e avaliar as tarefas da equipe.
VIII. planejar a quantidade de recursos necessários ao trabalho.
IX. garantir o cumprimento dos prazos dos projetos e a qualidade dos serviços.
X. efetuar a análise e projetos de sistemas de informação.
XI. desenvolver programas / sistemas / sites.
XII. desenvolver telas e relatórios para o atendimento as necessidades do usuário.
XIII. prover soluções para o usuário para problemas mais complexos de sistemas.

Competências da Seção de Desenvolvimento de Sistemas

I. iniciar, executar e encerrar o projeto.
II. planejar com detalhes as atividades e objetivos de cada módulo dos sistemas.
III. estabelecer o cronograma do projeto de software, definindo os marcos de acompanhamento de progresso do projeto, as datas de testes e entregas.
IV. monitorar o projeto através de revisões dos resultados, garantindo assim a conformidade com o plano de projeto e a qualidade do produto de software final.
V. interação com os requerentes dos sistemas.
VI. receber as demandas de desenvolvimento de sistemas existentes, novas funcionalidades, correções e adaptações.
VII. elaborar e manter a modelagem dos sistemas juntamente com a equipe.
VIII. administrar os módulos e funcionalidades do site desenvolvido com Sistema de Gerenciamento de Conteúdo – CMS Drupal.
IX. instalar novos módulos e a criar novas funcionalidades no CMS Drupal quando necessário.
X. efetuar a análise e projetos de sistemas de informação.
XI. desenvolver programas / sistemas / sites.
XII. desenvolver telas e relatórios para o atendimento as necessidades do usuário.
XIII. prover soluções para o usuário para problemas mais complexos de sistemas.
 

Contatos:

Email: dgti@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4124

 

Versão para impressão

Comitê de TI

Visando o atendimento da PORTARIA Nº 11, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2008 e art. 4º da Instrução Normativa nº 4, de 19 de maio de 2008 da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, foi instituído, através da portaria 324/2009, de 23 de novembro de 2009 o Comitê Gestor de TI do IF Sudeste de Minas Gerais.

O Comitê de Tecnologia da Informação é um órgão que tem por objetivo auxiliar a Diretoria de Gestão de TI e a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional do Instituto; visando tomada de decisões com respaldo e credibilidade.

Principais Atribuições

  • Sugerir ações visando o alinhamento do plano de desenvolvimento de tecnologia da informação com o planejamento estratégico do Instituto como um todo;
  • Apresentar sugestões e críticas com a finalidade de alinhar as áreas de negócio e todas as áreas envolvidas na disponibilização da infra-estrutura tecnológica dos órgãos incluindo as áreas de informática, de logística, de contratação entre outras no âmbito da Tecnologia da Informação;
  • Uniformizar as políticas de TI do Instituto;
  • Elaboração do Plano de Desenvolvimento de Tecnologia da Informação(PDTI) e do Plano de Metas, de acordo com a portaria n°11;
  • Analisar as necessidades em relação à recursos de TI dos Campi, bem como da Reitoria;
  • Apresentar a sua percepção a Coordenação de Gestão de TI quanto ás ações estruturantes e de controle para a plena implantação da estratégia de TI no âmbito de todo o Instituto. 
AnexoTamanho
Regimento Interno do Comitê de TI - IF Sudeste MG32.67 KB

Comitê de TI - Atas

Ano Descrição Arquivo
2013 Ata da reunião da Comissão do PDTI de 09/04/2013 (aguardando aprovação) clique para baixar
2013 Ata da primeira reunião ordinária - 21/03/2013 (aguardando aprovação) clique para baixar
2012 Ata da segunda reunião ordinária - 05/06/2012 clique para baixar
2012 Ata da primeira reunião ordinária - 14/02/2012 clique para baixar
2011 Ata da Quarta Reunião Ordinária - 10/11/11 clique para baixar
2011 Ata da Terceira Reunião Ordinária - 06/09/2011 clique para baixar
2011 Ata da Segunda Reunião Ordinária - 17/05/2011 clique para baixar
2011 Ata de reunião extraordinária - 03/03/2011 clique para baixar
2011 Ata da primeira reunião ordinária - 10/02/2011 clique para baixar

Comitê de TI - Regulamentações

Ano: 2011
Ano Número Descrição Arquivo
2011 001 Regulamentação 001 - Utilização do E-mail Institucional clique para baixar
Versão para impressão

Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação - Documentos

 

AnexoTamanho
Resolução CONSU - Aprovação do PDTI 2014-2016550.89 KB
PDTI 2014-20162.35 MB
PETI 2014-2016346.67 KB
Parecer auditoria - 11/2014387.42 KB
Versão para impressão

PRODI - Equipe e Contatos

 

Pró-reitor: Etienne Beirão Friedrich
E-mail: prodi@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4115

Coordenadora de Planejamento Institucional: Teresa Rodriguez Carames
E-mail: teresa.carames@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4133

 

Diretora de Expansão Institucional: Ana Carolina Lopes Duarte
E-mail: dexp@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4142

Técnica em Edificações: Yvonne Archanjo Massucate Barbosa
E-mail: yvonne.massucate@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4140

Engenheiro Civil: Leonardo Moreira Barra
E-mail: leonardo.barra@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4141

Engenheiro Eletricista: Rodrigo Augusto Coelho Guedes
E-mail: rodrigo.augusto@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4141

Engenheira Civil: Catarina Vieira Nagahama
E-mail: catarina.nagahama@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4140

 

Diretor de Gestão de Tecnologia da Informação: Leandro de Carvalho Rodrigues
E-mail: dgti@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4124

Coordenadora de Sistemas de Informação: Ana Paula Gonçalves de Oliveira
E-mail: anapaula.oliveira@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4151

Técnico em Tecnologia da Informação: Gustavo Reis dos Santos
E-mail: gustavo.santos@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4151

Analista de Tecnologia da Informação: Leandro Torres Santana
E-mail: leandro.santana@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4151

Analista de Tecnologia da Informação: Marco Aurélio Freesz Júnior
E-mail: marco.freesz@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4151

Analista de Tecnologia da Informação: Rodolfo Camargo Santiago
E-mail: rodolfo.santiago@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4151

Coordenador de Redes e Infraestrutura: Elder José Marcelino de Paula
E-mail: elder.marcelino@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4123

Analista de Tecnologia da Informação: Marcus Vinícius Souza Scotelano
E-mail: marcus.scotelano@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4123

 

 

 

 

Pró-Reitoria de Ensino

A Pró-reitoria de Ensino é o órgão executivo que planeja, superintende, coordena, fomenta e acompanha as atividades e políticas de ensino, articuladas à pesquisa e à extensão.

 

 

Perfil da Pró-reitora de Ensino:

Maria Elizabeth Rodrigues é mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense (2001), especialista em Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1994). É professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira do Campus Juiz de Fora desde 1996. Atuou como gerente de Iniciação Científica Jr. na UFJF de 2006 a 2009. Foi coordenadora de Extensão e assuntos estudantis no Instituto Federal do Sudeste de MG de fevereiro a agosto de 2009. Atuou como Pró-reitora de Pesquisa e Inovação no IF Sudeste MG no período de 2009 a abril de 2013.
Áreas de pesquisa: Educação, letramento e tecnologia da linguagem.

 

Contatos:

E-mail: proen@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4115

 

PROEN - Notícias

IF Sudeste MG passa por avaliação para recredenciamento do MEC

O IF Sudeste MG vai receber a visita de avaliadores do MEC, entre os dias 08 e 11 de fevereiro, para realizar uma visita in loco, visando ao recredenciamento institucional. As instituições de Ensino Superior passam pelo processo de avaliação para o recredenciamento a cada cinco anos, ao final do ciclo avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). A comissão avaliadora visitará apenas os campi Juiz de Fora, Barbacena, Rio Pomba e a Reitoria, em função do tamanho de nossa instituição. No campus Juiz de Fora haverá reuniões com os docentes, servidores técnicos administrativos, discentes e gestores. Os documentos relativos à avaliação estarão disponíveis na Reitoria. Ao final do processo de recredenciamento institucional, o IF Sudeste MG receberá uma nota, cujo valor máximo é cinco.

Cronograma para proposta de Abertura de Cursos Novos

Divulgado os Cronogramas para proposta de Abertura de Cursos Novos – Técnicos e Graduação e de Pós-graduação Lato sensu nas modalidades presencial e a distância (Processo Seletivo de 2018-1 e 2).

Os Cronogramas estão em anexo.

Reunião do Comitê de Ensino

No dia 06 de dezembro de 2016, às 9 horas, será realizada a reunião conjunta do Comitê de Ensino e do Fórum de Cursos Técnicos no Auditório da Reitoria.

A Pró-reitora de Ensino convoca os Diretores de Ensino dos Campi do IF Sudeste MG ou equivalentes para participarem da reunião.

A pauta é sequência da reunião do dia 17/11/16 e está em anexo.

Reunião do Comitê de Ensino

No dia 17 de novembro de 2016, às 9 horas, será realizada a reunião do Comitê de Ensino na sala de reuniões no campus Juiz de Fora.

A Pró-reitora de Ensino convoca os Diretores de Ensino dos campi do IF Sudeste MG ou equivalentes para participarem da reunião.

A pauta está em anexo.

Coordenação de Ações Inclusivas realiza curso sobre Tecnologia Assistiva para docentes

Entre os dias 20 e 23 de setembro, a Coordenação de Ações Inclusivas, ligada à Pró-Reitoria de Ensino, realizou mais um curso voltado para os docentes do IF,  "Educação Inclusiva: Desenho Universal na aprendizagem e na Tecnologia Assistiva", no prédio da Reitoria em Juiz de Fora. Com foco na prática em sala de aula, o curso ministrado pela Assistiva - Tecnologia e Educação, teve o objetivo de proporcionar uma reflexão e também uma revisão sobre o trabalho docente, no intuito de garantir a inclusão no ensino de alunos com necessidades específicas. A Tecnologia Assistiva é um conjunto de produtos, recursos, metodologias e estratégias, entre outros, que visam promover a autonomia, a independência, a qualidade de vida e a inclusão social de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidades reduzidas.

As coordenadoras do curso, Mara Lúcia Sartoretto e Rita Bersch, explicam que é necessário aceitar diferentes formas de expressão pelos alunos da informação adquirida, não avaliando apenas o que eles escrevem em uma prova. Elas também ficaram muito felizes  com o alto nível de participação dos inscritos no curso, e ressaltaram que eles também apresentaram novas ideias e soluções muito interessantes baseadas em experiências práticas da sala de aula.

Gilma Campos, da unidade de ensino São João del-Rei, participou das atividades e contou que agora terá mais tranquilidade para lidar com esses alunos, a partir do momento que tem mais condições de avaliar e analisar as necessidades específicas de cada um, além de ser uma proposta que vem modificar o sistema tradicional de ensino atual, "tudo que o curso trouxe para nós é possível de ser aplicado, e vai permitir que nós possamos trabalhar de uma forma melhor que a atual".

Segundo a Coordenadora de Ações Inclusivas do Instituto Federal, Wanessa de Oliveira, deverá ser criada uma comunidade virtual no SIGAA, "para que os participantes possam relatar e compartilhar as ações realizadas após o curso, de modo a promover novas discussões, ideias e ações".

A Pró-Reitora de Ensino Maria Elizabeth Rodrigues ouviu depoimentos de alguns participantes em que eles atestam que o curso foi um aprendizado para a vida, além das práticas pedagógicas, "foi muito gratificante ouvir esses relatos ao final do curso".

PROEN - Agenda

Data Compromisso
14/02/2017 Reunião do Fórum de Ações Inclusivas na Auditório da Reitoria - Maria Elizabeth e Wanessa Moreira
05/01/2017 Reunião do Fórum de Registros Acadêmicos na Reitoria, 5º andar - Imaculada, Esther e Wanessa
20/12/2016 Reunião do Fórum de EaD com os coordenadores de EaD dos campi na sala da COPESE - Maria Elizabeth e Wilson Almeida
13/12/2016 Reunião do Plano Estratégico para a Permanência e Êxito dos Estudantes do IF Sudeste MG com a Comissão Geral e Subcomissão Local dos Campi - 5º andar na Reitoria - Maria Elizabeth e Imaculada
08/12/2016 Reunião do Fórum de EaD com os coordenadores de EaD dos campi na sala da COPESE - Maria Elizabeth e Wilson Almeida
06/12/2016 Reunião do Comitê de Ensino e Fórum de Cursos Técnicos no Auditório da Reitoria - Maria Elizabeth e Imaculada
01/12/2016 Reunião do Conselho Superior no Auditório da Reitoria - Maria Elizabeth
30/11/2016 Reunião do Colégio de Dirigentes no Auditório da Reitoria - Maria Elizabeth
29/11/2016 Reunião dos responsáveis pelo acompanhamento pedagógico dos cursos EAD - Regulamento acadêmico cursos técnicos - RAT na sala da Pró-reitoria de Ensino - Imaculada e Henrique
24/11/2016 Reunião com os tutores dos Grupos PET, 5º andar - Maria Elizabeth, Imaculada, Leilimar e Ana Boaretto
24/11/2016 Reunião do Fórum de Registros Acadêmicos na Reitoria, 5º andar - Imaculada e Esther
23/11/2016 VI Encontro Nacional do Censo da Educação Superior (VI ENCES) em Brasília - Fabiano Cipriani
22/11/2016 Reunião Técnica Nacional dos Coordenadores da Rede eTec e do Profuncionário em Brasília - Wilson
17/11/2016 Reunião do Comitê de Ensino na sala de reuniões no campus Juiz de Fora - Maria Elizabeth, Imaculada, Henrique e Wanessa
20/10/2016 Reunião com os coordenadores de Registro Acadêmico e um representante do setor que trabalha com cursos técnicos integrados para treinamento do módulo integrado do SIGAA na sala de reunião do 3º andar da Reitoria - Imaculada
19/10/2016 Reunião do Fórum de EaD com os coordenadores de EaD dos campi: Barbacena, Juiz de Fora, Muriaé e Rio Pomba na Pró-reitoria de Ensino - Maria Elizabeth
18/10/2016 Participação na mesa-redonda para discussão sobre a reforma do Ensino Médio no III Seminário de Ensino do campus Barbacena - Maria Elizabeth
18/10/2016 Reunião do Fórum de Ações Inclusivas na sala de reuniões do 3º andar na Reitoria - Wanessa e Henrique
06/10/2016 Reunião do Fórum de Cursos Técnicos na sala de reunião (3º andar) na sede da Reitoria - Imaculada e Henrique
04/10/2016 Reunião do Fórum de Ações Inclusivas na Pró-reitoria de Ensino - Maria Elizabeth e Wanessa
28/09/2016 Seleção para tutores dos Grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) - Apresentação oral do Plano de Trabalho no Auditório da Reitoria - Maria Elizabeth, Imaculada e Ana Boaretto
27/09/2016 Reunião do Fórum dos Dirigentes de Ensino - FDE - 3º reunião em Vitória-E.S. - Maria Elizabeth
20/09/2016 Curso de Capacitação: " Educação inclusiva com enfoque no Desenho Universal na aprendizagem e na Tecnologia Assistiva" na Reitoria - Wanessa, Esther e Ana Boaretto
20/09/2016 Reunião do Colégio de Dirigentes na sala 3 do Campus Avançado Bom Sucesso - Maria Elizabeth
08/09/2016 Reunião com os coordenadores de Registro Acadêmico e servidores que trabalham com cursos técnicos integrados para Start do módulo integrado do SIGAA na sala de reunião do 3º andar da Reitoria - Imaculada, Esther
06/09/2016 Reunião do Conselho Superior no Auditório da Reitoria - Maria Elizabeth
18/08/2016 Reunião do Fórum de Ações Inclusivas na sala de reuniões do 3º andar na Reitoria - Wanessa e Henrique
11/08/2016 Reunião do Fórum de Cursos Técnicos na Reitoria - Maria Elizabeth e Imaculada
11/08/2016 Reunião da Comissão Geral Organizadora do III SIMEPE na sala da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação da Reitoria - Maria Elizabeth e Cristina
09/08/2016 Reunião do Conselho de Pós-graduação na Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação - Wanessa
Versão para impressão

PROEN - Atuação
 

Compete à Pró-reitoria de Ensino (PROEN), de modo geral, atuar no planejamento estratégico e operacional do IF Sudeste MG, com vistas a subsidiar a definição das politicas na área de ensino dos Câmpus.

Para tanto, além de contar com a equipe lotada e/ou em exercício na reitoria, a PROEN conta com o assessoramento do Comitê de Ensino, que é o órgão colegiado consultivo composto pelo Pró-Reitor de Ensino e Diretores de Ensino, ou órgãos equivalentes de cada Câmpus, sendo presidido pelo primeiro.

São os membros do Comitê de Ensino:

  • Maria Elizabeth Rodrigues – Pró-reitora de Ensino
  • Roseli Auxiliadora Barroso – Diretora de Ensino do Câmpus Barbacena
  • Rodrigo Rodrigues Alvim da Silva – Diretor de Ensino do Câmpus Juiz de Fora
  • José Luiz Paixão – Diretor de Ensino do Câmpus Muriaé
  • João Eudes da Silva – Diretor de Ensino do Câmpus Rio Pomba
  • Patrícia Morais Gomes – Diretora de Ensino do Câmpus Santos Dumont
  • Carlos Augusto Braga Moraes – Diretor de Ensino do Câmpus São João del-Rei
  • Wilker Rodrigues de Almeida – Diretor de Ensino da Unidade de Bom Sucesso (convidado)
  • Imaculada Conceição Coutinho Lopes – Diretora de Ensino da Reitoria (convidada)
  • Wilson dos Santos Almeida – Diretor de EaD da Reitoria (convidado)

De acordo com o Art. 18 do Regimento Interno da Reitoria, a Pró­reitoria de Ensino conta com o assessoramento dos Fóruns de Ensino, com a finalidade de fomentar a discussão sobre políticas institucionais acerca dos diversosassuntos relacionados à área de ensino, entre os Câmpus, bem como formular propostas de ações e regulamentações a serem tramitadas nos demais órgãos colegiados. Os Fóruns de Ensino são compostos pelos representantes dos setores, de acordo com as áreas dos Fóruns, coordenados por um membro da Pró­reitoria de Ensino.

Os Fóruns instituídos são:

  • Fórum de Cursos Técnicos: Coordenadores Gerais de Cursos Técnicos dos Câmpus
  • Fórum de Educação a Distância: Coordenadores de EaD dos Câmpus
  • Fórum de Cursos de Graduação: Coordenadores de Graduação dos Câmpus
  • Fórum de Registros Acadêmicos: Coordenadores de Registros Acadêmicos dos Câmpus
  • Fórum de Ações Inclusivas: Coordenadores de Ações Inclusivas dos Câmpus
  • Fórum de Pesquisadores Institucionais: Pesquisadores Institucionais dos Câmpus
  • Fórum de Bibliotecas: Bibliotecárias dos Câmpus
Descrição Publicação Anexos
PORTARIA-R Nº 1138/2016 - ADOTA os Sistemas Integrados de Gestão (SIG) como sistema de gestão unificado das áreas acadêmica, administrativa e gestão de pessoas no âmbito do IF Sudeste MG 06/12/2016
PORTARIA-R Nº 515/2016 - DESIGNA a servidora ANA BOARETTO DE MIRANDA MOTTA para exercer o encargo de responsável pelo Fomento à Graduação, na Pró-reitoria de Ensino do IF Sudeste MG 14/06/2016
PORTARIA-R Nº 514/2016 - DISPENSA a servidora GISÉLIA MARIA CAMPOS RIBEIRO do encargo de responsável pelo Fomento à Graduação, na Pró-reitoria de Ensino do IF Sudeste MG 14/06/2016
Portaria-R Nº 387/2016 - DESIGNA os servidores para comporem a COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS DE CRIAÇÃO E REATIVAÇÃO DE CURSOS (CAC) do IF Sudeste MG 10/06/2016
PORTARIA-R Nº 100/2016 - DESIGNAR a servidora LUANA PARREIRA PIRES para exercer a função de Substituta da Assessora Administrativa da Comissão de Processos Seletivos do IF Sudeste MG (COPESE) 09/06/2016
PORTARIA-R Nº 479/2016 - AUTORIZA O AFASTAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO EM SERVIÇO da servidora WANESSA MOREIRA DE OLIVEIRA 09/06/2016
PORTARIA-R N° 477/2015 - DESIGNA os servidores para comporem a COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS DE CRIAÇÃO E REATIVAÇÃO DE CURSOS (CAC) do IF Sudeste MG 12/05/2015
PORTARIA-R N° 057/2015 - DESIGNA a servidora WANESSA MOREIRA DE OLIVEIRA para exercer a função de Substituta da Coordenadora de Registros Acadêmicos 21/01/2015
PORTARIA-R N° 943/2014 - DESIGNA os servidores para comporem SUBCOMISSÃO responsável por desenvolver a base teórica e conceitual do Plano Estratégico de Monitoramento da Evasão e Controle da Retenção 05/11/2014
PORTARIA-R N° 553/2014 - DESIGNA a servidora ANA BOARETTO MOTTA E SILVA para exercer a função de Substituta da Assessora Administrativa da Comissão de Processos Seletivos do IF Sudeste MG (COPESE) 23/07/2014

PROEN - Documentos: Educação Básica e Profissional


Cursos FIC
Descrição Anexos
Diretrizes para criação e reestruturação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) do IF SUDESTE MG - Modelo de PPC.doc
Cursos Técnicos Presenciais
Descrição Anexos
Diretrizes para criação e reestruturação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos Técnicos Presenciais; Planilha de Avaliação da proposta de criação e reativação de Cursos Técnicos Presencias; Planilha Visita In Loco
Regulamento Acadêmico dos Cursos de Educação Profissional Técnica de nível médio : (Atualização em 26/06/2014) e Resolução CEPE Nº 06/2013
RESOLUÇÃO Nº 1, de 5 de dezembro de 2014 - Novo Catálogo Nacional de Cursos Técnicos

PROEN - Documentos: Ensino a Distância

Cursos Técnicos a Distância
Descrição Anexos
Convênio entre SEE e IF Sudeste MG - Profuncionário
Diretrizes para criação e reestruturação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos Técnicos a Distância; Planilha de Avaliação da proposta de criação e reativação de Cursos Técnicos a Distância; Planilha Visita In Loco
Manual de Gestão - Rede e-Tec Brasil e Profuncionário
Orientação Normativa nº 01/2015 - Orienta procedimentos de utilização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), nos cursos e/ou disciplinas a distância no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais
Regimento Interno do Fórum Permanente da Educação a Distância do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais e Resolução CEPE Nº 20/2012
Regulamento Acadêmico para Educação Profissional Técnica de nível médio na modalidade a distância e Resolução CEPE Nº 22/2013
Cursos Superiores
Descrição Anexos
DECRETO Nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005 - Regulamenta o art. 80 da Lei n o 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional
Diretrizes para criação e reestruturação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação na modalidade a Distância do IF Sudeste MG
PARECER CNE/CES Nº 336/2016 - Credenciamento do IF Sudeste MG, com sede no município de Juiz de Fora - MG para oferta de programas de pós-graduação lato sensu, na modalidade a distância
PARECER CNE/CES Nº 564/2015 - Diretrizes e Normas Nacionais para a oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância
PORTARIA Nº 951, de 18 de agosto de 2016 - Credenciamento do IF Sudeste MG para oferta de programas de pós-graduação lato sensu na modalidade a distância
Referenciais de Qualidade para Educação Superior a Distância
RESOLUÇÃO Nº 1, de 11 de março de 2016 - Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância
Documentos relativos aos Polos de EAD
Descrição Anexos
Instrumento de Avaliação de Polo de EaD - Rede e-Tec Brasil

PROEN - Documentos: Graduação

Cursos de Graduação
Descrição Anexos
Convênio entre SEE e IF Sudeste MG
Diretrizes para criação e reestruturação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação; Planilha de Avaliação da proposta de criação e reativação de Cursos de Graduação; Planilha Visita In Loco
Modelo de Edital de Seleção para Preenchimento de Vagas Remanescentes nos Cursos de Graduação e Resolução CEPE Nº 08/2014
Regulamento Acadêmico de Graduação (Atualização em 30/06/2016) e Resolução CEPE Nº 04/2016
Regulamento de Atividades Complementares e Resolução CEPE Nº 19/2012
Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), Resolução CEPE Nº 21/2012 e Normas para elaboração de TCC e Monografia

PROEN - Documentos: Pesquisador Instuticional

Documentos Gerais
Descrição Anexos
Regulamento do Pesquisador Institucional e Resolução Conselho Superior 026/2010

PROEN - Documentos Gerais


Documentos Gerais
Descrição Anexos
Cronograma para proposta de Cursos Novos e de Desativação temporária ou Extinção de curso, Pós Graduação Lato Sensu, e Formulário de identificação institucional
Cronograma para proposta de Cursos Novos e de Desativação temporária ou Extinção de curso, Técnicos e Graduação
Orientação Normativa nº 01/2013-PROEN/IF Sudeste MG - Estabelece procedimentos para exercer o regime de exercícios domiciliares, faltas por convicções religiosas e faltas coletivas no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudest
Orientação Normativa nº 02/2013-PROEN/IF Sudeste MG - Dispõe sobre os procedimentos necessários para solicitação de análise de equivalência de cursos de pós-graduação ao curso de formação pedagógica no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Te
PARECER Nº 427/2014 - Certidão de Tempo Escolar
Plano Estratégico para a permanência e êxito dos estudantes do IF Sudeste MG - Aprovado no CEPE em 30-06-2016
Regimento Interno da Pró-Reitoria de Ensino
Regulamento da Mobilidade Acadêmica Estudantil do IF SUDESTE MG, Tutorial sobre a Mobilidade Acadêmica e Resolução CEPE Nº 06/2014
Regulamento de Conduta Discente
Regulamento de Criação, Extinção e Desativação temporária de cursos técnicos e de graduação e Resolução CEPE Nº 18/2012
Regulamento de Emissão, Registro e Expedição de Certificados e Diplomas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais; Tutorial sobre Emissão, Expedição e Registro de Certificados e Diplomas e Resolução CEPE Nº 07/2014
Regulamento do Programa de Monitoria

PROEN - PIBID


O Programa de Iniciação à Docência (PIBID) no IF Sudeste MG é coordenado pelo Prof. Marcos Pavani de Carvalho. Contempla as Licenciaturas em Matemática (Câmpus Rio Pomba), Física (Câmpus Juiz de Fora), Química (Câmpus Barbacena), Educação Física (Câmpus Barbacena) e Ciências Biológicas (Câmpus Barbacena).

Coordenador Institucional do Pibid
Prof. Marcos Barros de Paula
E-mail: marcos.barros@ifsudestemg.edu.br

Coordenador de Área Matemática
Profª. Silvana Lucas Bomtempo Matos - Câmpus Rio Pomba
E-mail: silvana.bomtempo@ifsudestemg.edu.br

Coordenador de Área Física
Profª. Diana Esther Tuyarot de Barci - Câmpus Juiz de Fora
E-mail: diana.tuyarot@ifsudestemg.edu.br

Coordenadora de Área Biologia
Profª. Elisa Aiko Miyasato - Câmpus Barbacena
E-mail: elisa.miyasato@ifsudestemg.edu.br

Coordenador de Área Química
Profº. Arlindo Inês Teixeira - Câmpus Barbacena
E-mail: arlindo.teixeira@ifsudestemg.edu.br

Coordenador de Área de Educação Física
Profº. Luiz Carlos Gomes Júnior
E-mail: luiz.carlos@ifsudestemg.edu.br


Documentos

Descrição Publicação Anexos
DECRETO Nº 7.219, de 24 de junho de 2010 - Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID e dá outras providências. 06/02/2014
EDITAL Nº 061/2013. 06/02/2014
EDITAL Nº 08/2014 - Seleção de alunos bolsistas e voluntários para o Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID). 28/08/2014
PORTARIA Nº 096, de 18 de julho de 2013 - O PRESIDENTE DA COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES, no uso das atribuições conferidas pelo art. 26 do Decreto nº 7.692, de 02 de março de 2012, e considerando a necessidade de a 06/02/2014
PORTARIA Nº 72, de 9 de abril de 2010 - Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID e dá outras providências. 06/02/2014

PROEN - PET

O Programa de Educação Tutorial (PET) no IF Sudeste MG conta com quatro grupos PET:


PET CIÊNCIA AGRÁRIAS
Tutor: Prof. Maurilio Lopes Martins

PET CONEXÕES CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO
Tutor: Prof. Alex Fernandes da Veiga Machado

PET CONEXÕES MECATRÔNICA/BSI
Tutor: Profª Eugênia Cristina Muller Giancoli Jabour

PET CURSO DE FÍSICA
Tutor: Prof. Bruno Gonçalves


Conheça as propostas dos Grupos PET, acessando os documentos abaixo:

Descrição Publicação Anexos
EDITAL Nº 19, de 10 de dezembro de 2015 - Processo Seletivo Simplificado para seleção de bolsistas e voluntários de Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) - Ciências Agrárias do campus Rio Pomba. 23/08/2016 clique para baixar
EDITAL Nº 14 - Retificação do Edital Nº 11/2012. 23/08/2016 clique para baixar
EDITAL Nº 11 Programa de Educação Tutorial PET 2012 – MEC/SESu/SECAD. 23/08/2016 clique para baixar
EDITAL Nº 9 Programa de Educação Tutorial PET 2010 – MEC/SESu/SECAD. 23/08/2016 clique para baixar
EDITAL Nº 02, de 28 de julho de 2014 - Processo Seletivo Simplificado para seleção de bolsistas e voluntários de Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) - Ciências Agrárias do Câmpus Rio Pomba. 31/07/2014 clique para baixar
RESOLUÇÃO Nº 10 de 16 de abril de 2014 - Altera a Resolução nº 36, de 24 de setembro de 2013, que estabelece os procedimentos para creditar os valores destinados ao custeio das atividades dos grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) aos resp 19/05/2014 clique para baixar
EDITAL PROEN Nº 02, de 05 de Maio de 2014 - Processo Seletivo Simplificado para bolsistas de Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) - Computação do Câmpus Rio Pomba. 05/05/2014 clique para baixar
Edital de Seleção de bolsistas de Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) - Mecatrônica do Câmpus Juiz de Fora. 28/04/2014 clique para baixar
EDITAL PROEN Nº 03, de 25 de setembro de 2012 - Processo Seletivo Simplificado para bolsistas de Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) - Física do Câmpus Juiz de Fora. 28/04/2014 clique para baixar
EDITAL Nº 01, de 10 de abril de 2014 - Processo Seletivo Simplificado para seleção de bolsistas e voluntários de Grupo PET (Programa de Educação Tutorial) - Ciências Agrárias do Câmpus Rio Pomba. 14/04/2014 clique para baixar

PROEN - PROFUNCIONARIO

Profuncionário é um programa que visa à formação dos funcionários de escolas públicas, em efetivo exercício, em habilitação compatível com a atividade que exerce na escola.

Entre seus objetivos fundamentais, está a valorização do trabalho desses profissionais da educação, por meio da oferta dos cursos de formação inicial em nível técnico, permitindo-lhes compreender a educação escolar como espaço coletivo de formação humana, de diversidade étnica cultural, bem como do desenvolvimento de competências para atuar numa habilitação especí­fica.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) em parceria com o Ministério da Educação (MEC) oferece o programa desde 2012 a vários municípios da região.

O programa Profuncionário é ofertado na modalidade a distância, tendo duração média de dezoito meses, sendo 20% da carga horária total presencial nos Polos de Apoio Presencial, e atualmente é composto por 4 cursos Técnicos do Eixo Educacional: Desenvolvimento Educacional e Social.

Os 4 cursos técnicos ofertados pelo Profuncionário são:

  • Alimentação Escolar
  • Infraestrutura Escolar
  • Multimeios Didáticos
  • Secretaria Escolar


Informações

Coordenação do Profuncionário: Leilimar Duarte Rodrigues
E-mail: profuncionario@ifsudestemg.edu.br e leilimar.rodrigues@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4120


Saiba mais informações sobre cada um dos cursos, acessando os documentos abaixo:

Descrição Publicação Anexos
Matriz Curricular - Profuncionário 07/02/2014
Técnico em Alimentação Escolar 07/02/2014
Técnico em Infraestrutura Escolar 07/02/2014
Técnico em Multimeios Didáticos 07/02/2014
Técnico em Secretaria Escolar 07/02/2014
Versão para impressão

PROEN - PRONATEC

Pronatec é o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. Foi criado em 26 de outubro de 2011 por meio da Lei 12.513.

O Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) é uma das instituições ofertantes de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Saiba mais sobre o Pronatec no IF Sudeste MG, clicando aqui.

PROEN - Legislação

Ações Inclusivas
Descrição Tipo Anexos
DECRETO LEGISLATIVO Nº 186, de 09 de julho de 2008 - Aprova o texto da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e de seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova Iorque, em 30 de março de 2007. Decretos
DECRETO Nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999 - Regulamenta a Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção, e dá outras providências. Decretos
DECRETO Nº 3.956, de 08 de outubro de 2001 - Promulga a Convenção Interamericana para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Pessoas Portadoras de Deficiência. Decretos
DECRETO Nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005 - Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Decretos
DECRETO Nº 5626, de 22 de dezembro de 2005 - Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Decretos
DECRETO Nº 6.215, de 26 de setembro de 2007 - Estabelece o Compromisso pela Inclusão das Pessoas com Deficiência. Decretos
DECRETO Nº 6.571, de 17 de setembro de 2008 - Dispõe sobre o atendimento educacional especializado, regulamenta o parágrafo único do art. 60 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e acrescenta dispositivo ao Decreto no 6.253, de 13/11/2007. Decretos
Constituição Federal de 1988 – Educação Especial. Leis
LEI Nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Leis
LEI Nº 13.146, de 06 de julho de 2015. Estatuto da Pessoa com Deficiência. Leis
LEI Nº 7.853, de 24 de outubro de 1989 - Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social, sobre a Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. Leis
NOTA TÉCNICA Nº 24/2015 - Conceito de Gênero no Plano Nacional de Educação. Outros
PORTARIA MEC Nº 976, de 05 de maio de 2006 - Dispõe sobre os critérios de acessibilidade aos eventos do Ministério da Educação, conforme decreto 5296 de 2004. Portarias
PORTARIA Nº 1.793, de dezembro de 1994 - Dispõe sobre a necessidade de complementar os currículos de formação de docentes e outros profissionais que interagem com portadores de necessidades especiais e dá outras providências. Portarias
PORTARIA Nº 3.284, de 7 de novembro de 2003 - Dispõe sobre requisitos de acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências, para instruir os processos de autorização e de reconhecimento de cursos, e de credenciamento de instituições. Portarias
Avaliação, regulação e autorização
Descrição Tipo Anexos
DECRETO Nº 5.773, de 9 de maio de 2006 - Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e seqüenciais no sistema federal de ensino. Decretos
DECRETO Nº 6.303, de 12 de dezembro de 2007 - Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e seqüenciais no sistema federal de ensino. Decretos
PARECER CNE/CES Nº 564/2015 - Diretrizes e Normas Nacionais para a oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância. Parecer
PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 - Institui o e-MEC, sistema eletrônico de fluxo de trabalho e gerenciamento de informações relativas aos processos de regulação da educação superior no sistema federal de educação. Portarias
RESOLUÇÃO CNE/CES Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 - Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância. Resoluções
Bacharelado
Descrição Tipo Anexos
PARECER CNE/CES Nº 8/2007 - Dispõe sobre carga horária mínima e procedimentos relativos à integralização, duração dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade presencial; aprovado em 31/01/2007. Parecer
RESOLUÇÃO CNE/CES Nº 2/2007 - Dispõe sobre carga horária mínima e procedimentos relativos à integralização e duração dos cursos de graduação, bacharelados, na modalidade presencial. Resoluções
Cursos de Graduação
Descrição Tipo Anexos
DECRETO Nº 5.786, de 24 de maio de 2006 - Dispõe sobre os centros universitários e dá outras providências. Decretos
EDITAL Nº 11 Programa de Educação Tutorial PET 2012 – MEC/SESu/SECAD. Edital
EDITAL Nº 9 Programa de Educação Tutorial PET 2010 – MEC/SESu/SECAD. Edital
LEI Nº 11.181, de 23 de setembro de 2005 - Institui o Programa de Educação Tutorial. Leis
Requisitos legais e normativos para a avaliação de IES - Nota Técnica INEP. Leis
Documento elaborado pela Secretaria de Educação Superior “A democratização e expansão da educação superior no Brasil 2003 – 2014”. Outros
Regulamento da Concessão do Auxílio Financeiro a Programa Educacional e de Pesquisa - AUXPE. Outros
PARECER CNE Nº 776/97. Orienta para as diretrizes curriculares dos cursos de graduação. Parecer

PROEN - Calendários Acadêmicos

Aqui damos acesso aos calendários acadêmicos dos Câmpus do IF Sudeste MG.

2017 - Campus São João del-Rei - Cursos Técnicos
2017 - Campus São João del-Rei - Cursos de Pós-graduação
2017 - Campus São João del-Rei - Cursos de Graduação
2017 - Campus Santos Dumont - Cursos Técnicos Integrados e Concomitantes/Subsequentes
2017 - Campus Rio Pomba - Cursos Técnicos
2017 - Campus Rio Pomba - Cursos de Graduação
2017 - Campus Muriaé - Cursos Técnicos Integrados
2017 - Campus Muriaé - Cursos Técnicos em EaD (CURSO 2017-2018)
2017 - Campus Muriaé - Cursos Técnicos em EaD (CURSO 2016-2017)
2017 - Campus Muriaé - Cursos de Graduação e Técnicos Subsequentes/Concomitantes
2017 - Campus Manhuaçu - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes
2017 - Campus Barbacena - Cursos Técnicos Integrados e Subsequentes/Concomitantes
2017 - Campus Barbacena - Cursos de Pós-graduação
2017 - Campus Avançado Bom Sucesso - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes
2016 - Campus São João del-Rei - Cursos Técnicos e Especialização Técnica
2016 - Campus São João del-Rei - Cursos de Graduação
2016 - Campus Santos Dumont - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes e Integrados
2016 - Campus Rio Pomba - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes e Integrados
2016 - Campus Rio Pomba - Cursos de Graduação
2016 - Campus Muriaé - Cursos Técnicos Integrados
2016 - Campus Muriaé - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes e Graduação
2016 - Campus Manhuaçu - Cursos Técnicos Subsequentes e FIC
2016 - Campus Juiz de Fora - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes, Integrados e Graduação
2016 - Campus Barbacena - Cursos Técnicos Subsequentes/Concomitante, Integrados e Graduação.
2016 - Campus Avançado Bom Sucesso - Cursos Técnicos Concomitantes/Subsequentes
2015 - Câmpus São João del-Rei - Cursos Técnicos e Especialização Técnica
2015 - Câmpus São João del-Rei - Cursos de Graduação
2015 - Câmpus Santos Dumont - Cursos Técnicos
2015 - Câmpus Rio Pomba - Cursos Técnicos
2015 - Câmpus Rio Pomba - Cursos de Graduação
Versão para impressão

Pró-Reitoria de Ensino - Contatos Gerais
 

Pró- Reitoria de Ensino: Maria Elizabeth Rodrigues
E-mail: proen@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 - 4115

Diretora de Ensino: Imaculada Conceição Coutinho Lopes
E-mail: diren@ifsudestemg.edu.br / imaculada.lopes@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 – 4116

Diretor de Educação a Distância: Wilson dos Santos Almeida
E-mail: wilson.almeida@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4115

Pesquisador Institucional: Fabiano Costa Cipriani
E-mail: fabiano.cipriani@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 – 4160

Coordenação Acadêmico-pedagógica (Coordenação de Educação Básica e Profissional / Coordenação de Graduação / Seção de Proeja e FIC): Henrique Gomes Lopes
E-mail: henrique.gomes@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 - 4120

Seção de Fomento à Graduação:  Ana Boaretto de Miranda Motta
E-mail: ana.boaretto@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 - 4120

Coordenação de Ações Inclusivas: Wanessa Moreira de Oliveira
E-mail: wanessa.oliveira@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 - 4121

Coordenação do Programa Pró-funcionário e apoio técnico-pedagógico a Educação a Distância: Leilimar Duarte Rodrigues
E-mail: leilimar.rodrigues@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 - 4120

Coordenação de Registros Acadêmicos: Esther Moreira de Carvalho Gomes
E-mail: esther.moreira@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257 - 4121

Presidência da Copese: Ana Teresa César
E-mail: ana.cesar@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4114 / 4115

Versão para impressão

PROEN - Diretoria de Ensino

A Diretoria de Ensino é responsável por planejar, coordenar, executar e avaliar as políticas de ensino, juntamente com a Pró-reitoria de Ensino e os Dirigentes de Ensino dos Câmpus, e em consonância com as diretrizes emanadas do MEC/SETEC, competindo-lhe desenvolver atividades relacionadas ao ensino e à gestão dos serviços de apoio ao ensino, bem como promover ações que contribuam para a integração do ensino com a pesquisa e a extensão.

Diretora de ensino: Imaculada Conceição Coutinho Lopes
E-mail: diren@ifsudestemg.edu.br
            imaculada.lopes@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4116

 

Versão para impressão

PROEN - Diretoria de Educação a Distância

A Diretoria de Educação a Distância é responsável por planejar, coordenar, executar e avaliar as políticas de ensino a distância, juntamente com a Pró-reitoria de Ensino, os Coordenadores de EaD dos Câmpus e os Dirigentes de Ensino dos Câmpus, e em consonância com as diretrizes emanadas do MEC/SETEC, competindo-lhe desenvolver atividades relacionadas ao ensino a distância e à gestão dos serviços de apoio ao ensino a distância.
 

Diretor de Educação a Distância e Coordenador Geral do E-Tec Brasil: Wilson dos Santos Almeida
E-mail: wilson.almeida@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3216-2611 / (32) 2357-4116

 

 

 

Versão para impressão

PROEN - Pesquisador Institucional

O Pesquisador ou Procurador Institucional (PI) tem a principal função de ser o interlocutor entre as instituições de Ensino Superior e o MEC. É o responsável pela atualização dos dados da Instituição no e-MEC, pelo acompanhamento dos procedimentos de participação no ENADE, pelo suporte às ações de credenciamento e recredenciamento da Instituição, bem como ao reconhecimento de cursos e renovação de reconhecimento de cursos e acompanhamento de cadastro dos discentes no SISTEC. Todas as informações são atualizadas com o apoio dos PI dos Câmpus do IF Sudeste MG.

A articulação entre os PI dos Câmpus ocorre por meio da Coordenação do PI da Reitoria, em discussões no Fórum dos Pesquisadores/Procuradores Institucionais do IF Sudeste MG.

Clique aqui para acessar o Regulamento do Pesquisador Institucional do IF Sudeste MG

Pesquisador / Procurador Institucional: Fabiano Costa Cipriani
E-mail: pi@ifsudestemg.edu.br
             fabiano.cipriani@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3257-4120

 

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Extensão

A extensão constitui-se um espaço de construção de um modelo político-pedagógico participativo, que, em nosso contexto, ressalta-se a interação entre os campi, a relação com a sociedade, a interação dos estudantes no seu processo de aprendizado com a realidade compondo ações interdisciplinares e transformadoras.

A partir da concepção dos Institutos Federais, que tem como eixo norteador a referência aos Arranjos Produtivos Locais, a Extensão no Instituto Federal Sudeste de Minas deve ser entendida como um processo acadêmico e deve estar atrelada ao projeto pedagógico dos cursos em todos os níveis, indispensável na formação do aluno, na qualificação do professor e na resposta à sociedade. Nesse contexto, a extensão não pode se constituir em atos isolados e individualizados, e sim, constitui-se um ato institucional.

A PROEX, desta forma, vem contribuir, junto com outras instâncias do Instituto, para a instalação de um ambiente acadêmico democrático, estimulador e criativo.

 

Objetivos
 

  • Estabelecer, em conjunto com os diversos campi, uma política institucional para a extensão e interação com a sociedade.
  • Incentivar a extensão no processo formativo em diferentes áreas e níveis de ensino.
  • Articular as atividades de extensão com o ensino e a pesquisa, em sintonia com os arranjos sociais, culturais e produtivos locais e regionais.
  • Implementar as políticas do Fórum de Extensão dos Institutos Federais.
  • Coordenar as políticas de extensão do Instituto Federal do Sudeste de Minas, visando a relação transformadora entre a Instituição e a Sociedade.
  • Participar criticamente da elaboração de planos e da efetivação de ações de extensão dos campi, voltadas para o desenvolvimento econômico, social, político e cultural das comunidades local e regional.
  • Promover ações que ampliem as possibilidades e oportunidades para os estudantes na participação de projetos extra-curriculares.
  • Implementar e apoiar programas de assistência estudantil atendendo os aspectos sociais, psicológicos, médicos e odontológicos.
  • Apoiar e incentivar projetos e ações culturais artísticos, esportivos e de lazer.
  • Contribuir para o fortalecimento da organização livre, consciente, responsável e participativa do estudante e a sua integração na vida acadêmica.
  • Apoiar e intensificar as relações com empresas e com outras instituições públicas e privadas com o objetivo de ampliar a oferta de estágios para os alunos além de promover a troca de informações técnicas, profissionais, culturais e educacionais.
  • Coordenar e apoiar eventos institucionais com vista à integração entre campi e a confraternização dos e entre os segmentos que compõem o Instituto.
  • Manter-se informado sobre os diversos programas de fomento das atividades de extensão e de apoio estudantil socializando-os e incentivando a participação dos campi.
  • Manter arquivo e documentação das atividades extensionistas de todos os campi, fazer a coleta de dados, acompanhá-las e apoiá-las.
  • Manter constante contato com egressos 

O alcance dos objetivos acima resume as atividades da Pró-reitoria de Extensão do IF SUDESTE MG nas seguintes linhas de trabalho:

  1. Promoção e apoio às atividades de extensão tais como a promoção de cursos, palestras, seminários, congressos e outras, voltadas para a comunidade interna e externa ao IF;
  2. Promoção e apoio aos eventos institucionais de caráter extensionistas nas áreas culturais, esportivas, de integração, divulgação, confraternização e de lazer;
  3. Relações empresariais e institucionais – estágios, aperfeiçoamento (parceria) docente e técnico administrativo;
  4. Promover avaliações sistemáticas das atividades extensionistas, da assistência estudantil, dos estágios supervisionados, utilizando para tal a relação da Instituição com seus egressos.
  5. Apoio e assistência estudantil – social, educacional, médica e odontológica.
  6. Administração – sistema de acompanhamento, arquivamento, cadastramento, informação e fomento.

 

Perfil do Pró-Reitor de Extensão

José Roberto Ribeiro Lima é graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa e especialista em Gestão Pública. É professor de Educação Física da Rede Federal de Educação Profissional desde 1985, sendo professor do Câmpus Barbacena desde 1990. Foi Diretor Geral da antiga Escola Agrotécnica Federal de Barbacena, hoje IF Sudeste MG – Câmpus Barbacena, por dois mandatos consecutivos de 2005 a 2013.

 

Contato

E-mail: proex@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) (32) 3216-2611
Celular: (32) 8435-0687
 

 

 

Versão para impressão

PROEX - Assistência Estudantil

A assistência estudantil tem como finalidade prover os recursos necessários para transposição dos obstáculos e superação dos impedimentos ao bom desempenho educacional. Assim sendo ela transita em todas as áreas dos direitos humanos, compreendendo ações que proporcionem desde as ideais condições de saúde, o acesso aos instrumentais pedagógicos necessários à formação profissional, nas mais diferentes áreas do conhecimento, o acompanhamento às necessidades educativas especiais, até o provimento dos recursos mínimos para a sobrevivência do estudante tais como moradia, alimentação, transporte e recursos financeiros.

A educação, na legislação brasileira, é concebida como um direito fundamental, universal, inalienável e um instrumento de formação ampla na luta pelos direitos da cidadania e pela emancipação social. Nessa perspectiva, a educação se compromete com a formação integral do ser humano, alcançando todas as dimensões de sua relação com a sociedade.

Portanto, compreender a assistência estudantil como parte da Política Educacional significa assegurar um componente mobilizador da educação, cujo acesso pode e deve se estender igualmente a todos os segmentos sociais.

Aline Therezinha Carvalho Vieira
Assistente Social
Pró-Reitoria de Extensão

 

Campus Barbacena

A Coordenadoria Geral de Assistência a Educando do Campus Barbacena é responsável por planejar, orientar, acompanhar, supervisionar e avaliar a execução de eventos e de atividades relativas à permanência dos alunos nos setores da escola, observando para que cumpram as normas, orientações e procedimentos de acordo com a boa convivência e respeito à ordem e à disciplina, condizente com o Código Disciplinar da Instituição. Os setores subordinados à CGAE são Coordenação de Acompanhamento ao Educando (alojamento), Setor de Alimentação e Nutrição (refeitório), Setor de Lavanderia e Rouparia (alunos internos), Setor de Enfermaria, Setor de Consultório Odontológico e Setor de Esporte e Lazer.

Paulo Henrique Soares de Carvalho
Coordenador Geral de Assistência ao Educando
IF Sudeste de Minas Gerais – Campus Barbacena

Campus Juiz de Fora

O Serviço de Orientação Educacional - SOE tem como objetivo estabelecer a ponte entre as relações: estudantes, docentes e pais. Sua estrutura organizacional é composta por pedagogas especialistas que estabelecem programas para atenderem as especificidades de seus alunos, através da mobilização de saberes específicos para a formação de cada profissional. Contribuem para que o aluno desenvolva a sua capacidade de pensar criticamente, auxiliando-o no desenvolvimento de habilidades indispensáveis para a formação de um profissional competente.

Eliane Damasceno Moura
Perola Fatima Valente Simpson Viamonte
Orientadoras Educacionais
IF Sudeste de Minas Gerais - Campus Juiz de Fora

Campus Rio Pomba

A Coordenação Geral de Assistência ao Educando - CGAE tem por objetivo prestar apoio e acompanhamento ao estudante por meio de ações articuladas que promovam o acesso, o desenvolvimento e a permanência do aluno na sua integralidade. A estrutura organizacional do CGAE é composta pelas Seções de Acompanhamento ao Educando, Alimentação e Nutrição, Saúde e Esporte, as quais buscam estratégias de intervenção.

Roscelino Quintão Barbosa
Coordenador Geral de Assistência ao Educando
IF Sudeste de Minas Gerais - Campus Rio Pomba

 

PROEX - Formulários

 

Descrição Arquivo
Formulário de Cadastro dos Projetos e Ações de Extensão em andamento nos campi, na Pró-Reitoria de Extensão clique para baixar
Instruções - Preenchimento do formulário para cadastro dos Projetos de Extensão em andamento nos campi, na Pró-Reitoria de Extensão clique para baixar
Versão para impressão

PRONATEC - Apresentação

O Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) é uma das instituições ofertantes de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criado pelo Governo Federal por meio da Lei 12.513, de 26 de outubro de 2011.

O Pronatec é normatizado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) em comum acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ambos órgãos ligados ao Ministério da Educação.

O Pronatec possui seis objetivos principais:

a) expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio presencial e a distância, além de cursos e programas de formação inicial e continuada (FIC) ou qualificação profissional;

b) fomentar e apoiar a expansão da rede física de atendimento da educação profissional e tecnológica;

c) contribuir para a melhoria da qualidade do ensino médio público, por meio da articulação com a educação profissional;

d) ampliar as oportunidades educacionais dos trabalhadores, por meio do incremento da formação e qualificação profissional;

e) estimular a difusão de recursos pedagógicos para apoiar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica;

f) estimular a articulação entre a política de educação profissional e tecnológica e as políticas de geração de trabalho, emprego e renda.

 

 

Versão para impressão

PRONATEC - Base Legal

Lei N° 12.513, de 26 de Outubro de 2011 - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC, altera as Leis n. 7.998, de 11 de janeiro de 1990, n. 8.121, de 24 de julho de 1991 e n. 10.260, de 12 de julho de 2001.

Lei Nº 12.816, de 05 de junho de 2013 - Altera as Leis nos 12.513, de 26 de outubro de 2011(Pronatec); 9.250, de 26 de dezembro de 1995(bolsas recebidas pelos servidores das redes públicas de educação profissional, científica e tecnológica, no âmbito do Pronatec); 8.212, de 24 de julho de 1991 (incidência da contribuição previdenciária sobre planos educacionais e bolsas de estudo); dispõe sobre o apoio da União às redes públicas de educação básica na aquisição de veículos para o transporte escolar; e permite que os entes federados usem o registro de preços para a aquisição de bens e contratação de serviços em ações e projetos educacionais.

 

Versão para impressão

PRONATEC - Editais

 

Versão para impressão

PRONATEC - Notícias

 

Curso de Especialização Lato Sensu Educação Empreendedora - EAD Parceiros ofertantes do PRONATEC

Iniciou no dia 18 de fevereiro do corrente ano um curso inédito apoiado pelo Sebrae Nacional, é a Especialização Latu Sensu em Educação Empreendedora, para professores do Pronatec/Bolsa-Formação, oferecido pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e ministrado por meio do Instituto Gênesis. Foram selecionados 200 professores de educação técnica e profissional de todas as regiões do país para essa experiência.

O objetivo da especialização é qualificar professores da educação profissional e técnica na disseminação da cultura empreendedora para seus alunos. “Mais preparados sobre a cultura empreendedora, os professores podem orientar melhor seus alunos a não terem a visão reducionista de que só é possível ter uma carreira de sucesso se for empregado de alguém. Ser dono do próprio negócio é uma alternativa viável para quem se prepara corretamente para o mercado”, afirma o presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif.

O curso terá duração de 400 horas na modalidade a distância, e será desenvolvido em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) especialmente criado para atender às especificidades desse importante projeto.

Durante todo o curso, serão realizados dois encontros presenciais: um na Sede do Sebrae Nacional, em Brasília, e outro na PUC-Rio, na cidade do Rio de Janeiro, atendendo a legislação de cursos de Especialização Latu Sensu na modalidade à distância. As demais atividades realizadas serão por meio do ambiente virtual de aprendizagem.

A servidora Clara Wamser, bolsista do PRONATEC, no Campus Barbacena topou o desafio, e partiu para Brasília no dia 15 de fevereiro/2016 para o primeiro encontro presencial. Segundo ela: “Sou uma profissional que veio do Ensino Técnico e só posso ficar imensamente honrada por ter sido escolhida entre tantos profissionais para fazer essa especialização.”

Fontes: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE;

Nota Informativa 191/2015 DIR/SETEC/MEC;

Coordenação Geral da Bolsa Formação/PRONATEC – IF Sudeste MG

_____________________________________________________________________________

Presidenta anuncia metas do Pronatec para 2016

Em 2016, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) ofertará 2 milhões de vagas com a efetiva participação das instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira, 9/3, pela presidenta da República, Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, em Brasília, com a participação do presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), Marcelo Bender Machado, e expressiva presença de dirigentes e estudantes de institutos federais.

Do total de vagas ofertadas para este ano, estão previstas 372 mil em cursos técnicos e 1,627 milhão em cursos de qualificação profissional. Fazem parte da meta o fortalecimento do Pronatec EJA, voltado a jovens e adultos que interromperam seus estudos, e a opção do ensino a distância pelo e-Pronatec. Além da Rede Federal, o Sistema S e as redes estaduais e municipais também são ofertantes do programa. 

Ao anunciar as novas metas, a presidenta reforçou que o Pronatec foi criado para avançar na competitividade e contribuir para a economia, além de melhorar a qualidade de vida. “Cada vez que um brasileiro cresce e se realiza, o Brasil também cresce e melhora”, afirmou. “Investir na educação profissional e tecnológica é estratégico para o País”.

O presidente do Conif abriu sua fala manifestando apoio ao Estado Democrático de Direito. Na sequência, reconheceu o excelente desempenho da Rede Federal na democratização do acesso à educação profissional, reforçado pela expansão nos últimos anos. Como parte do Pronatec, foram criadas 208 novas unidades dos institutos federais, entre 2011 e 2014, em todas os Estados da federação, totalizando 562 unidades em funcionamento e mais de um milhão de matrículas.

“Queremos ir muito além de números; queremos dar continuidade ao processo de expansão com qualidade e manter o reconhecido nível de excelência do ensino ofertado pelas instituições da Rede Federal”, disse Marcelo Bender Machado. “Como instituições contemporâneas que promovem a inovação, a pesquisa aplicada, a extensão tecnológica, a ciência e a tecnologia, temos um importante papel no tempo presente, e fundamental para o futuro”, enfatizou.

Este ano, a participação dos institutos federais no programa será intensificada, especialmente na oferta de cursos de qualificação de trabalhadores com foco no Pronatec EJA, certificação profissional, fortalecimento do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) e reforço na ação com os cursos técnicos, além da formação inicial e continuada de professores.

Em seu discurso, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, defendeu mudanças no itinerário formativo, a partir da consolidação da Base Nacional Comum Curricular (BNC), e o reconhecimento de saberes. Mercadante definiu o Pronatec como um programa prioritário, que contribui para a perspectiva do crescimento do País e do trabalhador. De 2011 a 2015, o programa registrou 9,4 milhões de matrículas.

Leia a íntegra do discurso do presidente do Conif

Assessoria de Comunicação/Reitoria

Fonte: Conif

10/03/2016

_______________________________________________________________________________

 

Mulheres Mil são protagonistas de livros que relatam suas experiências e expectativas após o programa

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Instituto Federal de Educação do Sudeste de Minas Gerais lançou no dia 8 de março, no Auditório do Campus Juiz de Fora, dois livros:

  • Histórias de Vidas,
  • Vivências, práticas educativas e profissionais.

Ambos são protagonizados por alunas do PRONATEC Mulheres Mil dos Campi Barbacena e Santos Dumont.

O objetivo é compartilhar as histórias de vidas, e experiências dessas mulheres, que mesmo apresentando dificuldades com a língua culta, nos surpreenderam com seu testemunho de força transformadora e de superação.

Destaca-se a elevação da autoestima, resultado difícil de ser mensurado, mas que foi possível de perceber a partir dos relatos de algumas alunas nesses livros.

A participação no programa foi além de uma formação profissional, trouxe muitos benefícios no aspecto pessoal, na melhoria das condições de suas vidas, das suas famílias e até de suas comunidades.

Outro ponto de destaque é a conscientização delas sobre a importância de sua participação na construção de uma sociedade com equidade e efetivação de direitos.

Para a equipe do programa foi uma experiência única. Com cada turma aprendemos muito, e isso nos motiva a continuar. É gratificante para as alunas, para a equipe da Bolsa Formação, e para toda comunidade acadêmica envolvida no processo.

O programa Mulheres Mil foi implantado nas regiões Norte e Nordeste, em 2008. Nessa época eram ofertados cursos para mulheres que viviam à margem dos direitos sociais, educacionais e culturais.

Com os impactos e os resultados positivos, o programa Mulheres Mil transformou-se em mais uma das iniciativas do PRONATEC – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego,  e foi implantado em todas as unidades da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.

A oferta é resultado da parceira entre o MEC e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

O programa é uma das ações do Governo Federal para a erradicação da miséria, e a meta é preparar as mulheres para uma inclusão sustentável no mercado produtivo, também reduzir as desigualdades sociais e econômicas, defender a igualdade de gênero e combater a violência contra a mulher, através da formação profissional e a elevação de escolaridade.

 

Maria Aparecida Garcia Pinheiro Goulart

Coordenação da Bolsa Formação/PRONATEC

IF Sudeste MG

 

 

Versão para impressão

PRONATEC - Perguntas e Respostas

1. O que é o Pronatec?

Pronatec é o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. Foi criado em 26 de outubro de 2011 por meio da Lei 12.513. Seu funcionamento é normatizado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) em comum acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ambos órgãos ligados ao Ministério da Educação.

2. Quais os objetivos do Pronatec?

O Pronatec tem seis objetivos:

  1. expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional técnica de nível médio presencial e a distância, além de cursos e programas de formação inicial e continuada (FIC) ou qualificação profissional;
  2. fomentar e apoiar a expansão da rede física de atendimento da educação profissional e tecnológica;
  3. contribuir para a melhoria da qualidade do ensino médio público, por meio da articulação com a educação profissional;
  4. ampliar as oportunidades educacionais dos trabalhadores, por meio do incremento da formação e qualificação profissional;
  5. estimular a difusão de recursos pedagógicos para apoiar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.
  6. estimular a articulação entre a política de educação profissional e tecnológica e as políticas de geração de trabalho, emprego e renda. 

3. Quantas vagas devem ser criadas Rede Federal de Educação e Tecnológica com o Pronatec?

A meta do Governo Federal é abrir 8 milhões de vagas em quatro anos, a contar de 2011, em cursos de formação inicial e continuada (FIC) ou de qualificação, bem como em cursos técnicos concomitantes.

4. Que tipos de cursos serão ofertados pelo Pronatec?

A legislação prevê oferta de apenas duas modalidades de cursos pelo Pronatec: a) cursos de formação inicial e continuada (FIC) ou qualificação profissional; e b) cursos de educação profissional técnica de nível médio. Os cursos técnicos serão apenas concomitantes, ofertados em parceria com as instituições de ensino médio da rede pública.

5. O IF Sudeste MG já atua na educação profissional técnica de nível médio e também já oferece cursos FIC e de qualificação. Qual é, então, a novidade desse programa?

Pode-se dizer que o Pronatec representa uma grande força-tarefa, envolvendo diversas instituições em regime de colaboração (União, Estados, Distrito Federal e municípios), com o objetivo de facilitar o acesso do público potencial do programa às instituições de ensino. Esse público, em geral, tem dificuldades para obter informações sobre os cursos e mesmo para frequentar as aulas, em função de uma condição socioeconômica desfavorável. Além da participação das instituições ofertantes, como o IF Sudeste MG, há uma atuação importante das chamadas instituições demandantes, que trazem os alunos para os cursos e acompanham seu desempenho.

6. Os cursos do Pronatec se destinam a que tipo de público?

O Pronatec atenderá prioritariamente pessoas que se encontram em situação de fragilidade socioeconômica, para quem a qualificação profissional pode aumentar a possibilidade de colocação no mercado de trabalho e, em consequência, melhorar as condições de vida. Pela legislação, esse público é formado por: a) estudantes do ensino médio da rede pública, inclusive de educação de jovens e adultos; b) trabalhadores; c) beneficiários dos programas federais de transferência de renda (Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada); e e) estudante que tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas na condição de bolsista integral.

7. Qual é o papel do IF Sudeste MG nessa força-tarefa?

Por ser uma instituição da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, a lei determina que o IF Sudeste MG seja uma das chamadas instituições ofertantes do Pronatec.

8. O que são as instituições demandantes?

As instituições demandantes são aquelas que vão identificar potenciais alunos para os cursos do Pronatec: prefeituras, secretarias da educação, órgãos governamentais ligados à área da assistência social e do trabalho, entre outras. A ideia é que essas instituições inscrevam os
estudantes nos cursos, e não mais que a iniciativa da matrícula parta exclusivamente do próprio aluno.

9. Como serão selecionados os alunos que farão cursos pelo Pronatec?

As normas para a seleção dos beneficiários estão definidas no Manual de Gestão do Bolsa- Formação Pronatec, publicado pela Setec/MEC. Os alunos que se enquadrem no perfil do público prioritário (veja a questão 6) e que podem ter sua condição de vida melhorada a partir da qualificação profissional serão identificados, abordados e encaminhados pelas instituições demandantes, que terão acesso a uma lista de cursos das instituições ofertantes. Há várias maneiras para que esse processo ocorra, dependendo do tipo de público prioritário. No caso de um trabalhador que esteja solicitando seguro-desemprego pela terceira vez num período de dez anos, o benefício somente será concedido se ele se matricular em um curso do Pronatec durante o momento de pedido de seguro-desemprego no balcão do SINE. Caso opte por não fazer o curso, não receberá seguro-desemprego. No caso dos beneficiados pelo Bolsa- Família, isso funciona de forma um pouco diferente: os demandantes vão identificar situações em que a qualificação profissional pode contribuir para melhorar as condições de vida dos familiares inscritos no Cadastro Único e encaminhar a matrícula, caso o aluno em potencial demonstre interesse em fazer o curso. Um detalhe importante é que a frequência ao curso do Pronatec não desliga o aluno do programa Bolsa-Família. Ou seja, mesmo durante e após as aulas, ele continua recebendo o benefício social.

10. Que cursos o IF Sudeste MG vai oferecer pelo Pronatec?

A definição dos cursos a serem oferecidos é feita a partir de duas etapas. A primeira envolve o levantamento de possíveis cursos junto aos campi, que têm a liberdade de definir as ofertas segundo suas estruturas. A segunda é a pactuação, ou seja, negociação entre as instituições demandantes (que apresentam a quantidade de possíveis alunos para cada área) e as instituições ofertantes (que ministram os cursos).

11. Como são oferecidos os cursos do IF Sudeste MG aos demandantes?

De uma maneira geral, a Coordenação Geral do Pronatec define as vagas e cursos com o demandante e os campi determinam as turmas, com seus horários e datas de inicio e término. Porém, cada demandante tem uma forma de pactuar com o IF SUDESTE MG as turmas e cursos. Na maioria dos casos, há reuniões sistêmicas entre a Coordenação Geral e uma secretaria de Estado ou ministério para se definir as vagas e cursos. Em seguida, o campus entra em contato com a prefeitura ou escola estadual e complementa as negociações, definindo horários e datas de início das turmas.

12. Quanto tempo leva essa pactuação entre IF Sudeste MG e demandante?

Algumas situações podem levar até dois meses, enquanto outras, duas semanas. No entanto, para o demandante, uma vez que estejam acertados os cursos e vagas, os cursos podem começar imediatamente.

13. Como é o processo de matrícula desses alunos?

A definição de quem serão os alunos é uma responsabilidade do demandante, que pode eventualmente solicitar ao IF SUDESTE MG, através do campus, que faça uma divulgação dos cursos ofertados para sensibilização dos futuros alunos. Cabe ao demandante realizar a pré- matrícula do aluno, via SISTEC. O Campus terá cinco dias para confirmar a matrícula e com isso iniciar a turma na data estabelecida no próprio SISTEC (que deverá ser cumprida). Assim, pode- se ter um período inferior a 15 dias entre a oferta de uma turma ao demandante e o início das aulas. Não há necessidade de documentação comprobatória do aluno, pois é responsabilidade do demandante verificar se o mesmo atende aos pré-requisitos do Pronatec (que são muito simples).

14. Uma maior oferta de cursos e a decorrente ampliação do número de vagas implicam em mais trabalho para os servidores da instituição. E não há a possibilidade de contratar pessoal em tempo hábil, por concurso público, para o início dos cursos. Como isso será equacionado?

A exemplo de outros programas especiais na área da Educação, o Pronatec vai destinar recursos específicos para a oferta dos cursos inseridos no programa. Esses recursos vão custear todas as despesas relacionadas a cada curso, inclusive no que diz respeito ao pagamento de bolsa-formação para o pessoal que trabalhar nas áreas de coordenação, docência, pedagógica e administrativa.

15. Qualquer servidor pode se inscrever para atuar nos cursos do Pronatec?

Sim, os cursos do Pronatec são cursos regulares do IF SUDESTE MG, e os campi estarão envolvidos na sua execução. Quando a estrutura de recursos humanos presente no campus não for suficiente para atender a totalidade da demanda dos novos cursos, servidores poderão ser contratados como bolsistas.

16. Que critérios serão utilizados para contratar bolsistas para os cursos do Pronatec, quando isso for necessário?

As normas para seleção dos bolsistas que vão atuar nos cursos do Pronatec estão previstas na legislação federal sobre o programa (Lei 12.513/2011 e Resolução CD/FNDE n.04/2012,
principalmente). As maiores restrições são para os casos de detentores de Cargo de Direção, servidores afastados integral ou parcialmente e servidores em licença de qualquer tipo. Salvo esses casos, qualquer servidor poderá trabalhar no programa, em horário diferente do da jornada de trabalho regular, recebendo bolsa. Como estabelece o Artigo 9o da Lei 12.513/2011: “Os servidores das redes públicas de educação profissional, científica e tecnológica poderão perceber bolsas pela participação nas atividades do Pronatec, desde que não haja prejuízo à sua carga horária regular e ao atendimento do plano de metas de cada instituição pactuado com seu mantenedor, se for o caso”.

17. Como está sendo estruturado o programa no IF SUDESTE MG?

O Pronatec já tem um coordenador geral e um coordenador adjunto nomeados pela Reitoria. A coordenação do programa é responsável por controlar todas as ações relativas à oferta dos cursos do programa na instituição de forma sistêmica. Uma dessas ações é a seleção e contratação das equipes que vão atuar nos cursos, o que ocorrerá por meio de editais da Pró- Reitoria de Extensão .

18. O trabalho no Pronatec com recebimento de bolsa-formação poderá ser executado dentro da jornada normal de trabalho dos servidores?

Não. Todos os servidores que atuarem no Pronatec como bolsistas devem, obrigatoriamente, executar suas tarefas relacionadas ao programa fora de seu horário de trabalho regular. Contudo, o trabalho resultante de demandas do programa pode ser feito na jornada regular do servidor, mas nesse caso não há recebimento de bolsa.

19. Que atividades serão exercidas pelos bolsistas?

O Pronatec prevê as seguintes atividades: coordenador-geral do programa Bolsa-Formação; coordenador-adjunto do programa Bolsa-Formação; supervisor de curso (função equivalente ao coordenador de curso na nomenclatura consolidada na instituição); professor; apoio às atividades acadêmicas e administrativas; orientador (função equivalente à de pedagogo na nomenclatura consolidada na instituição).

20. Qual a jornada de trabalho prevista no Pronatec?

Para o recebimento de bolsas, no caso do coordenador-geral, coordenador adjunto, supervisor, apoio administrativo e orientador, o máximo é de 20 horas semanais. É possível, contudo, que o servidor e a coordenação optem por uma jornada semanal inferior a 20 horas. No caso dos docentes bolsistas, as horas de trabalho no Pronatec não podem exceder o
número de horas semanais em sala de aula, em sua jornada normal. Ou seja, um professor que ministre 8 horas semanais em sala de aula, na sua jornada normal, poderá dedicar no máximo 8 horas em sala de aula como bolsista do Pronatec. O limite máximo, para o caso dos docentes, é de 16 horas, condicionados ao cumprimento de igual jornada na sala de aula em horário normal.

21. Sou servidor técnico-administrativo e trabalho em regime de flexibilização de jornada (30 horas semanais). Posso trabalhar no Pronatec?

Sim, desde que haja compatibilidade entre a jornada regular e a jornada a ser cumprida no Pronatec. Por exemplo, um servidor técnico-administrativo que trabalhe das 13h às 19h pode dar aulas ou assumir outra função em curso do Pronatec no período matutino.

22. Sou servidor técnico-administrativo e trabalho 40 horas semanais. Posso trabalhar no Pronatec?

Sim, desde que haja compatibilidade entre a jornada regular e a jornada a ser cumprida no Pronatec. Por exemplo, um servidor que cumpra sua jornada regular das 9h às 12h e das 13h às 18h pode assumir compromisso com o Pronatec no período noturno.

23. Sou servidor docente e ocupo cargo com função gratificada (FG). Posso trabalhar no Pronatec?

Sim, mas apenas na atividade de professor e no limite da mesma carga regular que desempenha em sala de aula na instituição. Por exemplo, um professor com FG que cumpra 4h semanais em sala de aula na jornada regular só poderá dar 4h semanais de aulas como bolsista do Pronatec.

24. Pessoas que não tenham vínculo com o IF SUDESTE MG podem atuar no Pronatec?

Sim, desde que as vagas abertas para os cursos do programa não sejam preenchidas com pessoal vinculado ao IF SUDESTE MG. Nesse caso, poderá haver lançamento de edital público externo para a contratação de bolsistas para as funções de professor, apoio às atividades acadêmicas e administrativas e orientador.

25. Sou servidor do IF SUDESTE MG e tenho tempo disponível para me dedicar ao Pronatec como bolsista. Preciso pedir autorização para isso?

Sim. O servidor que for atuar no Pronatec como bolsista deve apresentar declaração por escrito de que:
a) dispõe de horários disponíveis além da jornada regular institucional para dedicar-se ao programa;
b) as atividades assumidas no Pronatec não vão causar prejuízo à carga horária regular de atuação;
c) o trabalho no Pronatec não vai prejudicar a qualidade e o bom andamento das atividades regulares desenvolvidas no IF SUDESTE MG.
Junto à declaração o servidor deve apresentar quadro de horários semanal, indicando os períodos de atividade na jornada regular institucional e os períodos de dedicação ao Pronatec. A declaração deve ter ainda a anuência por escrito da direção-geral de seu campus ou pró- reitoria, bem como parecer da direção de gestão de pessoas.

26. Como será fiscalizada a carga horária dos servidores bolsistas que atuarem no Pronatec?

Os nomes, locais e horários de trabalho dos servidores que atuarem como bolsistas no Pronatec serão fixados em local público. O controle das horas trabalhadas será feito por meio de ficha-ponto, que será assinada pelo bolsista e pelo supervisor de curso ou diretor-geral/pró- reitor.

27. Tenho interesse em atuar como coordenador-geral do programa Bolsa-Formação. Posso me candidatar?

Não. O coordenador-geral e o coordenador-adjunto do programa Bolsa-Formação são nomeados pela Reitoria.

28. Tenho interesse em atuar como supervisor de curso em meu campus. Como devo proceder?

As seleções para as diferentes funções a serem desempenhadas nos cursos do Pronatec, com exceção de coordenador-geral e coordenador-adjunto do programa Bolsa Formação, serão feitas via edital público. Você deve, portanto, aguardar a publicação de edital e participar da seleção, respeitando os requisitos previstos no próprio edital.

29. Tenho interesse em atuar como professor em um curso do Pronatec ofertado em meu campus. Como devo proceder?

As seleções para professor bolsista serão feitas via edital público. Você deve, portanto, aguardar a publicação de edital e participar da seleção, respeitando os requisitos previstos no próprio edital.

30. Tenho interesse em atuar como apoio administrativo e acadêmico em um curso do Pronatec ofertado em meu campus. Como devo proceder?

As seleções para bolsistas de apoio administrativo e acadêmico serão feitas via edital público. Você deve, portanto, aguardar a publicação de edital e participar da seleção, respeitando os requisitos previstos no próprio edital.

31. Tenho interesse em atuar como orientador em um curso do Pronatec ofertado em meu campus. Como devo proceder?

As seleções para apoio orientador serão feitas via edital público. Você deve, portanto, aguardar a publicação de edital e participar da seleção, respeitando os requisitos previstos no próprio edital.

32. Posso atuar em mais de um curso simultaneamente?

No caso dos professores, sim. Os servidores que atuarem em outras funções podem ter vínculo com apenas um curso.

33. Sou servidor técnico-administrativo e tenho interesse em atuar como professor no Pronatec. Isso é possível?

Sim, desde que você tenha a formação necessária para a área de atuação pretendida, prevista no edital de seleção. E respeitando-se a compatibilidade de horário com a jornada regular.

34. Quais os valores das bolsas que serão pagas pelo Bolsa-Formação?

As bolsas do Bolsa-Formação são pagas mensalmente e calculadas em função das horas de trabalho dedicadas. O valor referência da hora para cada função é:
a) Coordenador-geral: R$ 50,00 por hora;
b) Coordenador-adjunto: R$ 44,00 por hora; c) Supervisor de curso: R$ 36,00 por hora;
d) Professor: R$ 50,00 por hora (60 minutos) de aula, em conformidade com as cargas horárias dos cursos;
e) Apoio às atividades acadêmicas e administrativas: R$ 18,00 por hora; f) Orientador: R$ 36,00 por hora.

35. Fui selecionado para atuar numa das funções de curso do Pronatec/Bolsa-Formação. Isso significa que tenho vínculo empregatício?

Não. As atividades exercidas no âmbito do Pronatec não caracterizam vínculo empregatício. Os valores recebidos como bolsa não se incorporam aos proventos recebidos pela instituição.

36. Tenho disponibilidade para atuar como professor de uma disciplina de curso do Pronatec que será ministrada aos sábados. Posso receber bolsa nesse caso?

Sim. As atividades do Pronatec exercidas aos sábados, domingos e feriados serão remuneradas.

37. Os recursos liberados pelo FNDE serão aplicados apenas no pagamento das bolsas?

Não. A remuneração do pessoal contratado é apenas uma das aplicações da verba disponibilizada, que será utilizada também em:
a) Custeio de ações de assistência estudantil: quando for necessária a transferência de valores aos estudantes para custeio próprio de refeição e transporte;
b) Custeio do funcionamento dos cursos: material de consumo e pagamento de serviços a pessoas jurídicas, se necessário.

38. Como é definido o valor destinado para o custeio de cada curso?

Esse cálculo é feito por meio do indexador denominado hora-aluno, que equivale a R$ 9,00 tanto para os cursos FIC quanto para os cursos técnicos. A hora-aluno representa o custo da oferta de 60 minutos de aula a um aluno. Seu valor abrange todas as despesas de custeio das vagas. Por exemplo, um curso FIC de 200 horas para 25 alunos matriculados receberá o valor total de R$ 45 mil (25 x 200 x R$ 9,00).

39. A verba para custeio de cada curso é recebida individualmente?

Não. A instituição ofertante recebe o valor total dos cursos que serão ofertados conforme previsto no projeto apresentado ao FNDE.

40. Os estudantes que participarem de cursos do Pronatec receberão bolsas?

Não. A legislação prevê o fornecimento de material didático (inclusive material escolar como cadernos, canetas e lápis), lanche e transporte para os estudantes. Mas eles não receberão bolsa de estudos.

41. Os beneficiários dos programas federais de transferência de renda (Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada) perdem direito ao benefício quando se matriculam nos cursos do Pronatec?

Não. Eles continuam recebendo os benefícios normalmente, durante e após o curso.

Versão para impressão

PRONATEC - Contatos das Coordenações

Coordenação Geral

MARIA APARECIDA GARCIA P. GOULART
E-mail: pronatec@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32)3693-8355 / (32)3331-5493 / (32) 98412-0996

Reitoria

ALICE ALEIXO FONSECA – Coordenadora Adjunta
E-mail: alice.fonseca@ifsudestemg.edu.br
Telefone: 32 3257-4132

RAFAEL DAL SASSO LOURENÇO – Apoio Administrativo
E-mail: rafael.dalsasso@ifsudestemg.edu.br
Telefone: 32 3257-4106

Campus

PRONATEC – Campus Barbacena
E-mail: pronatec.barbacena@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Juiz de Fora
E-mail: pronatec.jf@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Manhuaçu 
E-mail: pronatec.manhuacu@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Muriaé
E-mail: pronatec.muriae@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Rio Pomba
E-mail: pronatec.riopomba@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Santos Dumont
E-mail: pronatec.santosdumont@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus São João Del Rei
E-mail: pronatec.sjdr@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Avançado de Cataguases 
E-mail: pronatec.cataguases@ifsudestemg.edu.br

PRONATEC – Campus Avançado de Ubá
E-mail: pronatec.uba@ifsudestemg.edu.br

 

Versão para impressão

PROEX - Equipe e Contatos

 

Pró-reitor de Extensão: José Roberto Ribeiro Lima
E-mail: proex@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3216-2611

Diretor de Extensão: Rui Gonçalves de Souza
E-mail: rui.goncalves@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3216-2611

 

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação

À Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação compete atuar nas políticas de pesquisa, inovação e pós-graduação, integradas ao ensino e à extensão, bem como promover ações de intercâmbio com instituições e empresas nas áreas de fomento à pesquisa, ciência, tecnologia, inovação tecnológica e transferência de tecnologia.

Dirigida por um pró-reitor nomeado pelo reitor, é o órgão executivo que planeja, superintende, coordena, fomenta e acompanha as atividades e políticas de pesquisa e inovação, integradas ao ensino e à extensão, e as políticas de pós-graduação, visando à qualificação dos servidores e à oferta de cursos de pós-graduação. A Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação é composta pela Diretoria de Pesquisa e Pós-graduação, pela Diretoria do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia e pelos órgãos assessores e consultivos.

 

Perfil do pró-reitor:

Frederico Souzalima Caldoncelli Franco: Licenciado e bacharel em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (1989), especialista em Ciência do Voleibol pela Universidade Gama Filho (1991), especialista em Ciências da Nutrição Humana e Saúde pela Universidade Federal de Lavras (2001), mestre em Ciências da Nutrição pela Universidade Federal de Viçosa (2005) e doutor em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal de Viçosa (2009). Ingressou na rede federal em 1995 na Escola Agrotécnica Federal de Machado, transferido em 1996 para a Escola Agrotécnica Federal de Rio Pomba, onde foi coordenador do Setor de Esporte, Lazer e Artes até 2003. Em 2010 assumiu a Coordenadoria Geral de Assistência Estudantil do Campus Rio Pomba, onde atuou até 2013. Atualmente é professor do mestrado profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Campus Rio Pomba orientando na linha de valor nutricional de alimentos e alimentos para atividade física. Orienta projetos de pesquisa em iniciação científica júnior na área de avaliação antropométrica e atividade física.

Versão para impressão

Comitê de Ética em Pesquisa Humana - CEPH

Todos os trabalhos que visam produções científicas, tecnológicas ou humanísticas envolvendo seres humanos ou animais ou organismos geneticamente modificados e/ou de influência direta no meio ambiente devem ser submetidos à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa Humana (CEPH), sejam eles projetos de curso de graduação, especialização, mestrado e/ou doutorado. Incluem os projetos com dados secundários, pesquisas sociológicas, antropológicas e epidemiológicas.  

Devem ser submetidos à análise para aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa Humana:

- projetos de pesquisa que envolvam investigações com seres humanos (novos fármacos, testes diagnósticos, novas técnicas, novos procedimentos, etc.);
- projetos com levantamentos estatísticos (entrevistas, questionários, etc.);
- projetos de extensão que envolvam atendimento clínico;
- estudos histopatológicos com material de arquivo.

Para mais informações sobre o Comitê de Ética em Pesquisa Humana clique aqui!

Versão para impressão

Comissão de Ética no Uso de Animais - CEUA

A Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) atua como órgão colegiado assessor à Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação do IF Sudeste MG, conforme Regimento da Reitoria, artigo 27, de caráter deliberativo e consultivo nas questões que envolvam animais para ensino, pesquisa e extensão.

As espécies animais contempladas no âmbito das atividades são as compreendidas à classificação como Filo Chordata e subfilo Vertebrata, com exceção de seres humanos contemplados em comitê específico.

A CEUA tem por finalidade cumprir e fazer cumprir, no âmbito do IF Sudeste MG e nos limites de suas atribuições, o disposto na legislação aplicável a atividades que envolvam animais, caracterizando a atuação da CEUA como educativa, consultiva e de assessoria e fiscalização nas questões relativas à matéria de que trata seu regimento.

Versão para impressão

Comitê Institucional de Iniciação Científica - CIIC

O Comitê Institucional de Iniciação Científica do IF Sudeste MG foi criado pela portaria-R n° 1056/2014, a fim de atender às exigências das agências de fomento, assim como auxiliar no gerenciamento dos programas de iniciação científica do IF Sudeste MG.

Comitê de Pesquisa e Pós Graduação

O Comitê de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação é o órgão colegiado consultivo que tem a finalidade de colaborar nas políticas e ações do IF Sudeste MG na área de pesquisa e desenvolvimento tecnológico. 

Compete ao Comitê de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação:
I. acompanhar as ações previstas no plano de desenvolvimento institucional, nos planos de ação e em projetos e programas vinculados à pesquisa, pós-graduação e inovação;
II. apreciar e propor ações de políticas de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação do Instituto Federal; 
III. contribuir para a definição das estratégias de atuação em pesquisa, pós-graduação, desenvolvimento tecnológico e inovação do Instituto Federal;
IV. desenvolver ações de incentivo à difusão de ciência, pesquisa e desenvolvimento tecnológico e à cultura de inovação; 
V. propor ações visando à cooperação científica e tecnológica entre o Instituto Federal, a iniciativa privada e demais instituições;
VI. reconhecer o mérito de ações de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação desenvolvidas no Instituto Federal e propor iniciativas para premiar tais ações;
VII. apreciar e propor políticas de pós-graduação no Instituto Federal, visando à oferta e qualificação;
VIII. subsidiar a Pró-Reitoria de pesquisa e inovação no tocante às políticas de sua área de atuação.

Comitê de Pesquisa
Anoícone de ordenação Descrição Anexos
2014 Ata do dia 10 de abril de 2014 clique para baixar
Versão para impressão

Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação - Comitê de Inovação

O Comitê Setorial de Assessoria e Apoio à Inovação é o órgão colegiado consultivo e deliberativo, no âmbito de sua competência, que tem a finalidade de discutir políticas e diretrizes voltadas à inovação, propriedade intelectual e transferência de tecnologia, junto aos membros dos campi, de forma a analisar e implementar políticas que atendam orientações de âmbito governamental, no que tange à ciência, tecnologia e inovação.

Compete ao Comitê Setorial de Assessoria e Apoio a Inovação:

  1. atuar no planejamento estratégico e operacional dos campi, com vistas a definir prioridades nas áreas de inovação, propriedade intelectual e transferência de tecnologia;
  2. elaborar políticas institucionais de estímulo à proteção das criações, licenciamento, inovação e outras formas de transferência de tecnologia;
  3. gerir a política de inovação dos campi, no que diz respeito à inovação e propriedade intelectual;
  4. difundir a cultura de propriedade intelectual nos campi;
  5. zelar pela adequada proteção das inovações geradas pela comunidade interna e externa aos campi;
  6. estimular a criação de empresas, por meio de pré-incubadoras e incubadoras;
  7. desenvolver uma rede de informações entre pesquisadores, empresários e os campi;
  8. manter relações de intercâmbio com as instituições responsáveis pelas políticas de fomento à inovação para captação de recursos nas áreas de ciência e tecnologia e para formação de recursos, nos campi;
  9. promover e supervisionar a divulgação, junto às comunidades interna e externa dos campi, dos resultados obtidos pelas atividades de inovação;
  10. promover a integração entre as atividades e políticas de inovação com as políticas de ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão;
  11. participar e orientar a publicação de editais para projetos a serem apoiados pelas políticas institucionais de incentivo à inovação;
  12. articular e supervisionar projetos de pesquisa relacionados ao desenvolvimento de projetos inovadores;
  13. disseminar as diretrizes e políticas de inovação e propriedade intelectual emanadas do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia;
  14. zelar pela integração das ações de inovação às necessidades acadêmicas de cada campi;
  15. representar os campi nos foros específicos da área de inovação;
  16. planejar, juntamente com o Comitê de pesquisa, inovação e pós-graduação políticas de criação de novas estratégias e cursos em consonância com as atividades de inovação;
  17. elaborar o plano de metas de inovação do NITTEC e dos Campi; 
  18. executar outras funções que, por sua natureza, lhe estejam afetas ou lhe tenham sido atribuídas.

Para mais informações sobre o comitê de inovação clique aqui

Versão para impressão

Conselho de Pós-Graduação

O Comitê Setorial de Pós-graduação do IF Sudeste MG (CSPG) consiste em um órgão colegiado consultivo, deliberativo e normativo do IF Sudeste MG, em matéria específica. Trata-se de um órgão colegiado assessor subordinado à Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação do IF Sudeste MG. O CSPG supervisiona, administra e coordena as políticas relativas aos cursos de Pós-graduação do IF Sudeste MG, a partir de diretrizes emanadas da Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação.

Compete ao Comitê Setorial de Pós-graduação:

  1. propor ao CONSU diretrizes do IF Sudeste MG relativas a políticas e normatizações da Pósgraduação, oriundas das políticas do Comitê de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação;
  2. estabelecer normas gerais para organização, funcionamento, avaliação e alterações necessárias relativas aos cursos de Pós-graduação e homologar normas específicas dos cursos, propostas pelo Colegiado de curso (Cf. Regulamento Geral de Pós-graduação latosensu, Art. 31)
  3. analisar e emitir parecer técnico ao CEPE de projetos relativos à realização de cursos lato sensu e stricto sensu (Cf. Regulamento Geral de Pós-graduação lato-sensu, Art. 8º);
  4. homologar normas de funcionamento dos Cursos de Pós-graduação lato-sensu não especificadas no PPC (Cf. Regulamento Geral de Pós-graduação lato-sensu, Art. 31);
  5. deliberar, em primeira instância, sobre convênios do IF Sudeste MG com outras entidades, na área de sua competência;
  6. emitir pareceres solicitados pelo Reitor e pelo Conselho Superior ou CEPE sobre matéria específica;
  7. analisar e avaliar os processos para fins de revalidação de título;
  8. analisar outras questões pertinentes ao tema.
Versão para impressão

Equipe e Contatos

Pró-reitor de Pesquisa e Inovação: Frederico Souzalima Caldoncelli Franco
Telefone: (32) 3257-4113
E-mail: propesqinov@ifsudestemg.edu.br 

Diretora de Pesquisa e Pós-Graduação: Beatriz Gonçalves Brasileiro
Telefone: (32) 3257-4111
E-mail: dppg@ifsudestemg.edu.br

Encargo de Coordenação de Programas de Pesquisa: Fabianne Magalhães Girardin Pimentel Furtado 
E-mail: cpp@ifsudestemg.edu.br

Encargo de Coordenação Geral de Pós-Graduação: André Narvaes da Rocha Campos
Telefone: (32) 3571-5715
E-mail: cgpg.propesqinov@ifsudestemg.edu.br

Administradora: Nicolle Fernandes Esteves
Telefone: (32) 3257-4110
E-mail: nicolle.esteves@ifsudestemg.edu.br

Estagiária: Luiza Helena Rabelo Campos
Telefone: (32) 3257-4161
E-mail: nittec.reitoria@ifsudestemg.edu.br

Bolsista do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITTEC): Leonardo Marques de Almeida
Telefone: (32) 3257-4161
E-mail: nittec.reitoria@ifsudestemg.edu.br

Coordenador de Projetos de Pesquisa e Convênios: Douglas Domiciano Corrêa Netto Cunha
Telefone: (32) 3257-4110
E-mail: iniciacao.cientifica@ifsudestemg.edu.br

Secretária Executiva: Maria Elisa Escobar Thompson
Telefone: (32) 3257-4110
E-mailmariaelisa.thompson@ifsudestemg.edu.br

Auxiliar em Administração:  Vinícius José Pilate
Telefone: (32) 3257-4110
E-mail: vinicius.pilate@ifsudestemg.edu.br

Diretora do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITTEC): Flávia Couto Ruback Rodrigues
Telefone: (32) 3257-4161
E-mail: nittec.reitoria@ifsudestemg.edu.br 

Assistente em Administração:  Meire Inês do Nascimento Mendonça
Telefone: (32) 3257-4161
E-mail: meire.mendonca@ifsudestemg.edu.br

Recepcionista: Lídia de Oliveira Medeiros
Telefone: (32) 3257-4113

 

Diretorias de Pesquisa e NITTEC nos campi:

Versão para impressão

Bolsas de Iniciação Científica

O programa de bolsas de iniciação científica do IF Sudeste MG está regulamentado pela PORTARIA-R N.º 329/2010, de 09 de junho de 2010.  

 

BOLSAS DE IC FINANCIADAS PELA FAPEMIG

1. PROBIC/FAPEMIG

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, dentro das cotas oriundas da FAPEMIG, destinadas a estudantes da graduação

2. PROBIC Jr/FAPEMIG                                                                                            

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, dentro das cotas oriundas da FAPEMIG, destinadas a estudantes de nível médio.

 

BOLSAS DE IC FINANCIADAS PELO CNPQ

1. PIBIC/CNPq

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, dentro das cotas oriundas do CNPq, destinadas a estudantes da graduação.

2. PIBITI/CNPq

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, dentro das cotas oriundas do CNPq, destinadas a estudantes do ensino superior, no sentido de estimulá-los ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação.

3. PIBIC-AF/CNPq

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, dentro das cotas oriundas do CNPq, destinadas a ações afirmativas.

4. PIBIC Jr/CNPq

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, dentro das cotas oriundas do CNPq, destinadas a estudantes do ensino médio.

 

BOLSAS DE IC FINANCIADAS PELO INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS GERAIS

1. PIBICTI/IF Sudeste MG

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, dentro das cotas oriundas dos Campi, destinadas a estudantes do ensino de nível superior, no sentido de inseri-los na atividade científica e estimulá-los ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação.

2. PIBICTI Jr/IF Sudeste MG

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, dentro das cotas oriundas dos Campi, destinadas a estudantes do ensino médio, no sentido de inseri-los na atividade científica e estimulá-los ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação.

 

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE VOLUNTÁRIO

1. PIVICTI/IF Sudeste MG

Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica, em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, implementado com bolsistas voluntários, com os mesmos deveres dos demais, destinado a estudantes do ensino superior, no sentido de inseri-los na atividade científica e estimulá-los ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação. Os projetos apresentados ao PIVICTI/IF Sudeste MG serão realizados em regime de voluntariado, o que significa que não haverá concessão de bolsa, constituindo-se esta a única diferença entre este programa e o PIBICTI/IF Sudeste MG.

2. PIVICTI Jr/IF Sudeste MG

Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica, em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, implementado com bolsistas voluntários, com os mesmos deveres dos demais, destinado a estudantes do ensino médio, no sentido de inseri-los na atividade científica e estimulá-los ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação. Os projetos apresentados ao PIVICTI Jr/IF Sudeste MG serão realizados em regime de voluntariado, o que significa que não haverá concessão de bolsa, constituindo-se esta a única diferença entre este programa e o PIBICTI Jr/IF Sudeste MG.

 

Versão para impressão

Jovens Talentos

Este programa, de iniciativa da CAPES e do CNPq, tem como objetivo motivar o estudante a investir em seu aprendizado e a desenvolver um padrão de excelência desde o início de sua graduação. A expectativa é de que os bolsistas desse programa estejam aptos, após um ano, a passarem para as bolsas de Iniciação Científica, PIBID, Programa Ciência sem Fronteiras, PETs, ou outros de iniciativa da instituição.

 

 

 

Versão para impressão

Editais de Iniciação Científica

Para visualizar os editais de iniciação científica da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação acesse o Sistema Inovare clicando aqui

Versão para impressão

Programa de Apoio ao Pesquisador

Com o objetivo de ampliar a política de indução e fomento à pesquisa no IF Sudeste MG, a Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação e os Dirigentes de Pesquisa dos campi criaram o Programa de Apoio ao Pesquisador, em diversas modalidades, voltado, especificamente, para os servidores do quadro efetivo da instituição envolvidos em desenvolvimento de pesquisa.

 

Versão para impressão

Sistema de Prospecção de Agentes Financiadores em P, D & I

O QUE É?

FINANCIAR é um sistema de busca, via web, que disponibiliza para pesquisadores, professores, gestores e empresários informações sobre fontes financiadoras para projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I).

O Sistema Financiar aproxima os seus usuários das fontes de recursos para seus projetos, gerando economia de tempo e conhecimento de novas oportunidades.

 

Tipos de Oportunidades de Financiamento Divulgadas

  • Editais e Chamadas
  • Prêmios
  • Bolsas e Estágios
  • Auxílios a Eventos, Publicações e Viagens 

As oportunidades são apresentadas de forma resumida, apresentando itens como descrição, data limite, forma de solicitação, valor financiado, elegibilidade, requisitos, restrições, contatos e dados da agência de fomento.

O IF Sudeste MG renovou contrato com o Sistema Financiar em parceria com a FAPEMIG visando dar acesso aos seus servidores a essa Rede de Prospecção de Oportunidades de Fomento.

O Sistema Financiar é uma ferramenta catalisadora para a interação entre pesquisadores mineiros e para a ampla divulgação das atividades da FAPEMIG e de editais nacionais e internacionais.

 

COMO PARTICIPAR?

Para ter acesso às oportunidades por e-mail, os interessados devem acessar o link abaixo e preencher os campos nome, e-mail, siape e campus; e clicar em enviar para a efetivação do cadastro.

Para solicitar a inscrição no Sistema Financiar clique aqui

É necessário que o servidor esteja logado no e-mail institucional, caso contrário ele será direcionado para a página de login do referido e-mail, e após logar, será automaticamente direcionado ao documento de preenchimento dos dados.

O solicitante irá receber um e-mail informando Login e Senha para primeiro acesso ao Sistema. Deverá acessar a página através do www.financiar.org.br, entrar, acessar “Instituições da Rede de Prospecção” clicando na logo da FAPEMIG, clicar na logo do IF Sudeste de MG e efetuar o login com a senha recebida por e-mail.

Uma vez acessado o sistema, o usuário deverá realizar o cadastro, incluindo seus dados e traçando seu perfil e, se preferir, trocar a senha.

ATENÇÃO: Alguns provedores podem bloquear estas mensagens por considerá-las spans. Neste caso, desative o bloqueador de spans ou cadastre um outro e-mail.

Outras informações pelos telefones: (32) 3257-4110 / 4111 / 4112 / 4113 (Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação)

 

Versão para impressão

Sistema Inovare

O Sistema Inovare é um sistema institucional através do qual os pesquisadores submetem seus projetos de pesquisa para concorrerem em editais de programas de iniciação científica, publicados pela Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação.

 

Clique aqui para acessar o Sistema Inovare

 

Versão para impressão

NITTEC

O núcleo de inovação tecnológica do IF Sudeste MG é denominado Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITTEC), cuja implantação iniciou no final de 2009, através de recursos próprios, da FAPEMIG e da SETEC.

O NITTEC é um órgão executivo da administração superior do IF Sudeste MG diretamente subordinado à Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação e tem por finalidade promover a adequada proteção das invenções geradas no âmbito da Instituição e a sua transferência ao setor produtivo, visando a integração com a comunidade e contribuir para o desenvolvimento tecnológico e social do país.

Os objetivos e competências do NITTEC são: gerir a política de inovação do IF Sudeste MG, no que diz respeito à propriedade intelectual e inovação tecnológica; difundir a cultura de propriedade intelectual e inovação tecnológica; fomentar e fortalecer parcerias do IF Sudeste MG com órgãos governamentais, empresas e sociedade, para a difusão de novas tecnologias; zelar pela adequada proteção das inovações geradas pela comunidade interna e externa (patentes, marcas, direitos autorais, transferência de tecnologia e ações inerentes); estimular a criação de empresas, por meio de pré-incubadoras e incubadoras; desenvolver uma rede de informações entre pesquisadores, empresários e instituições de ciência e tecnologia.

Para saber mais sobre o NITTEC, visite nosso site CLICANDO AQUI.

 

Pós-Graduação - Notícias

Publicado resultado final do processo seletivo Dinter em Estudos de Linguagem UFF/IF Sudeste de MG

           A Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação vem divulgar o resultado final do processo seletivo Dinter em Estudos de Linguagem UFF/IF Sudeste de MG. 

           Para dúvidas e esclarecimentos, entre em contato pelo telefone (32) 3257-4113 ou pelo e-mail propesqino@ifsudestemg.edu.br 

    

Divulgado o cronograma da segunda fase do processo seletivo ao Dinter em Estudos de Linguagem

          Segue abaixo o cronograma da segunda fase do processo seletivo (entrevista).

         A Banca Examinadora será composta por um orientador de cada uma das três linhas de pesquisa do programa em Estudo de Linguagem (Teoria e análise linguística, Teorias do texto, do discurso e da interação, e História, política e contato linguístico).

Nova data para Apresentação de Propostas para oferta de Cursos de Pós-graduação Lato Sensu

A Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação retificou o Edital Interno para apresentação de propostas de cursos de Pós-graduação lato sensu. As propostas poderão ser apresentadas à Diretoria de Pesquisa e Pós-graduação dos Campi até o dia 13 de abril de 2012.

Edital para a seleção de Mestrado, Doutorado e Doutorado direto na Escola de Engenharia de Lorena – USP

Encontram-se abertas na EEL-USP as inscrições para os Cursos de Pós-Graduação em: Engenharia de Materiais (PPGEM): Mestrado, Doutorado e Doutorado Direto e Engenharia Química (PPGEQ): Mestrado. As inscrições serão realizadas na Secretaria de cada Programa e poderão ser efetuadas pessoalmente ou por correspondência, não sendo aceitas inscrições feitas por telefone ou e-mail.

Teste ANPAD: seleção para o Dinter em Administração em parceria com a PUC-Rio

Lembramos que a próxima edição do Teste ANPAD será a de Fevereiro de 2012 cujas provas ocorrerão no dia 12 de fevereiro de 2012. As inscrições estão abertas no período de 09/11/2011 a 20/01/2012.
Taxa inscrição:
de 09/11/2011 a 10/01/2012 = R$ 235,00
de 11/01/2012 a 20/01/2012 = R$ 275,00

Versão para impressão

Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação - Qualificação do Servidor

 

PROAQ

O PROAQ é um Programa de Apoio à Qualificação destinado aos docentes e técnicos-administrativos do IF Sudeste MG. Tem por objetivo apoiar a formação, em nível de Graduação e Pós-graduação, de servidores do quadro efetivo.

O apoio-qualificação poderá ser concedido apenas aos servidores matriculados em cursos de Graduação reconhecidos pelo MEC ou em cursos de Pós-Graduação lato e stricto sensu reconhecidos pela CAPES.  Para a concessão do benefício, a área da qualificação pretendida deve estar relacionada ao cargo, função ou área de atuação do servidor.

O PROAQ visa promover o desenvolvimento institucional por meio da qualificação dos docentes e técnicos-administrativos, de forma a contribuir para a elevação da qualidade do ensino, bem como para o desenvolvimento da pesquisa e da extensão, além de beneficiar os setores administrativos através da formação de servidores mais qualificados para o exercício de suas atividades.

Os formulários referentes ao programa seguem abaixo:

 

 

DINTER E MINTER

O IF Sudeste MG busca continuamente oportunidades para qualificação de seus docentes e técnicos-administrativos. A qualificação dos servidores é capaz de proporcionar o suporte adequado para o desenvolvimento das atividades ligadas à pesquisa, ao ensino e à extensão, além de trazer benefícios aos setores administrativos, decorrentes da formação de recursos humanos altamente capacitados.

Neste sentido, o IF Sudeste MG objetiva consolidar uma política para qualificação em nível de mestrado e doutorado, por meio de parcerias com Instituições de Ensino Superior.

As parcerias efetuadas entre o IF Sudeste MG e Instituições de Ensino Superior, através de programas de pós-graduação reconhecidos, resultaram na oferta de programas de Mestrados e Doutorados Interinstitucionais – Minter e Dinter, respectivamente. Tais programas proporcionam oportunidades em áreas distintas, possibilitando o fortalecimento de diversos setores e departamentos no âmbito de toda Instituição.

Desde a criação do IF Sudeste MG foram ofertados três Programas de Minter/Dinter. No final de 2009 foi implementado o Minter em Extensão Rural, por meio de parceria com a Universidade Federal de Viçosa (UFV). Em 2010, o IF Sudeste MG estabeleceu parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) para viabilizar o lançamento do programa Dinter em Ciências Ambientais. Dois anos depois foi ofertado aos servidores do Instituto o Programa Dinter em Administração de Empresas, tendo como Instituição Promotora a PUC-RIO. Para 2015, há grande expectativa na efetivação do Dinter em Estudos de Linguagem, a ser ofertado pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

 

 

PROGRAMA MINEIRO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE / FAPEMIG

O Programa Mineiro de Capacitação Docente é uma ação da FAPEMIG que visa apoiar, por meio da concessão de cotas financeiras mensais, os pesquisadores e tecnólogos que coordenem e executem atividades de pesquisa ou de desenvolvimento tecnológico.

Os projetos de pesquisa científica e tecnológica devem estar associados ao interesse científico, econômico e social do Estado de Minas Gerais. O solicitante que deseja o apoio financeiro deve ter vínculo com Entidades Científicas, Tecnológicas e de Inovação – ECTIs do Estado de Minas Gerais, cadastradas junto à FAPEMIG, bem como a anuência da instituição com a qual mantém o vínculo; é necessário, ainda, ter liderança reconhecida na área de atuação e currículo na Plataforma Lattes.

Os interessados em concorrer ao apoio devem estar atentos à abertura de novos editais. Acesse os endereços eletrônicos abaixo para obter mais informações sobre o programa.

http://www.fapemig.br/apoio/outros/pesquisador-mineiroppm/

http://www.fapemig.br/wp-content/uploads/2014/01/PPM_2.pdf  

 

 

Versão para impressão
Pós-graduação Lato Sensu

 

Pós-graduação Lato Sensu em MBA em Gestão Empreendedora

Público Alvo: Este curso destina-se a graduados em qualquer área do Conhecimento que desejem desenvolver ou aprimorar suas competências, habilidades e atitudes empreendedoras e de inovação para gerirem negócios ou empreendimentos. O MBA em Gestão Empreendedora procura possibilitar a formação profissional de profissionais que possam ter o desenvolvimento de suas competências dentro no mundo do empreendedorismo de oportunidades e de inovação, enfocando, principalmente a dimensão atitude empreendedora.

Descrição: O MBA em Gestão Empreendedora fundamenta-se na necessidade de formação continuada para profissionais que atuam que queiram aprofundar e ampliar sua formação inicial através do desenvolvimento de uma visão crítica de forma a possibilitar o desenvolvimento de suas competências dentro no mundo do empreendedorismo de oportunidades e de inovação, enfocando, principalmente a dimensão atitude empreendedora.

Modalidade: Presencial.
Carga horária: 360 horas.
Duração: 18 meses.
Vagas: 30
Local do Curso: Campus Rio Pomba do IF Sudeste MG – www.riopomba.ifsudestemg.edu.br
Dias e horários do curso: As aulas ocorrerão durante dois ou mais finais de semana de cada mês: 
Sexta-feira: 18:30 às 22:30 horas /Sábado: 8 às 12:00h e 14 às 18:00h (Totalizando 12h por encontro) 
Cada encontro envolverá até três disciplinas diferentes. 
Coordenador: Wildson Justiniano Pinto
E-mail: wildson.pinto@ifsudestemg.edu.br
 
Acesse:
 
 
 

Pós-graduação Lato Sensu em Metodologia da Educação Física Escolar

Público Alvo: Professores licenciados em Educação Física que atuam ou pretendem atuar na educação básica e profissionais formados em Pedagogia atuantes na educação básica, seja em serviços de gestão ou no papel de professores generalistas.

Descrição: O curso de pós-graduação lato sensu em Metodologia da Educação Física Escolar tem como finalidade resgatar a importância de se debater e construir uma educação física de qualidade, crítica e socialmente referenciada a partir da realidade e dos desafios que a prática social impõe a todos os professores.
As disciplinas abordam questões de historicidade e desenvolvimento da educação física no contexto social, político e econômico, tendo como base os conteúdos da cultura corporal, como a dança, as lutas, o esporte, a ginástica e os jogos, e temas relevantes à prática nos campos não escolares, tais como a promoção da saúde e qualidade de vida. Ao final do curso, o aluno deverá apresentar uma monografia ou um artigo relacionado à área de estudo.

Modalidade: Presencial
Carga Horária: 360h (incluindo o Trabalho de Conclusão de Curso)
Duração: 18 meses
Vagas: 20 (duas são destinadas a servidores do IF Sudeste MG)
Local do Curso: Campus Juiz de Fora do IF Sudeste MG - www.jf.ifsudestemg.edu.br
Seleção: Análise da documentação, Prova escrita (Carta de Intenção) e Análise presencial do Currículo.
Dias e horários do curso: Segundas-feiras e quartas-feiras de 18h às 22h
Coordenador: Graziany Penna Dias (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4711233E3)
E-mail: graziany.dias@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 4009-3012 – (32) 4009-3002

Acesse:

 

Pós-graduação Lato Sensu em Planejamento e Gestão de Áreas Naturais Protegidas
 

Público Alvo: Professores, ambientalistas, gestores de Áreas Naturais Protegidas, funcionários públicos relacionados à Conservação da Natureza, membros de Organizações Não Governamentais e Governamentais, além de outros profissionais de nível superior interessados em se especializarem na área.

Descrição: O curso de pós-graduação lato sensu em Planejamento e Gestão de Áreas Naturais Protegidas tem como finalidade preparar recursos humanos para o exercício de atividades de planejamento, implementação, organização e gerência de processos de gestão ambiental, com ênfase em áreas protegidas, realizadas em âmbito municipal, estadual e federal por instituições privadas e/ou pelo poder público.

Modalidade: Presencial podendo alocar 20% de carga horária à distância.
Carga Horária: 408h (incluindo o Trabalho de Conclusão de Curso)
Duração: 12 meses
Vagas: 30 (cinco são destinadas a servidores do IF Sudeste MG)
Local do Curso: Campus Barbacena do IF Sudeste MG (www.barbacena.ifsudestemg.edu.br)
Seleção: Análise da documentação, prova escrita e análise de currículo.
Dias e horários do curso: Sextas-feiras das 19h às 22h30min e aos sábados de 8h30min às 12h e das 14h às 19h.
Coordenador: Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4706978E8)
E-mail: geraldo.majela@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3693-8612

Acesse:

 

 

Pós-graduação Lato Sensu em Ensino de Matemática e Física

Público Alvo: Professores licenciados em Matemática ou Física e bacharéis em áreas afins que atuam ou pretendam atuar na educação básica.

Descrição: O curso busca aprimorar os conhecimentos dos professores do Ensino Fundamental, Médio ou Superior contribuindo para a formação de um profissional comprometido com uma prática escolar inovadora, capacitando-o a analisar, refletir, criticar, criar e adaptar os conteúdos curriculares básicos de Matemática e Física com a realidade escolar do aluno.

Modalidade: Presencial.
Carga horária: 390 horas.
Duração: 18 meses.
Vagas: 20 (quatro são destinadas a servidores do IF Sudeste MG).
Local do Curso: Campus Rio Pomba do IF Sudeste MG – www.riopomba.ifsudestemg.edu.br
Dias e horários do curso: As aulas ocorrerão durante dois ou mais finais de semana de cada mês: 
Sexta-feira: 19 às 22 horas 
Sábado: 8 às 11:30h e 13 às 16:30h (Totalizando 10h por encontro) 
Cada encontro envolverá três disciplinas diferentes. 
Coordenador: Profª. Paula Reis de Miranda (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4230441J4)
E-mail: paula.reis@ifsudestemg.edu.br

Acesse:

 

Pós-graduação Lato Sensu em Didática e Trabalho Docente:

Público Alvo: Graduados, seja, em licenciatura, bacharelado ou tecnólogo.

Descrição: O curso busca promover a discussão sobre pressupostos políticos, didáticos e pedagógicos que orientam o complexo trabalho docente, possibilitando aos profissionais da educação um conhecimento aprofundado, teórico e prático, das questões que envolvem o trabalho que realizam. O curso visa contribuir para o desenvolvimento da educação em geral e da especialização dos docentes que atuam na Educação Básica e Superior, de modo específico, nos campos da didática e trabalho docente, atendendo aos princípios democráticos da sociedade brasileira.

Modalidade: Presencial.
Carga horária: 380 horas.
Duração: 12 meses.
Vagas: 30.
Local do Curso: Campus São João del-Rei do IF Sudeste MG – www.sjdr.ifsudestemg.edu.br
Período de Realização Previsto: as aulas ocorrerão às terças, quartas e quintas-feiras, no período noturno.
Coordenador: Professora Juliana Brito de Souza
E-mail: juliana.brito@ifsudestemg.edu.br

Acesse:

 

Pós-graduação Stricto Sensu

 

Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos

Público Alvo: profissionais que estejam alocados no mercado de trabalho, direta ou indiretamente ligados à área de alimentos e/ou que queiram nela ingressar. Todos os candidatos deverão ser portadores de diploma de curso superior reconhecido por órgão competente e, preferencialmente, serem profissionais com experiência no mercado de trabalho.

Descrição: O Curso de Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos é oferecido pelo Campus Rio Pomba do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais.

Área de Concentração: Ciência e Tecnologia de Alimentos engloba o conhecimento de Ciência e Tecnologia de Produtos de Origem Animal; Ciência e Tecnologia de Produtos de Origem Vegetal; Ciências dos Alimentos no que se refere aos aspectos químicos, bioquímicos, físico químicos, nutricionais, toxicológicos e microbiológicos. Assim, esta área traz toda a base de aplicação da investigação científica em prol do desenvolvimento de novos produtos e processos. Com o viés da ciência tem-se uma abordagem mais ampla do conhecimento e sua aplicação e, com base na tecnologia, o desenvolvimento de pesquisas que busquem abrir caminhos científicos e técnicos mais específicos, o que inclui também a gestão do sistema produtivo e de todas as ações no que tange segurança alimentar, saúde, meio ambiente e sustentabilidade.

Modalidade: Presencial
Carga Horária: 720h (incluindo a Dissertação de Mestrado)
Duração: média de 24 meses
Vagas: 10
Local do Curso: Campus Rio Pomba do IF Sudeste MG - www.riopomba.ifsudestemg.edu.br
Seleção: Avaliação escrita, Apresentação da Proposta de Trabalho e Análise do Currículo e das Cartas de recomendação.
Dias e horários do curso: Quintas-feiras e sextas-feiras de 08h às 11h e 13h às 17h.
Coordenador: Vanessa Riani Olmi Silva (http://lattes.cnpq.br/6707960339138097)
E-mail: vanessa.riani@ifsudestemg.edu.br
Telefone: (32) 3571-5767

Estrutura curricular: A estrutura curricular do curso inclui um mínimo de 720 (setecentos e vinte) horas/aula, correspondendo a 48 (quarenta e oito) créditos, divididos em:
• 12 (doze) créditos em disciplinas obrigatórias;
• 12 (doze) créditos em disciplinas optativas conforme área de concentração e/ou linha de pesquisa;
• 24 (vinte a quatro) créditos na dissertação.

Linhas de Pesquisa:

1. Segurança alimentar e gerenciamento ambiental
A presente linha de pesquisa pretende estudar a implantação e implementação do sistema de gestão da segurança alimentar para a produção de alimentos com ênfase na gestão da qualidade. Além disso, desenvolver estratégias que incorporem as questões ambientais no processo de produção e serviços, desenvolvendo conceitos teóricos e aplicados sobre contaminantes ambientais, bioprocessos, aproveitamento, controle e tratamento de resíduos/efluentes. Objetiva-se também avaliar os impactos ambientais causados pelas atividades agroindustriais, estudar e propor alternativas para minimizá-los, visando alcançar o desenvolvimento sustentável.

2. Tecnologia de alimentos e desenvolvimento de produtos
A presente linha de pesquisa enfatiza a qualificação do aluno destinada à pesquisa aplicada, produção de tecnologia e inovação dos processos e desenvolvimento de produtos. Visa formar o profissional especializado capaz de interferir no processo de transformação de alimentos de origem vegetal e animal, desenvolvendo produtos e materiais de acordo com as demandas do mercado consumidor. Além disso, busca-se formação científica e tecnológica fundamentada na investigação e na inovação, ambas adequadas à realidade do desenvolvimento tecnológico, e inseridas no contexto social e humano dos arranjos produtivos locais e regionais. Assim, objetiva-se o desenvolvimento de tecnologias e processos e/ou produtos que possibilitem maior competitividade às empresas e ao mesmo tempo agreguem valor aos produtos, além de saúde e bem estar aos consumidores.

SITE DO CURSO

http://sistemas.riopomba.ifsudestemg.edu.br/mpcta/

 

 

Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Nutrição e Produção Animal

Público Alvo: O Programa de Mestrado Profissional em Nutrição e Produção Animal visa formar profissionais com conhecimento técnico-científico de qualidade para atuar como autônomo em consultorias ou empresas de serviços na área de pecuária, além de gerar pesquisa que possa ser aplicada diretamente no desenvolvimento da região e do país. As competências serão desenvolvidas por alunos que preferencialmente já atuam profissionalmente no campo (autônomos ou empresas) e espera-se destes o aperfeiçoamento na área de nutrição e produção de bovinos, aves e suínos. Podem candidatar-se ao Curso de Mestrado Profissional em Nutrição e Produção Animal os portadores de diploma de Graduação na área de Agronomia, Zootecnia e Medicina Veterinária, sendo o curso devidamente reconhecido por órgão competente.

Descrição: O Curso de Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Nutrição e Produção Animal é ofertado pelo Campus Rio Pomba do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais.

Área de Concentração: Nutrição e Produção Animal: A área de nutrição e produção animal engloba o entendimento sobre exigências nutricionais, avaliação e conservação dos alimentos, criação, manejo e instalações para animais. Assim, esta área traz toda a base de aplicação da investigação científica em prol da produção animal. E para o mestrado profissional busca-se interagir o viés da ciência com o campo para possibilitar desde o conhecimento mais aprofundado da nutrição e produção animal até o desenvolvimento de processos e/ou produtos que atendam as demandas científicas e técnicas mais específicas, o que inclui também a gestão do sistema produtivo.

Modalidade: O ensino será organizado em forma de disciplinas, devidamente codificadas, ministradas a cada 2 meses sob a forma presencial.
Carga Horária: 24 créditos
Duração: 24 meses podendo haver prorrogação máxima de 06 (seis) meses mediante justificativa do discente e orientador
Vagas: 10
Local do Curso: Campus Rio Pomba do IF Sudeste MG - www.riopomba.ifsudestemg.edu.br
Seleção: Avaliação escrita, Apresentação da Proposta de Trabalho e Análise do Currículo e das Cartas de recomendação.
Dias e horários do curso: uma semana de aulas ministradas a cada 2 meses sob a forma presencial.
Coordenador: Rafael Monteiro Araújo Teixeira ( http://lattes.cnpq.br/9680326018811494 )
E-mail: rafael.teixeira@ifsudestemg.edu.br 
Telefone: (32) 3571-5722

Estrutura curricular: Cada disciplina possui uma carga horária de 60 horas teóricas, equivalentes a 4 créditos e será ministrada de forma condensada de segunda a sábado, totalizando um mínimo de 45 horas em sala de aula; sendo permitido que um máximo de 15 horas seja obtido com a elaboração de uma revisão de literatura e/ou estudo dirigido. A integralização dos estudos necessários será expressa em unidades de crédito, sendo 1 (um) crédito correspondente a 15 (quinze) horas de atividades programadas.

O aluno do Curso de Mestrado Profissional em Nutrição e Produção Animal deverá integralizar um mínimo de 24 (vinte e quatro) créditos em disciplinas de acordo com o programa de estudo elaborado pelo professor orientador. Havendo para tal, 3 disciplinas obrigatórias, 9 disciplinas para a área de concentração na linha de pesquisa em Nutrição e Produção de Aves e Suínos e 10 disciplinas para a área de concentração na linha de Pesquisa em Nutrição e Produção de Bovinos.

Linhas de Pesquisa:

I – Nutrição e Produção de Aves e Suínos: A presente linha de pesquisa pretende estudar conceitos importantes aplicados a nutrição e a produção de aves e suínos, bem como investigar e desenvolver tecnologias aplicadas aos sistemas de criação de aves e suínos buscando eficiências produtivas e econômicas.

II – Nutrição e Produção de Bovinos: A presente linha de pesquisa pretende estudar conceitos importantes aplicados a nutrição e a produção de bovinos de leite e de corte, bem como investigar e desenvolver tecnologias aplicadas aos bovinos mantidos em sistemas de pastejo e/ou de confinamento almejando eficiências produtivas e econômicas.

 

DOCUMENTOS IMPORTANTES

AnexoTamanho
Regulamento da Pós-graduação Lato Sensu do IF Sudeste MG324.8 KB
Regulamento da Pós-graduação Stricto Sensu do IF Sudeste MG262.53 KB
Regulamento Geral da Pós-graduação do IF Sudeste MG349.82 KB

Pós-Graduação - Formulários

Data Descrição Anexos
26/11/2012 Termo de Compromisso de Afastamento para Capacitação e Qualificação clique para baixar
18/04/2012 Modelo de Termo de autorização da participação dos servidores do IF Sudeste MG pelas chefias das unidades aos quais estão vinculados clique para baixar
08/03/2012 Requerimento - Horario Especial para Servidor estudante clique para baixar
02/03/2012 Formulário requerimento de Afastamento para Pós-graduação clique para baixar
02/03/2012 Formulário requerimento de afastamento do país clique para baixar
21/09/2011 Modelo de PPC de Pós-graduação lato-sensu clique para baixar

Pós-Graduação - TCC/Monografia

Aqui você poderá acessar as orientações para elaboração de TCC/Monografia.

Data Descrição Anexos
18/02/2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TCC OU MONOGRAFIA clique para baixar
Versão para impressão

Pós-Graduação - Qualificação Institucional

Minter em Extensão Rural – IF Sudeste MG x UFV  

  • 2011/2012: 15 alunos
     

Dinter em Ciências Ambientais – IF Sudeste MG x IFG  

  • 2011/2014: 10 alunos
     

Programa Mineiro de Capacitação Docente / FAPEMIG  

  • Início em agosto de 2011: Doutorado em Educação / UFMG - 1 aluno
     

Dinter/Puc Rio – Doutorado em Administração  

  • 2012 / 2016: 10 alunos

Pós-Graduação - PMCD

O PMCD é desenvolvido através de parceria entre as Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (que possuem Cursos de Doutorado com notas de 5 a 7), a FAPEMIG e a CAPES.

 

 

Versão para impressão

Pós-Graduação - Links