Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > 2020 > Outubro > Regime Especial de Inverno: balanço final traduz sucesso da experiência remota
conteúdo

Geral

Regime Especial de Inverno: balanço final traduz sucesso da experiência remota

Primeira ação do Projeto Reencontro possibilitou identificar e solucionar dificuldades com tecnologias digitais, abrindo espaço para o ERE e futuras ações.
publicado: 06/10/2020 15h54, última modificação: 07/10/2020 13h47

Não importa quão longo seja um caminho; ele só será percorrido após o primeiro (e potencialmente difícil) passo. Rumo à retomada das atividades presenciais do IF Sudeste MG, esta máxima se confirma, mas o primeiro passo, traduzido no Regime Especial de Inverno (REI), já foi dado e é considerado uma etapa concluída com sucesso.

Docentes consultados pela Pró-Reitoria de Ensino (ProEn) destacam o engajamento dos alunos nas atividades e a possibilidade de identificação de problemas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), solucionando-os para tornar viável a etapa seguinte: o Ensino Remoto Emergencial – ERE, atualmente em andamento. Entre as vantagens apresentadas por alunos, estão a qualidade das aulas, a disponibilidade dos docentes, o compartilhamento de aulas gravadas e a flexibilização do tempo de estudo.

De acordo com relatório extraído do Sistema, o índice de aprovação foi em torno de 85%, considerando-se um total de 2865 alunos matriculados nas 130 turmas/disciplinas oferecidas. De maneira geral, a ProEn considera que o REI cumpriu sua função com êxito: “no melhor cenário, a proposta favoreceu os estudantes que cursaram e aprovaram disciplinas que estavam sendo ofertadas antes da suspensão do calendário visto que agora, no ERE, eles têm menos disciplinas para cursar”, destacou a diretora de Ensino, Imaculada Lopes.

Evidentemente, desafios surgiram ao longo dos 33 dias de ensino/aprendizado por meio de tecnologias digitais. Entre elas, o volume de atividades em um curto período de tempo e problemas de acesso à internet interferiram na experiência discente. E houve, ainda, disciplinas não ofertadas devido à impossibilidade de adaptação à forma remota, contudo, foram situações pontuais, não generalizadas.

Relembre a proposta do REI

O Regime Especial de Inverno foi a primeira ação do Reencontro, o projeto que estuda as formas de retomada do calendário acadêmico, considerando-se os cuidados com a saúde diante da pandemia de Covid-19. Assim, ao permitir que professores oferecessem disciplinas dos cursos de graduação por meio de tecnologias digitais, o REI buscou possibilitar ao IF Sudeste MG dar início ao processo de retomada, trabalhando e analisando dificuldades decorrentes do distanciamento social e de atividades não presenciais.

O Regime, aderido pela maioria dos campi, foi uma espécie de projeto piloto, na medida que subsidiou os trabalhos das Comissões do Projeto Reencontro dentro do contexto do ERE e evidenciou vantagens e desvantagens da forma remota. A aproximação com os discentes também estava entre as expectativas e foi um resultado presente nos relatos de professores.

Veja outros detalhes na Resolução de criação do Regime Especial de Inverno e itens relacionados.