Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > 2021 > abril > Nova gestão: professor André Diniz assume cargo de reitor junto a nova equipe de pró-reitores
conteúdo

Destaque

Nova gestão: professor André Diniz assume cargo de reitor junto a nova equipe de pró-reitores

Cerimônia virtual de posse acontece em maio. Confira expectativas e prioridades para os primeiros meses.
publicado: 27/04/2021 15h18, última modificação: 28/04/2021 13h02

O dia 27 de abril de 2021 pode parecer uma terça-feira como outra qualquer para quem segue trabalhando em casa ou curtindo férias na iminência da volta às aulas no IF Sudeste MG. Mas esta data representa o início de um novo quadriênio na instituição, a partir da renovação e reorganização de diversas funções de gestão, com implicações tanto para a Reitoria quanto para os dez campi. 

#pratodosverem: a imagem é uma fotografia de rosto do novo reitor, André Diniz. Ele aparece sorrindo e usando uma camisa cinza escuro. O fundo apresenta tons de vermelho e laranja.Sem cerimônias como as tradicionalmente realizadas em posses anteriores, o reitor democraticamente eleito pela comunidade acadêmica, professor André Diniz de Oliveira (foto), oficialmente inicia a função de gestor máximo. Ele transparece grande expectativa e confiança na capacidade da nova equipe gestora em contribuir para o avanço do IF Sudeste MG e da educação. Pró-reitores e outros profissionais designados por ele (listados na sequência) passam, formalmente, a desempenhar suas funções na mesma data, enquanto diretores-gerais eleitos (ou reeleitos) em sete campi começarão a colocar em prática os respectivos planos de gestão a partir da nomeação prevista para 17 de maio.

Entre as prioridades da fase inicial de gestão, estão o redimensionamento e otimização do trabalho administrativo, a partir de ações como a regulamentação das atividades dos setores, trabalho colaborativo, teletrabalho e jornada flexibilizada. Concretizar a indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão também é uma tarefa “no topo da lista”, iniciada antes mesmo da transição de gestores. Naturalmente, o enfrentamento da pandemia e do pós-pandemia terá continuidade, especialmente por meio do Projeto Reencontro criado durante a gestão que se encerra. 

"É um momento muito difícil, sempre tivemos esta consciência. Contudo, a gente enfrenta não só com resignação, mas também como um ato de resistência."

 “É um momento muito difícil, sempre tivemos esta consciência. Contudo, a gente enfrenta não só com resignação, mas também como um ato de resistência. A partir do momento em que a gente acredita na educação como forma de emancipação das pessoas, estar à frente do IF Sudeste MG é um ato de confirmação da educação como grande vetor de transformação de vidas”, declarou André.

 Deixa de exercer a função de reitor o professor Charles Okama de Souza, bem como os profissionais em funções por ele designadas, cujo legado pode ser observado de diversas formas, mas, especialmente, de maneira documental, através de relatórios anuais detalhadamente preparados. Nas palavras do gestor que se despede, foram oito anos de aprendizado [sendo quatro como pró-reitor de Administração], muito trabalho e dedicação, além de desafios e dificuldades no contexto político, econômico, social e pandêmico. Contudo, ele relata que o esforço coletivo da comunidade acadêmica do IF Sudeste MG promoveu uma série de avanços e resultados expressivos, que nem mesmo a pandemia de Covid-19 foi capaz de interromper.

Critérios para a nova equipe e pilares de gestão

Segundo o novo reitor, a escolha dos servidores para cargos comissionados foi baseada em critérios técnicos: “buscamos pessoas envolvidas nas respectivas áreas e que vão ter condições de colaborar efetivamente”, relata. De forma secundária, foram considerados: a representatividade das unidades que compõem o IF Sudeste MG, equilíbrio entre docentes e técnicos administrativos e diversidade de servidores, de maneira geral.

Para o novo reitor, o próprio processo eleitoral evidenciou a necessidade de maior representatividade feminina. “Vamos ter o Colégio de Dirigentes com o maior número de mulheres da história da instituição”, relatou, graças às escolhas feitas pela própria comunidade acadêmica. “Nossa intenção é avançar ainda mais, vamos construindo isso [maior representatividade] aos poucos”. 

Além de prezar pelos fatores anteriormente mencionados, a gestão recém-iniciada baseia-se em cinco pilares, listados a seguir.

1 - Humanização: “As pessoas precisam ter relevância nas decisões”, segundo o novo reitor; 
2 - Gestão Orientada às Unidades: aproximação e diálogo entre campi e Reitoria, respeitando as particularidades de cada um, ao mesmo tempo, valorizando tais diferenças; 
3 - Avanço nas áreas finalísticas: busca por formação integral, indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão, verticalização do ensino, curricularização da Extensão e da Pesquisa, Inovação, entre outros;
4 - Protagonismo da instituição: postura proativa compatível com a relevância e a capacidade da instituição em contribuir para o desenvolvimento regional e nacional;
5 - Gestão democrática e participativa: ampliação desta característica institucional.

Evento de posse

A cerimônia pública de troca de gestão no IF Sudeste MG será realizada de forma virtual no dia 18 de maio. Outros detalhes serão divulgados, em breve, pelos organizadores.