Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > 2021 > outubro > IF Sudeste MG inicia retomada gradual de atividades presenciais
conteúdo

Geral

IF Sudeste MG inicia retomada gradual de atividades presenciais

Com lançamento do Plano de Retomada, instituição transita para novo cenário, com parcela de atividades presenciais. Cursos integrados permanecem remotos.
publicado: 27/10/2021 16h54, última modificação: 28/10/2021 15h11
#pratodosverem: a imagem é uma ilustração colorida simulando uma instituição de ensino vista de cima, com o nome IF Sudeste MG na fachada. Além das vias de acesso a este prédio central, aparecem outros elementos como um veículo coletivo parado na entrada. Ao fundo, um campo de futebol. Na rua circulam carros e, do lado oposto à instituição, lê-se a palavra Reencontro e #passosseguros.

#pratodosverem: a imagem é uma ilustração colorida simulando uma instituição de ensino vista de cima, com o nome IF Sudeste MG na fachada. Além das vias de acesso a este prédio central, aparecem outros elementos como um veículo coletivo parado na entrada. Ao fundo, um campo de futebol. Na rua circulam carros e, do lado oposto à instituição, lê-se a palavra Reencontro e #passosseguros.

Após mais de 15 meses de atividades remotas, o IF Sudeste MG conta com uma “grande referência a nos guiar até o retorno presencial total e definitivo de todas as nossas unidades” (nas palavras do reitor André Diniz): o "Plano de Retomada". Este documento norteador, aprovado em 20 de outubro pelo Conselho Superior, surge na esteira da nova resolução do Ensino Remoto Emergencial (ERE) e da aprovação do Ensino Combinado Emergencial (ECE) para diferentes modalidades, estratégico no enfrentamento à pandemia. 

Prevendo um retorno gradual e controlado, com medidas de distanciamento social e de biossegurança, o Plano de Retomada caracteriza quatro diferentes cenários pelos quais o IF Sudeste MG poderá transitar: começando pelo cenário de atividades totalmente remotas (cenário 1) até a situação desejável de retomada completa das atividades presenciais (cenário 4). Fica a critério do(a) estudante ou seu responsável legal, no caso de menor de 18 anos, participar ou não das atividades de ensino presenciais oferecidas em seu campus, enquanto a instituição estiver enquadrada nos cenários 2 e 3. 

Além de critérios de avanço ou retrocesso em diferentes cenários, o Plano reúne protocolos já desenvolvidos no IF Sudeste MG, incluindo cuidados com estudantes e servidores. Recomendações expressas em protocolos emitidos por autoridades sanitárias também são citadas no documento, que é parte do Projeto Reencontro. Assim, a qualidade do ensino e a preservação da vida da comunidade acadêmica continuam sendo prioridades.

Transições

A transição entre cenários só ocorre mediante avaliação pela Comissão Central do Projeto Reencontro. Ela levará em conta uma série de indicadores epidemiológicos previstos no Plano de Retomada, tais como a taxa de contágio, pois seu valor informa quantas pessoas podem ser contaminadas a partir de uma ou mais pessoas infectadas pelo novo Coronavírus. Para avançar do cenário 2 para o cenário 3, por exemplo, uma das exigências é que o índice de vacinação da população total das macrorregiões centro sul e sudeste de Minas Gerais esteja acima de 70% (considerando-se a imunização completa com 2ª dose ou dose única). 

Atualmente, por regra, o IF Sudeste MG ainda realiza suas atividades de ensino, pesquisa e extensão de maneira totalmente remota, o que caracteriza o cenário de número 1. Contudo, já colocando o Plano de Retomada em prática, a instituição entrou em fase de transição para o cenário 2: “Atividades Combinadas com alternância gradual - retorno gradativo de atividades presenciais”. De acordo com o previsto neste cenário:

  • cursos técnicos integrados ao ensino médio mantêm-se remotos

  • cursos técnicos concomitantes/subsequentes e de graduação retornam presencialmente com disciplinas de conteúdo prático não adaptáveis ao ensino remoto que tenham formandos matriculados, além de visitas técnicas curriculares pendentes para formandos;

  • cursos de pós-graduação podem aderir ao Ensino Combinado Emergencial retornando presencialmente de acordo com Resolução CONSU nº 43/2021 que regulamenta o caso. Feita a adesão, cada unidade determina o retorno (ou não) das atividades de ensino de seus próprios cursos.

Com a decisão de avanço para o cenário 2, os campi têm 15 dias (contados a partir de segunda-feira, 25 de outubro) para se adequarem. O mesmo prazo de adequação está previsto no Plano de Retomada em qualquer caso de transição de cenário. As unidades serão responsáveis por comunicar as mudanças aos estudantes de seus cursos. 

Confira como o Plano de Retomada está estruturado:

● Condicionantes para o retorno presencial;

● Desenvolvimento e cuidados com os estudantes;

● Cuidados com os servidores;

● Atividades de Ensino para os Cursos Técnicos e Graduação;

● Atividades de Ensino para a Pós-Graduação e atividades de Pesquisa e Extensão;

● Adequações dos ambientes e novas rotinas.

Para o reitor do IF Sudeste MG, André Diniz, a nova fase de transitoriedade exige da comunidade acadêmica que ela continue com o “foco e a energia que temos empenhado em nosso trabalho, para atingirmos esta grande vontade de nos reencontrar, mas com segurança e cuidado que a vida de cada um de nós e de nossos estudantes requer”.

Atividades administrativas

No cenário 2, retornam ao trabalho administrativo presencial os servidores responsáveis pelos serviços essenciais à realização das atividades que também retornam no mesmo cenário, de acordo com Conselho de Campus. Já no cenário 3, está previsto o retorno presencial de todos os trabalhos administrativos na Reitoria e nos campi. Os setores devem se organizar com rodízio de profissionais, diversidade de horários e manutenção de quantitativo dentro do mínimo necessário para o atendimento às boas práticas de biossegurança e conforme Instrução Normativa SGP/SEDGG/ME nº 90, de 28 de setembro de 2021

O IF Sudeste MG trabalha em uma regulamentação específica para o retorno das atividades administrativas. O documento será apreciado na próxima reunião do Colégio de Dirigentes.