Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Santos Dumont > Projeto IFight divulga relatório de distribuição de escudos faciais
conteúdo

Destaque

Projeto IFight divulga relatório de distribuição de escudos faciais

Mais de 1500 equipamentos de proteção individual já foram entregues em 11 municípios de Minas Gerais
por Daniel dos Santos Leite publicado: 18/06/2020 18h13, última modificação: 19/06/2020 11h00
#pratodosverem: Imagem mostra protetores faciais montados por voluntários do IFight sobre uma mesa

#pratodosverem: Imagem mostra protetores faciais montados por voluntários do IFight sobre uma mesa

O projeto IFight, de produção de equipamentos de proteção individual durante a pandemia da Covid-19, divulgou em suas redes um relatório de distribuição de escudos faciais até agora. Já foram entregues, em 11 cidades mineiras, 1588 face shields produzidos em impressora 3D. A grande maioria deles é destinada a profissionais de Saúde Pública, segmento cuja demanda por esse tipo de EPI foi integralmente atendida pela iniciativa do Campus Santos Dumont do IF Sudeste MG.

As cidades mais atendidas foram Santos Dumont (58% do total), Ubá (10%), São João del-Rei e Barbacena (6% para cada município). Também foram distribuídos protetores faciais em Tabuleiro, Mercês, Oliveira Fortes, Cataguases, Rio Pomba, Piraúba e Leopoldina.

Especificamente em Santos Dumont, 60% dos 910 EPIs foram doados à Secretaria Municipal de Saúde e 21% divididos entre Hospital de Misericórdia e postos de Saúde. Servidores e colaboradores do Campus Santos Dumont, Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, Caixa Econômica Federal (por conta do intenso fluxo de pessoas decorrente do pagamento do auxílio emergencial do Governo Federal) e profissionais atuando na barreira sanitária da cidade também receberam escudos.

Além da equipe permanente do projeto, formada pela professora Lívia Ávila, a servidora Iara Nascimento e os alunos bolsistas Stephany Carvalho, Bianca Castro e Breno Lamy, outras pessoas e organizações foram fundamentais para os números atingidos até agora: o Instituto Federal Fluminense doou hastes; a ONG SOS 3D JF e o professor Vicente Almeida, do IF Sudeste MG, também cederam protetores de suas produções; voluntários prestaram uma preciosa contribuição na montagem dos escudos faciais.

A ação também se dedicará, a partir das próximas semanas, à confecção de máscaras de tecido, toucas, pantufas e aventais. Mais escudos faciais também poderão ser produzidos, na medida do necessário.

*Colaborou Iara Nascimento

registrado em: