Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Santos Dumont > Representantes de CAS e ProEx acompanham prática de Ginástica Laboral
conteúdo

Geral

Representantes de CAS e ProEx acompanham prática de Ginástica Laboral

Exercícios são orientados pelo professor de Educação Física Gustavo Pasqualini; servidores relatam benefícios
por Daniel dos Santos Leite publicado: 10/09/2019 11h50, última modificação: 10/09/2019 11h50
#pratodosverem: Imagem mostra professor de Educação Física Gustavo Pasqualini orientando prática de Ginástica Laboral no espaço de vivência do Bloco 1 do Campus Santos Dumont. Vários servidores fazem exercícios, com os braços projetados em diversas direções.

#pratodosverem: Imagem mostra professor de Educação Física Gustavo Pasqualini orientando prática de Ginástica Laboral no espaço de vivência do Bloco 1 do Campus Santos Dumont. Vários servidores fazem exercícios, com os braços projetados em diversas direções.

O projeto da Ginástica Laboral no Campus Santos Dumont tem suavizado a rotina de servidores e funcionários terceirizados. Às terças e quintas-feiras, a partir das 9h, e às quartas, com início às 15h15, o professor de Educação Física Gustavo Pasqualini orienta o grupo na prática de exercícios que fazem bem tanto ao corpo quanto à mente. Na manhã de hoje, especificamente, a técnica em assuntos educacionais Ana Boaretto, da Pró-Reitoria de Extensão, e a assistente social Lívia Lanne, da Coordenação de Assistência ao Servidor (CAS) do IF Sudeste MG, acompanharam a atividade. 

Além de participarem dos exercícios, elas conversaram com os servidores e funcionários que frequentam as ações. Vários deles compartilharam depoimentos que apontam o projeto da Ginástica Laboral como um fator muito positivo para o dia a dia na instituição. Para a pedagoga Maria Cristina Lima, “mesmo que as práticas tenham poucos minutos de duração (cerca de 15, habitualmente), elas fazem a diferença para o dia de trabalho”. 

A bibliotecária Érica Melo, moradora de Barbacena, salientou outro aspecto interessante.“Muitos de nós moramos fora de Santos Dumont e precisamos pegar a estrada, dirigir. Então, esse momento é muito importante”, lembrou. Já o assistente de alunos Raul Souza relatou que os benefícios vão além da rotina no IF: “tinha uma dor no ombro que melhorou significativamente com os exercícios”. 

registrado em: