Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Santos Dumont > Servidora apresenta estudo sobre tecnologias digitais na IV Jorneduc
conteúdo

Geral

Servidora apresenta estudo sobre tecnologias digitais na IV Jorneduc

Pesquisa foi realizada diretamente no curso técnico em Eletrotécnica integrado ao Ensino Médio do Campus Santos Dumont
por Daniel dos Santos Leite publicado: 06/09/2019 16h31, última modificação: 06/09/2019 16h32
#pratodosverem: A imagem mostra a servidora Vívian Araújo, em pé, apresentando seu artigo durante a IV Jorneduc, com uma tela ao fundo. Também na imagem, três pessoas sentadas observam a exposição.

#pratodosverem: A imagem mostra a servidora Vívian Araújo, em pé, apresentando seu artigo durante a IV Jorneduc, com uma tela ao fundo. Também na imagem, três pessoas sentadas observam a exposição.

As tecnologias digitais oferecem um mundo de possibilidades aos educadores, mas explorá-las a seu máximo potencial não é tarefa simples. Agora mestra em Educação Profissional e Tecnológica pelo IF Sudeste MG, a servidora Vívian Araújo, do Campus Santos Dumont, apresentou na última quinta-feira (5) em Salvador (BA) um estudo que trata deste tema. O artigo foi exposto a outros pesquisadores da área em sessão de comunicação oral na IV Jornada Ibero-Americana de Pesquisas em Políticas Educacionais e Experiências Interdisciplinares na Educação (Jorneduc). 

O trabalho da servidora é intitulado “Formação docente contínua na Educação Profissional e Tecnológica: desafios para integração de TDICs (Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação) às práticas pedagógicas”. Ele foi desenvolvido a partir da dissertação que Vívian produziu durante o Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica e defendeu, com sucesso, em agosto. A pesquisa foi realizada diretamente no curso técnico em Eletrotécnica integrado ao Ensino Médio do Campus Santos Dumont.

 “O estudo trata das exigências de formação dos professores de Educação Profissional e Tecnológica neste contexto em que as relações sociais são mais intensas por meio das tecnologias”, explicou Vívian, “e é importante que o professor esteja em consonância com o desenvolvimento tecnológico, tanto para ensinar seus alunos a utilizarem (as TDICs) quanto para ele mesmo usar de maneira pedagógica”. 

“A tecnologia está muito presente no cotidiano docente, mas nem sempre para fins pedagógicos”, constatou a servidora do Campus Santos Dumont, “então existe uma demanda por um aprimoramento desses profissionais para usar essas tecnologias a favor da Educação”. A servidora sugere o trabalho com cinco plataformas: além do SIGAA, que é o sistema de gestão de atividades acadêmicas utilizado pelo IF, o Google Drive, o e-Proinfo, o Portal do Professor e o Moodle. Todas elas podem facilitar o trabalho do docente e o processo de ensino-aprendizagem. 

“Observei muita receptividade por parte dos professores, inclusive de outros cursos, além da direção. Como produto da minha pesquisa, surgiu um guia orientador para essa utilização, que será disponibilizado em breve. Também há uma proposta de oficina pedagógica sobre interdisciplinaridade e integração na Educação Profissional e Tecnológica, que são temas muito caros para nós, já que queremos oferecer aos nossos estudantes uma formação também para a vida e a cidadania”, concluiu Vívian.

registrado em: