Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Juiz de Fora > Proposta de plataforma virtual pode auxiliar gestão e memória da pesquisa científica e tecnológica
conteúdo

Pesquisa

Proposta de plataforma virtual pode auxiliar gestão e memória da pesquisa científica e tecnológica

publicado: 13/01/2020 11h12, última modificação: 21/01/2020 10h41
O trabalho foi desenvolvido pela bibliotecária Vânia Márcia de Paula no programa de pós-graduação em Administração da Universidade Federal Fluminense (UFF).

“Perfil da pesquisa científica e tecnológica dos pesquisadores do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais de 2009 a 2019” é o título da dissertação de mestrado da servidora Vânia Márcia de Paula, no programa de pós-graduação em Administração da Universidade Federal Fluminense (UFF). Este trabalho teve como objetivo identificar, caracterizar e mapear o perfil da produção científica e tecnológica dos pesquisadores do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, observando se o conhecimento científico culmina em produtos ou inovações tecnológicas como, por exemplo, as patentes.

Formada em biblioteconomia, Vânia está lotada na biblioteca do Campus JF e observou que a instituição não possui um diagnóstico da produção científica e tecnológica feita por todos os campi, dificultando a identificação da expertise do Instituto. Então, juntamente com o seu orientador, a servidora fez o diagnóstico, traçando o perfil da produção científica e acadêmica da instituição, utilizado o método da mineração de dados, tratamento e análise de informações.

A metodologia utilizada permite o mapeamento do perfil de pesquisa científica tecnológica em diversos níveis, como grupos de pesquisa, cursos de graduação e pós-graduação, campusdepartamentos, temas específicos, entre outros, o que auxiliará os gestores nas atividades que visam a gestão da ciência e tecnologia da instituição. De posse desses dados, Vânia propôs a implantação de um Observatório de Ciência e Tecnologia, uma plataforma informacional virtual.

O objetivo da ferramenta digital é ampliar o olhar sobre a pesquisa e permitir o mapeamento e avaliação de resultados por parte dos gestores, contribuindo para a tomada de decisões que envolvem a gestão de ciência e tecnologia da instituição. “É um produto de fácil aplicabilidade, de abrangência potencial, com proposta de ser amplamente divulgado e aplicado no IF Sudeste MG e em outras instituições que tenham interesse em utilizá-lo”.

A gestão e a memória da produção científica e acadêmica do Instituto é uma demanda do Plano de Desenvolvimento Institucional  da instituição e também passou a ser uma exigência do Ministério da Educação (MEC). Além disso, para a servidora, essa plataforma informacional seria uma resposta à sociedade sobre o investimento feito nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

registrado em: ,