Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Muriaé > Extensão > Campus Muriaé inicia curso de Bovinocultura de Leite em Miradouro/MG
conteúdo

Extensão

Campus Muriaé inicia curso de Bovinocultura de Leite em Miradouro/MG

publicado: 13/08/2019 09h08, última modificação: 13/08/2019 10h06

Para todos verem: a imagem mostra uma sala em formato auditório, onde o palco é oculto por cortinas vermelhas. à frente destas, há um painel onde são exibidas, parcialmente, informações sobre o curso de bovinocultura. Quatro pessoas estão sentadas de frente para o palco/ painel, enquanto um professor do IF Sudeste MG está posicionado de pé, voltado tanto para os presentes, quanto para o painel em exibição.Por meio de parceria com a Prefeitura Municipal de Muriaé e a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Miradouro/MG, o IF Sudeste MG – Campus Muriaé iniciou, no dia 7 de agosto, um curso de Extensão em Bovinocultura de Leite no município de Miradouro.

A abertura oficial do novo curso foi realizada durante a tarde e contou com a presença do prefeito municipal de Miradouro, Almiro Marques de Lacerda Filho (Mirim), do vice-prefeito desta mesma localidade, Marco Aurélio dos Santos Silva, do secretário de Agricultura de Miradouro, Rafael Palmerindo Ferreira, do diretor de Extensão, Pesquisa e Inovação do Campus Muriaé, Natalino da Silva de Oliveira, do coordenador-geral da unidade rural deste campus, Joseli Marcos Carvalho, além do coordenador do curso, Carlos Paulo de Assis Pereira.

Durante o evento, Carlos Paulo apresentou o cronograma e a ementa aos participantes. Ofertado inicialmente com 15 vagas, o curso é voltado a produtores rurais e partiu de iniciativa da Coordenação de Desenvolvimento de Campo – CDC do Campus Muriaé, que busca ofertar cursos de extensão aos produtores rurais da região onde o campus se situa.

Sobre o curso de Bovinocultura de Leite

A imagem mostra a estampa da camisa entregue aos participantes do curso de Bovinocultura de Leite. Na peça, o nome do curso é acompanhado da imagem monocromática de dois bovinos, sendo um maior (adulto) e outro menor (filhote), além de duas pequenas cercas. A parte inferior da estampa mostra logomarcas de realizadores e apoiadores.O curso de extensão está programado para oferta em 10 encontros quinzenais, às quartas-feiras, das 13h às 17h, na propriedade dos participantes. O intuito é que a metodologia e o horário viabilizem a participação pelos produtores rurais que, no turno da manhã, normalmente estão ocupados com a ordenha do leite. Os encontros na propriedade dos participantes têm ainda por objetivo: aproximar e promover a troca de saberes entre os produtores rurais e os palestrantes, além de conhecer a realidade do produtor e adaptar o curso à realidade dele. A ideia é que nos próximos anos o projeto seja ampliado para os demais municípios da região de Muriaé. Esta oferta, em particular, está prevista para ocorrer até dezembro de 2019.

Abaixo, estão listados os temas abordados nos encontros:

1)      Solos: coleta, preparo, calagem, adubação plantio e cobertura;
2)      Forrageiras de corte e silagem (Reservas estratégicas);
3)      Pastejo rotacionado e produção de leite a pasto;
4)      Nutrição de Bovinos Leiteiros;
5)      Planejamento estratégico de controle de ectoparasitas (manejo sanitário);
6)      Melhoramento Genético;
7)      Reprodução de bovinos de leite;
8)      Administração e avaliação de custos de uma propriedade de produção leiteira;
9)      Higiene na ordenha e qualidade do leite;
10)  Beneficiamento do Leite (produtos lácteos).

Segundo o coordenador do curso, a escolha do tema Bovinocultura de Leite deu-se por experiência anterior da equipe com o Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo), e pela relevância econômica e social que a atividade possui na região. Diante da escolha do curso, o IF Sudeste MG buscou parceria com a Prefeitura Municipal de Miradouro/MG para a elaboração de um projeto piloto. A Prefeitura se encarregou da divulgação, estrutura física e material, além de inscrição dos interessados, enquanto a CDC seria a responsável pela execução do projeto.

A imagem mostra alunos e professores reunidos em torno de uma grande mesa de madeira, em uma sala com cortinas azuis e uma cristaleira. Sobre a mesa, estão sobrepostas camisas brancas com estampas do curso de Bovinocultura de Leite.

Segundo Joseli, a oferta do curso de extensão está de acordo com as finalidades e objetivos dos Institutos Federais, conforme art. 6º e 7º da Lei Nº 11.892/2008. Com base em definição do Conselho Federal das Instituições de Educação Profissional e Tecnológica (Conif), ele diz que “a extensão pode ser compreendida como o espaço em que as instituições promovem a articulação entre o saber fazer e a realidade socioeconômica, cultural e ambiental da região. Educação, Ciência e Tecnologia devem se articular tendo como perspectiva o desenvolvimento local e regional, possibilitando assim, a imbricação e interação necessárias à vida acadêmica”.

Coordenação-Geral de Comunicação e Marketing
Com informações de Joseli M. Carvalho

registrado em: ,