Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Santos Dumont > Alunos concluem curso Informática para a Melhor Idade
conteúdo

Geral

Alunos concluem curso Informática para a Melhor Idade

Foram 20 aulas, dedicadas a pessoas com mais de 50 anos, de agosto a dezembro
por Daniel dos Santos Leite publicado: 13/12/2019 14h20, última modificação: 13/12/2019 15h37
#pratodosverem: Imagem mostra alunos e equipe do curso Informática para a Melhor Idade. Foto: Wesley Maciel (arquivo pessoal)

#pratodosverem: Imagem mostra alunos e equipe do curso Informática para a Melhor Idade. Foto: Wesley Maciel (arquivo pessoal)

Ontem (12) foi um dia especial para 17 alunos do curso Informática para a Melhor Idade, do Campus Santos Dumont. Após 20 encontros no IF Sudeste MG, a turma celebrou a conclusão da formação, que foi viabilizada por um projeto de extensão da instituição. O objetivo era contribuir para que pessoas com mais de 50 anos que não tivessem domínio ou mesmo noções básicas de Informática pudessem utilizar o computador.

No entanto, conforme os próprios alunos revelaram nas primeiras semanas do curso, a proposta acabou indo além. O grupo não apenas aprendeu sobre a parte física do equipamento, a trabalhar em edição de texto, a explorar redes sociais e a pesquisar e navegar na internet de maneira geral, mas também teve mais uma oportunidade de socialização numa instituição de ensino. 

"A gente fica muito feliz”, disse a aluna Marlene Carvalho na fase inicial da formação, “porque tem muitos cursos básicos, mas com vários jovens. Acho que eu sairia de um desses cursos do mesmo jeito que entrei. Aqui é diferente, nós somos da mesma geração. A gente tem medo de computador, mas aqui está vendo que não é um bicho de sete cabeças. Fico muito feliz por terem pensado na gente”. 

“O mundo está muito avançado. Daqui para frente, é só internet mesmo. Eu achava que não teria capacidade de entrar numa sala de aula para aprender. Mas, quando surgiu essa oportunidade, falei com minha filha, que estuda aqui, para fazer minha inscrição. Achei que não seria sorteada (a turma foi formada a partir de sorteio, considerando que o número de interessados foi superior ao de vagas)”, completou Marlene. 

O projeto é coordenado pelos professores Wesley Maciel e Luciano Gonçalves e contou, em 2019, com a atuação dos estudantes bolsistas Leandro Honorato, Anisberta Reis e Celine Vasconcelos. A ideia dos docentes é submeter o projeto novamente em 2020 quando houver um edital que permita a concessão de bolsas de extensão (a alunos do IF Sudeste MG), para oferecer a mesma oportunidade às pessoas com mais de 50 anos que não foram sorteadas ou mesmo não se cadastraram neste ano.

registrado em: ,