Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Santos Dumont > Com 484 cestas distribuídas, projeto Educação e Cidadania conclui atividades em Santos Dumont
conteúdo

Destaque

Com 484 cestas distribuídas, projeto Educação e Cidadania conclui atividades em Santos Dumont

Última entrega de alimentos e kits de higiene a famílias foi realizada na quinta-feira
publicado: 29/03/2021 16h30, última modificação: 30/03/2021 10h10
#pratodosverem: Imagem mostra representante da Sociedade São Vicente de Paulo ao lado da professora Francilene Barbosa, do IF Sudeste MG. As duas estão em pé e usando máscara. Entre elas, um carro com o porta-malas aberto e com alimentos e kits de higiene destinados a famílias.

#pratodosverem: Imagem mostra representante da Sociedade São Vicente de Paulo ao lado da professora Francilene Barbosa, do IF Sudeste MG. As duas estão em pé e usando máscara. Entre elas, um carro com o porta-malas aberto e com alimentos e kits de higiene destinados a famílias.

Após sua décima, última e mais ampla distribuição de cestas básicas, o projeto Educação e Cidadania, do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, concluiu suas atividades em Santos Dumont. Também presente nas outras nove cidades onde o IF Sudeste MG atua, a iniciativa contou com a generosa colaboração de centenas de pessoas e dezenas de instituições parceiras e distribuiu 4.100 cestas básicas na região. Em Santos Dumont, o projeto chegou à marca de 484 cestas distribuídas ao longo de dez meses. 

Na última quinta-feira (25), 52 unidades foram destinadas a famílias em situação de vulnerabilidade. Elas contêm alimentos, kits de higiene e máscara para prevenção contra a Covid-19 (cortesia do projeto IFight), além dos brindes de Páscoa oferecidos pela professora Izabel Rodrigues especificamente às famílias de alunos do Instituto Federal que têm uma ou mais crianças em sua composição. Em cada um dos outros nove meses, de junho de 2020 a fevereiro de 2021, a ação comprou e distribuiu 48 cestas. 

A última entrega teve a seguinte configuração: 21 unidades para famílias de estudantes do Campus Santos Dumont, 16 para o Coletivo Manas pelas Minas (mulheres chefes de família), cinco para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Edir Ramos de Faria, do Bairro Quarto Depósito, seis para a Sociedade São Vicente de Paulo e outras quatro para a Associação de Catadores de Material Reciclável, pela primeira vez beneficiada pelo Educação e Cidadania. Por meio do trabalho social que já realizam, as instituições parceiras identificam as famílias que mais precisam do apoio neste momento. 

Integrante do Coletivo Manas pelas Minas, Ana Paula Gomes explicou, ainda durante a execução do projeto, a importância que teve esse trabalho social na perspectiva da organização que ela representa: "desde o ano passado, o Coletivo vem fazendo ações para atender mulheres e famílias em situação de vulnerabilidade por conta da pandemia. Atendemos 21 famílias, mas ao longo do tempo as doações foram diminuindo, de modo que foi ficando difícil atender todas as pessoas. Então, surgiu nossa parceria com o IF Sudeste MG, por meio do projeto Educação e Cidadania, para continuar atendendo essas famílias". 

A mensagem do projeto

Na entrega final, a equipe do projeto compartilhou uma mensagem de agradecimento, que se estende a todas as pessoas que, com contribuições, divulgação e boa vontade, tiraram do papel o Educação e Cidadania e também às famílias que receberam as doações: 

"O Comitê Local de Enfrentamento à Covid-19 no Campus Santos Dumont agradece a todas as pessoas e instituições que viabilizaram, durante dez meses, a execução do projeto Educação e Cidadania (...). A todas as famílias beneficiadas, muito obrigado pela compreensão e o acolhimento gentil de sempre. Que essa situação difícil seja superada o quanto antes. Mesmo após o fim deste projeto, nosso Instituto Federal continuará ajudando a comunidade de diferentes formas". 

A presidente do Comitê Local de Enfrentamento à Covid-19 no Campus Santos Dumont é a professora Francilene Barbosa. Também fazem parte da equipe os professores Carlos Artur Leal, Izabel Rodrigues, Lívia Meneguitte Ávila, Luciana Edina da Silva, Luciano Gonçalves, a bibliotecária Paula Souza, a pedagoga Maria Cristina Garcia Lima e as alunas bolsistas Maria Luiza Magalhães (primeiros meses do projeto) e Aline Eichala.

registrado em: ,