Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Juiz de Fora > Ensino/aprendizagem para pessoas com deficiência visual são temas de trabalho e minicurso
conteúdo

Pesquisa

Ensino/aprendizagem para pessoas com deficiência visual são temas de trabalho e minicurso

Projetos de extensão foram desenvolvidos no Campus Juiz de Fora entre 2018 e 2019 e apresentados no Colóquio Internacional de Educação Especial e Inclusão Escolar em junho deste ano.
publicado: 30/07/2019 12h11, última modificação: 01/08/2019 13h26

Os alunos do curso de Engenharia Mecatrônica Diego Augusto dos Santos e Karina Machado Silva, juntamente com a revisora de textos Braille Gabriela Santos Leite, do Campus Juiz de Fora, apresentaram dois trabalhos e um minicurso no Colóquio Internacional de Educação Especial e Inclusão Escolar. O evento aconteceu em Florianópolis, Santa Catarina, entre os dias 25 e 27 de junho, e o grupo tratou do processo de ensino e aprendizagem de estudantes com deficiência visual.

Foram apresentadas as pesquisas “Matemática em mãos: uma proposta de ensino/aprendizagem para pessoas com deficiência visual” e “Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem para estudantes com deficiência visual: um processo em andamento”, além do minicurso “Ferramentas bidimensionais e tridimensionais para discentes com deficiência visual”. Os trabalhos são resultado de projetos de extensão "Matemática em mãos" e “Promoção de capacitação em metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem para estudantes com deficiência visual”, desenvolvidos em parceria com Núcleo de Ações Inclusivas (NAI).

De acordo com Gabriela Santos Leite, a pesquisa visa contribuir com a expansão, a aplicação e a estimulação do processo de ensino e aprendizagem de estudantes com deficiência visual em todos os níveis de educação. “Buscamos incentivar práticas educativas que levem em conta possibilidades distintas de recursos adaptados, a partir de materiais de baixo custo, e enfatizamos a importância da participação das pessoas com deficiência visual no processo; afinal, eles irão utilizar esses meios para o desenvolvimento de seu conhecimento.”

Gabriela explica que o minicurso foi realizado com a apresentação de diversos recursos adaptados para pessoas com deficiência visual, com exposição dos materiais do Núcleo de Educação Especial e Inclusiva da UERJ, do NAPNEE do IFF Campus Centro e do projeto de extensão do IF Sudeste. Posteriormente, foi realizada uma aula de confecção do prisma tridimensional de base triangular e os participantes também puderam montar um objeto 3D. “Esse momento foi de suma importância, até porque tínhamos duas pessoas com deficiência visual participando, que elogiaram muito esse tipo de recurso adaptado.”, conclui a servidora.

Por Paola Rosa
Revisão: Paula Faria
registrado em: ,