Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reitoria > IF Sudeste MG lança campanha "Questão de Ética"
conteúdo

Geral

IF Sudeste MG lança campanha "Questão de Ética"

Trata-se de uma série de vídeos produzidos para debater a ética no serviço público e as ações realizadas por nós, servidores do Instituto.
publicado: 01/06/2020 10h33, última modificação: 03/06/2020 15h46
#Pratodosverem: Imagem de divulgação da Campanha. Apresentador aparece fazendo sinal de "calma" com a mão e balão traz a frase: "a gente não vai ler lei".

#Pratodosverem: Imagem de divulgação da Campanha. Apresentador aparece fazendo sinal de "calma" com a mão e balão traz a frase: "a gente não vai ler lei".

Hoje, primeiro de junho, o IF Sudeste MG está lançando a Campanha Questão de Ética. Trata-se de uma série de vídeos produzidos para debater a ética no serviço público e as ações realizadas por nós, servidores do Instituto.

O objetivo é disseminar o pensamento ético, conscientizar e orientar a conduta da comunidade do IF Sudeste MG, através do exercício da autocrítica e da busca por comportamentos que contribuam para um bom clima organizacional.

Os vídeos serão divulgados semanalmente, até 3 de agosto, no canal que o Instituto tem na plataforma You Tube. O link do vídeo da semana será enviado através do e-mail institucional. O primeiro vídeo já está disponível e pode ser visto através do link https://youtu.be/MWucWlL1WHk

Sobre a Campanha

A série é uma iniciativa da Comissão de Ética Pública do IF Sudeste MG e surgiu a partir da percepção de seu presidente, o professor Elder Stropa, da necessidade institucional de dar visibilidade ao tema da ética no cotidiano de trabalho do Instituto. A execução do projeto foi possível graças ao estabelecimento de uma parceria com a Coordenação-Geral de Comunicação Social e Marketing, que idealizou o formato, produziu os episódios e promove a divulgação da campanha.

Em consonância com a política de inclusão social do IF Sudeste MG, os vídeos contam com tradução em Libras, o que garante que os servidores que utilizam a Língua Brasileira de Sinais tenham acesso à campanha. A acessibilização foi possível devido à parceria com o Núcleo de Ações Inclusivas (NAI) do Campus Juiz de Fora. Os episódios têm tradução e interpretação do TILS (Tradutor e Intérprete de Libras) Fábio Cristiano de Paula, que, respeitando o isolamento social, realizou o trabalho remotamente. A inserção e a sincronização ficaram por conta dos técnicos audiovisuais, Louise Moraes e Alexandre Vargas Tavares de Jesus. A ficha técnica completa é exibida no fim do vídeo.