Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Santos Dumont > IF apresentará a educadores sequências didáticas integradoras para ensino médio
conteúdo

Extensão

IF apresentará a educadores sequências didáticas integradoras para ensino médio

Projeto "Observatório da integração Educação, Ciência e Trabalho", ligado a curso de pós-graduação do IF Sudeste MG em Santos Dumont, terá evento em 5/12; inscrições gratuitas serão abertas em 8/11
publicado: 05/11/2020 15h47, última modificação: 06/11/2020 10h35
#pratodosverem: Imagem mostra cinco estudantes da pós-graduação em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea. Eles estão sentados, em disposição circular, e debatem sobre uma atividade proposta durante uma aula no IF Sudeste MG.

#pratodosverem: Imagem mostra cinco estudantes da pós-graduação em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea. Eles estão sentados, em disposição circular, e debatem sobre uma atividade proposta durante uma aula no IF Sudeste MG.

A equipe do projeto "Observatório da integração Educação, Ciência e Trabalho", do Campus Santos Dumont do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG), vem trabalhando nos últimos meses em discussão e construção de práticas pedagógicas para o ensino médio que tenham a Covid-19 como tema gerador (ou seja, atividades de diferentes disciplinas que "conversem" com elementos relacionados à pandemia). Essa proposta parte do princípio de um ensino contextualizado com a sociedade e as experiências de vida dos alunos. Ela será apresentada a todos os educadores interessados em um evento on-line em 5 de dezembro, um sábado, das 8h às 11h.

As inscrições no evento "Encontro de Formação e Disseminação: Sequências Didáticas Integradoras" são gratuitas e terão três etapas: de 8 a 15 de novembro, poderão se cadastrar os professores de ensino médio da rede pública; de 16 a 22 de novembro, os estudantes de cursos de licenciatura e pós-graduação; de 23 a 29 de novembro, os demais interessados. O formulário de cadastro está disponível na página do Observatório: observatoriodaintegracaosd.com.br.

Todos os profissionais da Educação poderão, além de conhecer, utilizar as chamadas sequências didáticas integradoras em salas de aula. Desenvolvidas em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), elas pertencem a quatro grupos: Linguagens e suas Tecnologias (Arte, Educação Física, Língua Inglesa e Língua Portuguesa); Matemática; Ciências da Natureza (Biologia, Física e Química); Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (História, Geografia, Sociologia e Filosofia).

O evento de 5/12 contará, assim, com quatro salas, uma para cada grupo, com a apresentação das sequências didáticas por seus próprios idealizadores. No ato de inscrição, será necessário indicar a sala da qual pretende participar. Vale registrar que, a despeito da previsão de datas para inscrição, o cadastro para fazer parte de um grupo será encerrado quando o número de interessados por cada sala chegar a 25.

As sequências didáticas

Sequências didáticas são conjuntos de atividades elaboradas para a construção do conhecimento sobre um determinado conteúdo. No caso do projeto do Campus Santos Dumont, ligado à pós-graduação em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea, além de terem como tema gerador a Covid-19, elas dialogam entre si. Por isso, trata-se de um projeto integrador para o ensino médio.

"O projeto buscou integrar atividades que ocorrem em torno de temáticas usadas na educação formal, previamente selecionadas por serem importantes para a discussão por parte da sociedade, de forma a contribuir para compreender, enfrentar e registrar o momento da pandemia da Covid-19. Essas propostas envolveram diferentes tipos de profissionais, de diferentes instituições e habilitações", relatou o coordenador do Observatório, professor Helton Nonato, destacando a contribuição de outras escolas e diversos educadores já nas primeiras etapas do projeto.

Para Helton, "a proposta de construir um observatório das relações entre Trabalho, Educação e Ciência nasce da necessidade do Instituto Federal, assumindo sua missão de ser centro de referência em ciência, tecnologia e formação de professores, de se integrar com a comunidade externa, aproximando-se das escolas do seu entorno".

O Observatório oferecerá a chance de debate e armazenamento de informações que estabeleçam relações entre teoria e prática e uma série de outros aspectos que ajudem a conectar a Educação com temas relevantes, que afetem a vida em sociedade. Com o apoio e o envolvimento de muitos professores, alunos e especialistas, ele está em fase final de elaboração. A página em construção é a mesma que dá acesso às inscrições para o evento de dezembro: observatoriodaintegracaosd.com.br.