Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Rio Pomba > 2019 > 09 > Departamento de Alimentos comemora bons resultados conquistados por egressos
conteúdo

Ensino

Departamento de Alimentos comemora bons resultados conquistados por egressos

por Comunicação Rio Pomba publicado: 09/09/2019 18h15, última modificação: 09/09/2019 18h15
87% dos bacharéis em Ciência e Tecnologia de Alimentos e 83% de tecnólogos em Laticínios estão no mercado de trabalho ou cursando pós.

O Departamento Acadêmico de Ciência e Tecnologia de Alimentos comemora os bons resultados obtidos pelos estudantes formados em 2018. De acordo com levantamento feito pelo setor, 87% dos estudantes do curso de graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos, 83% dos formados em Tecnologia de Laticínios e 74% dos técnicos em Alimentos estão inseridos no mercado de trabalho ou deram prosseguimento à carreira acadêmica. “Este é o reflexo do ensino de qualidade que ofertamos. Sabemos que temos uma importância macrorregional. Buscamos estar alinhados às necessidades do mercado”, analisa o chefe do Departamento, Cleuber Raimundo da Silva.

#Pratodosverem: Gráficos em barras com os resultados dos alunos dos cursos de graduação e técnico

Pode-se concluir a partir dos números obtidos pelo DCTA, que os estudantes que concluem o curso técnico acabam se interessando pela área acadêmica e buscam a formação superior. Tanto que 71,7% dos formados em 2018 foram aprovados em vestibulares.

Entre aqueles que fizeram os cursos de graduação ofertados pelo Departamento, 40% dos bacharéis em Ciência e Tecnologia de Alimentos e 66,7% dos tecnólogos em Laticínios estão inseridos no mercado de trabalho.

#Pratodosverem: Gráfico com a distribuição por área de destino dos egressos

Verticalização

Além de curso técnico e de graduação, o Departamento foi o primeiro a ofertar um mestrado profissional no IF Sudeste MG. “Muitos de nossos alunos acabam optando em dar continuidade aos estudos, fazendo a pós-graduação. Com a verticalização, temos chance de fazer com o que profissional se capacite até o mestrado conosco. Muitos não teriam acesso a este tipo de capacitação se tivessem que se mudar para longe de casa”. A influência da existência da pós é nítida quando se analisa que 46,7% dos formados no último ano foram aprovados em programa de mestrados nas faculdades brasileiras.

Por ser um mestrado profissional, o curso ofertado em Rio Pomba acaba atraindo aqueles que já estão no mercado de trabalho. Segundo levantamento, entre os estudantes, 39% são autônomos ou trabalham em empresas da área. Mais de 14% atuam em órgãos públicos e outros 23% são servidores do IF.

#Pratodosverem: Gráficos sobre a origem dos estudantes do mestrado