Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Rio Pomba > 2019 > 09 > Queimadas é tema de peça encenada pelo grupo de teatro Os Ambeadores
conteúdo

Extensão

Queimadas é tema de peça encenada pelo grupo de teatro Os Ambeadores

por Comunicação Rio Pomba publicado: 23/09/2019 16h53, última modificação: 23/09/2019 16h53
O texto tratou do julgamento do Fogo, culpado por trazer prejuízos ao meio ambiente. A apresentação foi feita no dia 20.

#Pratodosverem: Seis atores estão em cena no palco do Salão Nobre. Em primeiro plano, aparece parte da plateia do teatro.

Na última sexta-feira, dia 20, o grupo de teatro do Campus Rio Pomba, Os Ambeadores, fez uma apresentação especial a estudantes e servidores. Eles encenaram a peça “Queimadas: apague essa ideia”. O texto apresentou o julgamento do Fogo, acusado de trazer prejuízo à humanidade. Juiz, advogados de defesa e acusação, agricultor, Mãe Natureza, Água, Onça estão entre os personagens que participaram do juri. O Salão Nobre ficou lotado até o final da apresentação. Todos queriam saber o desfecho da história.

A história se desenvolveu no tribunal com a acusação do Fogo. Apesar de alguns personagens o acusarem de destruir florestas, matar animais e prejudicar a qualidade do ar, ele foi defendido por outros, principalmente, pela Mãe Natureza. Ela provou que o Fogo também faz parte do ambiente e não provoca a destruição porque quer. Se bem conduzido, ele ajuda a cozinhar a alimentação e a esquentar as pessoas durante o frio. Depois de toda argumentação, concluiu-se que o grande culpado pelos malefícios do fogo é o ser humano, que o utiliza sem o devido cuidado.

#Pratodosverem: À esquerda, está a personagem Fogo. Ela veste roupas vermelhas e amarelas. Usa o desenho de uma chama na cabeça. Ao centro, está o juiz. Ele usa camisa e calça social. À direita, está a Onça. A atriz está com uma camisa de estampa de onça pintada e uma calça preta. No rosto, desenhou os bigodes do animal.

O texto foi escrito pela colaboradora externa Rúbia Maroli em parceria com os estudantes. Entre atores e produtores, mais de 10 pessoas estiveram envolvidas com a apresentação no Salão Nobre. “Esses meninos mostraram que, apesar de amadores, têm qualidade de profissionais. Eles venceram dificuldades para colocar esta peça em exibição, já que não tiveram apoio financeiro. Os figurinos, por exemplo, eles mesmos que montaram com o que temos aqui e com as roupas deles. Tenho certeza de que, se mantiverem esses esforço, vão conseguir coisas maravilhosas”, avaliou a coordenadora do projeto de extensão do grupo de teatro, Denise Gasparini.

Veja mais fotos em nosso álbum do Facebook